conecte-se conosco



Polícia

Médica é indiciada por homicídio doloso pela morte de verdureiro

Publicado

em

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, em inquérito policial conduzido pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), indiciou a médica Letícia Bortolini em crime de homicídio doloso, omissão de socorro,  fuga de local de acidente e embriaguez ao volante, na conclusão do inquérito policial da morte, por atropelamento, do  verdureiro Francisco Lucio Maia, 48, na Avenida Miguel Sutil, no dia 14 de abril de 2018, em Cuiabá.

Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) constatou em laudo que a velocidade média de impacto do veículo Jeep Compass, envolvido no atropelamento do verdureiro era de aproximadamente 103 km/h. Os peritos utilizaram dois trechos para estimar a velocidade, definidos por 3 pontos, sendo eles, antes, durante e após o atropelamento.

No inquérito policial, o delegado Christian Alessandro Cabral, informou que analisou todo o conjunto de fatores do acidente, levando em consideração o comportamento da vítima e, principalmente, o da médica durante e depois do acidente. “Ela assumiu conscientemente o risco de produzir o acidente, razão pelo qual foi alterado o indiciamento originário da investigada”, disse o delegado.  

Na conclusão do inquérito policial, o delegado considerou que o fato da vítima apresentar capacidade psicomotora comprometida por elevado estado de embriaguez, confirmado em laudo pericial, fazer a travessia fora da faixa de pedestre e estar  empurrando um carrinho de propulsão humana, não tiveram influência significativa na causa do acidente.

 ” A vítima ao atravessa a faixa direita e central da Avenida Miguel Sutil, permaneceu movimentando no local em que viria a ser atropelada, por aproximadamente  6 minutos e 25 segundos, período em que alguns condutores de veículos que passavam pelo local desviaram da mesma, enquanto outros imobilizaram seus veículos sobre a própria via. Fato esses que evidenciam a previsibilidade e evitabilidade do acidente objeto de investigação”, destaca.

Por outro lado, conforme relatório do delegado, os mesmos elementos revelam que a médica “foi absolutamente incapaz de prever e evitar o fatídico atropelamento da vítima, o que é consonante com a embriaguez e excesso de velocidade discutidos nos autos”.

O atropelamento do verdureiro ocorreu por volta das 20 horas, do dia 14 de abril, pelo veículo Jeep Compass que seguia pela Avenida Miguel Sutil, sentido bairro/centro. A vítima foi atingida pelo veículo no momento que terminava de atravessar o via. O verdureiro tentava subir com seu carrinho na calçada quando foi atingido pelo carro e morreu no local.

 O veículo não parou para prestar socorro e foi encontrado em um condomínio no bairro Jardim Itália, na Capital,  após uma testemunha seguir o veículo e informar a Polícia.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Homem que agrediu enteada de um ano é preso

Publicado

em

Policiais da Delegacia Especializada da Mulher, Criança e Idoso de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá) prenderam em flagrante na tarde de quarta-feira (02.12) um homem de 21 anos suspeito de agressão à enteada de apenas um ano e oito meses.

O pai da criança teve conhecimento pela avó materna de que a bebê estava internada em uma unidade de saúde de Sinop em decorrência das agressões. No local, ele foi informado que a criança estava com sinais de agressão física, como hematomas pela face, orelha e também teve parte do cabelo arrancado.

Após sair da unidade de saúde, o pai da criança procurou a Delegacia Especializada da Mulher para relatar o fato. A equipe policial, com apoio da Delegacia Regional de Sinop, foi à casa do suspeito e o prendeu em flagrante.

A vítima teve alta após observação, está na casa do pai e passa bem.

O suspeito foi autuado pelo crime de lesão corporal contra vulnerável e encaminhado à Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira.

O delegado Ugo Angêlo Reck de Mendonça instaurou inquérito para investigar o crime e também a possível responsabilidade da mãe da criança.

A criança passará por exame de corpo de delito.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana