conecte-se conosco



Esportes

Lutador de Sinop conquista ouro e três pratas em mundial de Artes Marciais na Itália

Publicado

em

Mundial de Artes Marciais, disputado entre sexta-feira, 02, e o domingo, 04, em Roma (Itália), terminou com um gosto especial para o atleta Genivaldo José da Silva, o Gibi, de Sinop. Integrante da delegação brasileira e competindo com atletas de vários países, Gibi deixou o torneio com três medalhas totais e figurando entre os melhores do mundo. No boxe ele se tornou campeão mundial, enquanto, pelo MMA, kickboxing e boxe chinês, faturou a prata.

O lutador marcou presença na competição apoiado pela Prefeitura de Sinop, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.  “Realmente, se não fosse o apoio da Prefeitura de Sinop, do incentivo fiscal, não teria acontecido nada disso e eu estar aqui”, disse Gibi.

Gibi lutou na categoria master até 72,5 quilos e enfrentou adversários de diferentes partes do mundo. Além do ouro, as três medalhas de prata e o título de vice-campeão mundial também têm significado especial. No MMA o segundo lugar de Genivaldo veio entre 8 atletas participantes. No kickboxing, o vice-campeonato foi obtido entre 10 lutadores e, pelo boxe chinês, entre 6 competidores. “Estou muito feliz pelas minhas conquistas, mesmo com três costelas quebradas e o pé muito machucado. Vocês não imaginam a minha felicidade de ser campeão mundial entre tantos países”, relatou o atleta.

Em Sinop, onde reside e atua profissionalmente, o professor Genivaldo responde pela formação e instrução em artes marciais de crianças e adolescentes do projeto Kravthaikick – 11º BPM Formando Cidadãos, realizado pela Polícia Militar. Ele cede o espaço em sua academia de artes marciais para que os jovens treinem. Antes do Mundial em Roma, o professor também havia conquistado o cinturão de campeão no Pan-Americano de Kickboxing no Pan Americano de Artes Marciais em Santa Isabel, em agosto deste ano.

Esportes

Temporada do esporte pedal em Mato Grosso 2020

Publicado

em

A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), libera no dia 1º de agosto, a temporada do pedal no Brasil, neste ano. Esta temporada do esporte do pedal mato-grossense, volta com força total. Depois de várias articulações, contatos e negociações, Mato Grosso figura em todas as modalidades Olímpicas do Ciclismo, no atual calendário brasileiro das modalidades.

O BMX Race sedia uma Copa Brasil e também uma etapa do Ranking Nacional. Na temporada passada o piloto Gustavo Passin ficou em primeiro lugar no Ranking Brasileiro do BMX Race. Na categoria Máster 35-39. Outros sete pilotos ficaram entre os seis melhores do país. Todos irão ingressar com processos Junto a Sec. De Estado de Esportes, requerendo adesão ao Programa Bolsa Atleta. Devido ao grande calote da ordem de quase 10 milhões de reais, do Programa Bolsa Atleta, dos governos Silval e Taques, muitos atletas frustraram com a não quitação do programa.

Estamos incentivando os atletas, para que busquem resultados nacionais, sendo que o Programa Bolsa Atleta do Governo de Mato Grosso continua em pleno vigor. A modalidade do Cross Country Maratona sedia (05) cinco etapas válidas pelo Ranking Nacional. Em Mato Grosso, a modalidade do Mountain Bike, foi lançada no final de 1989, no mês de novembro, então pelos amantes do ciclismo e amigos Manoel Lima, Jorge Barreto, ambos mato-grossense e Weyden Galvão, mineiro de Uberaba.

Naquela época, competiam os atletas do ciclismo, como forma de preparação. Hoje o Cross Country tem vida própria, relembra Manoel Lima, dirigente da FMTC. As cidades sedes do MTB serão: Sapezal, Aripuanã, Sorriso, Comodoro, Rondonópolis e Juina. As etapas do MTB Maratona terão cerca de 100 mil reais em espécie, de premiações, alem de brindes, camisetas, energéticos entre outros.

Ciclismo Olímpico consta com seis etapas também valendo pontos pelo Ranking Nacional. Para Lima, o momento é excelente para todas as modalidades. Mesmo ainda sentindo os efeitos da grave crise econômica, atletas, organizadores, promotores, dirigentes desportivos e patrocinadores de eventos estão reagindo á atual situação. Nosso excelente transito junto a direção da Confederação Brasileira de Ciclismo, nos fez acreditar na recuperação das modalidades do desporto ciclístico, frisa Lima.

A cidade de Tangara da Serra realizara um trabalho de renovação nas categorias de base do Ciclismo Olímpico. Novamente estaremos treinando novos jovens para o ciclismo. Mato Grosso sempre obteve excelentes resultados nas categorias Infanto-juvenil, Juvenil e Júnior, tanto nos Jogos Escolares nacional, Ranking Brasileiro e também no Campeonato Brasileiro do Ciclismo Olímpico.

Essas são as categorias de iniciação da modalidade. Com veiculação em nível nacional, estaremos difundindo, divulgando e massificando as potencialidades desportivas, culturais, ecológicas, turísticas e econômicas mato-grossense. Levando em conta, que o Estado de Mato Grosso é líder brasileiro e até mundial nas produções de carnes bovinas, milhos, sojas e algodões. Com certeza, novamente, neste ano, obteremos várias conquistas em nível nacional, finaliza Lima. Maiores informações fone (65) 99254 8090 e 99284 8833 e email [email protected] 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana