conecte-se conosco



Várzea Grande

Kalil resgata sonho de Nico e projeta construção de Avenida Perimetral

Publicado

em

Genuinamente várzea-grandense, o candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB) quer preparar a cidade para um futuro próximo e próspero. Para que a cidade avance sobre o progresso econômico e social, o emedebista pretende resgatar o projeto de seu pai, Nico Baracat (in memorian), da construção de uma grande Avenida Perimetral. O intuito é desafogar o trânsito da área Central e ligar duas regiões bastante populosas separadas pela grande distância.

A Avenida projetada por Kalil sairá da região do São Gonçalo, passando pelo fundo do Aeroporto, pela Avenida Júlio Müller e chegará até rodovia dos Imigrantes, no Capão Grande. “Essa Avenida vai desafogar as Avenidas Mario Andreazza, Júlio Campos, da FEB, ou seja, desafogar o centro de Várzea Grande. “Era um sonho do meu pai, Nico Baracat. Ele sabia do que Várzea Grande precisava e vislumbrou esse projeto, que agora será uma das minhas metas como gestor”, disse Kalil.

Conforme o projeto idealizado por Nico Baracat, a Perimetral que deve ter cerca de 15 Km, vai ligar os bairros Parque do Lago, Costa Verde, São Simão à Avenida Filinto Müller. A obra  será uma das marcas da gestão de Kalil e faz parte do plano de mobilidade urbana, que será implantado. As ações miram o progresso econômico e social do Município, buscando gerar um ambiente mais propício à atração de empresas, geração de empregos, oportunidades de negócios e distribuição de renda.

“A cidade evoluiu na gestão Lucimar. E tenho orgulho de ter feito parte desse trabalho. Foram 300 quilômetros de asfalto, escolas reformadas, criação de um centro odontológico, entrega de UPAs, a ETA de Bonsucesso. Mas a cidade precisa de mais. Várzea Grande cresceu desordenadamente. E hoje precisamos de mais transporte, mais asfalto, mais creches, mais ciclovias, implantação da onda verde para que o trânsito flua e o várzea-grandense chegue mais cedo no trabalho ou na sua casa”, pondera Kalil.

Kalil ainda projeta novos investimentos na área urbanística, com a construção de praças e áreas de lazer, sem esquecer dos projetos sociais, de uma melhor estrutura de saúde e qualidade no ensino. Várzea Grande  é daqui para melhor”, sinalizou Kalil, ao lembrar que seu pai morreu em 2012 num acidente automobilístico, enquanto trabalhava pelo Estado como secretário de Cidades. “Vou honrar a memória de meu pai e cada voto que receber nas urnas. Esse é o meu compromisso!”.

 

Da Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Liminar estabelece prazo para regularização de cemitérios em VG

Publicado

em

A Justiça acolheu pedido liminar efetuado pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso e estabeleceu o prazo de 180 dias para regularização das atividades desenvolvidas em cinco cemitérios localizados em Várzea Grande. A obrigação deverá ser cumprida pelo Município, em relação aos cemitérios São Francisco, Capela do Piçarrão, Recanto da Saudade e Costa Verde, e pela empresa Betânia Empreendimentos Imobiliários Ltda, mantenedora do cemitério Recanto da Paz.

De acordo com a decisão, os requeridos deverão obter junto ao órgão ambiental competente as licenças ambientais dos cemitérios. Terão ainda que apresentar análises das águas subterrâneas para verificar a ocorrência de contaminação, devendo as amostras serem coletadas a montante e a jusante do fluxo de escoamento preferencial da superfície freática, além de elaborar e implementar programa de monitoramento do lençol freático.

A comprovação do cumprimento integral das determinações fixadas na decisão deverá ocorrer no prazo de 180 dias, sob pena de pagamento de multa diária no valor de R$ 1 mil. A liminar foi concedida ao Ministério Público Estadual nesta terça-feira (01), pelo juiz Rodrigo Roberto Curvo.

Segundo o MPMT, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (CREA) realizou visita preventiva nos cinco cemitérios e constatou várias irregularidades, entre elas, a operação sem as devidas licenças ambientais e a falta de monitoramento do lençol freático.

“É incontroverso que a ausência de licenciamento ambiental dos cemitérios ativos gerenciados pelo tanto pelo Município de Várzea Grande, quanto pela Betânia Empreendimentos Imobiliários Ltda acarretam inúmeros riscos ao meio ambiente. O Município de Várzea Grande é responsável pela tutela do meio ambiente, de modo que não pode se omitir no licenciamento ambiental dos cemitérios públicos”, destacou a promotora de Justiça Maria Fernanda Corrêa da Costa, em um trecho da ação.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana