conecte-se conosco



Política MT

Juíza indefere reclamação de Mauro contra Wellington por propaganda ‘fake

Publicado

em

Em sua decisão, juíza destaca que“nem de longe se observa a participação de qualquer ator”

]A juíza membro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Vanessa Curti Perenha Gasques, indeferiu reclamação do candidato Mauro Mendes, movida pela Coligação “Para Mudar Mato Grosso”, apresentada contra propaganda eleitoral do candidato Wellington Fagundes, da coligação “A Força da União”.  Mendes alegava uso de atores e trucagem do programa apresentado na sexta-feira (31).

Ao analisar o programa, a magistrada foi categórica em sua conclusão: “Nem de longe se observa a participação de qualquer ator ou mesmo pessoa conhecida do grande público do estado de Mato Grosso”. Dessa forma, ela descartou que a coligação de Wellington estivesse se utilizando de apoiadores “fake” em sua propaganda.

Em 3 minutos e meio, o programa de TV de Wellington Fagundes focou no sentimento de abandono da população por parte do Governo do Estado. Também apresentou a trajetória pessoal e política de Fagundes e destacou a intenção de ser um governador para cuidar das pessoas.

“O Estado é feito de pessoas e elas precisam sempre estar em primeiro lugar” – disse Fagundes, no programa eleitoral. Ao contrário da alegação de Mauro Mendes contra a peça, o vídeo mesclou cenas gravadas e discursos do candidato, que ressaltou a diversidade na composição de seu projeto político.
Dos ensinamentos familiares e da experiência política, Wellington propôs fazer um governo voltado para cidadão: homem, mulher, idoso, jovens e crianças, reforçando o compromisso com o futuro.

Confira aqui a decisão

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Deputados votam 34 vetos, derrubam cinco e mantém 29

Publicado

em

Reunidos em sessão ordinária na quarta-feira (2), os deputados fizeram um mutirão e limparam a pauta de vetos em tramitação no Parlamento. Os deputados estaduais votaram 34 vetos do governador Mauro Mendes (DEM) a projetos e mensagens. Destes, apenas cinco vetos foram derrubados.

A pauta estava sobrestada por conta dos vetos que estavam em tramitação na Casa de Leis. Foram três sessões ordinárias para limpar a pauta de vetos e votar os projetos que estavam represados no Parlamento.

Os vetos derrubados foram o veto 86/20, veto 92/2020, veto 75/2020, veto 72/2020 e veto 90/2020.  O veto 86/2020, de autoria do deputado Dr. Gimenez, é veto total aposto ao Projeto de Lei nº 491/2020, que obriga as escolas da rede pública ou privada do Estado de Mato Grosso a adotarem medidas de prevenção a disseminação do coronavírus (Covid-19) em suas instalações, quando do retorno as aulas presenciais.  Outro veto derrubado, o veto 72/2020, de autoria do deputado Faissal, dispõe sobre a constituição do direito de uso de cadeiras cativas na Arena Pantanal. O Veto 75/2020, do deputado Thiago Silva, também derrubado, institui o Programa Cidadão da Paz, no âmbito do Estado de Mato Grosso.

Os vetos mantidos foram: Veto 47/2020, 56/20, 58/2020, Veto 60/2020, Veto 61/2020, Veto 63/20200, Veto 64/2020, Veto 65/2020, Veto 66/2020, Veto 67/220, Veto 68/2020, Veto 71/2020, Veto 74/2020,Veto 76/2020, Veto 77/2020, Veto 78/2020, Veto 79/2020, Veto 80/2020, Veto 81/2020, Veto 82/2020, Veto 83/2020,Veto 84/2020, Veto 85/2020, Veto 87/2020, Veto 88/2020, Veto 89/2020, Veto 91/2020, Veto 93/2020, Veto 73/2020 e Veto 62/2020.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana