conecte-se conosco



Várzea Grande

Hazama e Kalil devem compor chapa para concorrer à prefeitura de VG; Curvo e Fabinho pretendem viabilizar grupo para disputar o comando da cidade

Publicado

em

O vice-prefeito de Várzea Grande José Hazama, e o secretário municipal de Governo Kalil Baracat (MDB) devem compor uma chapa  para disputar a sucessão da prefeita Lucimar Campos.

O projeto está sendo delineado pelo senador Jayme Campos (DEM),  principal liderança democrata no município, que trabalha desde o inicio do ano, o grupo para definir o cabeça de chapa que será escolhido após resultado de pesquisa qualitativa

Kalil é filiado ao MDB e Hazama deixará o PRTB para se filiar ao DEM, que deve filiar vereadores como Jânio Calistro (PSD) e Gisa Barros (PSB).

 

Hazama é empresário na região de Grande Cristo Rei, irmão da ex-primeira-dama Miriam Hazama, sócio do ex-prefeito Tião da Zaeli.

Filho do ex-deputado, ex-vice-prefeito e ex-secretário de Estado de Cidades Nico Baracat, neto da ex-deputada e ex-prefeita Sarita Baracat, Kalil Baracat, disse durante entrevista ao MT de fato, que busca o fortalecimento do MDB no município com filiação de novas lideranças. Baracat revelou que o vereador Miguel Angel do PSDB, deve e filiar para disputar a reeleição pelo partido.

O novo desenho político joga um “balde de água fria”, nas pretensões do presidente da Câmara, vereador Fábio Tardin, que pretende laçar o seu nome para a disputa. Fabinho terá que buscar outro partido, para viabilizar sua candidatura.

Outro que deve buscar reforço de outros grupos é o vereador de sexto mandato, Chico Curvo, que há mais de 2 anos trabalha para ser candidato a prefeito. Curvo já anunciou que não será candidato a reeleição.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Direção do Sintep/VG cobra reajuste do piso para todos os profissionais da rede municipal

Publicado

em

A Direção do Sintep/VG, participou na sexta-feira (24.01) da reunião com os diretores das unidades escolares da rede municipal de Várzea Grande, convocada pela Secretaria de Educação (SMECEL/VG) para organizar o início do Ano Letivo de 2020.

O professor Juscelino Dias de Moura, presidente do Sintep/VG, em sua fala desejou um feliz 2020. “Que este ano, tenhamos fé, força, coragem e muita ousadia pra continuar fazendo a resistência na defesa dos nossos direitos e da escola pública democrática e de qualidade socialmente referenciada”, frisou o professor, parabenizando os diretores eleitos e empossados em dezembro.

“Parabenizo os que já estavam na gestão, pois a reeleição significa também a aprovação do trabalho realizado e aos novatos desejamos uma boa gestão. No entanto, para que todos possam fazer uma excelente gestão é necessário um trabalho coletivo e um trabalho em equipe, respeitando as ideias e valorizando o esforço de todos os profissionais e da comunidade escolar”, afirmou ressaltando que o diretor tem um papel de líder, mas não do tipo autoritário, que age sozinho.

“O Diretor deve promover uma gestão participativa e democrática, envolvendo toda a comunidade escolar: alunos, professores, funcionários e os familiares”, acrescentou explicando a importância da gestão democrática, ressaltando que para uma boa gestão é necessário, também que a SMECEL/VG faça a parte que lhe compete, respeitando a legislação que estabelece a política de valorização de todos os profissionais da educação.

Lembrou que é preciso união da categoria para que juntos possam lutar para garantir os direitos já conquistados e que não estão sendo respeitados pela Prefeita Lucimar Campos.

Reivindicações de 2020

O presidente do Sintep/VG, apontou todos os principais pontos da Pauta de Reivindicação do Sindicato para 2020, cobrando resposta ao pedido de audiência com o Secretário Silvio Fidelis, protocolada dia 20 de janeiro.

No documento, o Sindicato cobra a aplicação integral do reajuste salarial para todos os cargos previstos na carreira (técnicos e professores), conforme estabelecido na Lei de Carreira dos Profissionais da Educação Básica da Rede Municipal de Ensino, já que o mês de janeiro é o mês da data base dos educadores, sendo que o piso salarial de todos os cargos da carreira devem ser reajustados disposto na Lei de Progressão de Carreira, baseado no PCCS 3.797/2012, Lei 4.007/2014 e na Lei 4.093/2015.

“Além do reajuste do Piso Salarial, conforme prevê a nossa Lei de Carreira, cobramos especialmente o enquadramento de todos os servidores, pagamento de retroativos, 1/3 da hora-atividade para os professores dentre outras reivindicações” completa o presidente da subsede.

O secretário Municipal de Educação, Silvio Fidelis, disse que encaminhará para a Câmara de Vereadores o Projeto de Lei para estabelecer o reajuste de 12.84%, na folha de fevereiro, porém não confirmou que é para todos. Também informou que irá agendar audiência com o Sindicato.

 

Por Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana