conecte-se conosco



Política MT

“Grupo de Silval usa Mauro para tentar voltar ao poder”, diz Taques

Publicado

em

O governador Pedro Taques, pré-candidato à reeleição pelo PSDB, destacou que o MDB, de Silval Barbosa, usa a candidatura de Mauro Mendes (DEM) para tentar voltar ao poder. Em entrevista ao Programa do Pop, na TV Band, nesta sexta-feira (27.07), o tucano alertou o cidadão para a ameaça que representa o retorno do grupo acusado de dar prejuízo aos cofres do Estado de Mato Grosso de mais R$ 1 bilhão, por meio dos esquemas de corrupção confessados pelo ex-governador em delação premiada.

“Na nossa administração, por exemplo, conseguimos economizar R$ 1 bilhão, enquanto a administração passada, do ex-governador do MDB, já confessou na Justiça que houve roubo de R$ 1 bilhão. Todos sabemos das histórias de que ele [Silval Barbosa] diz que roubava por prazer. Essa é a nossa diferença. Nós não estamos com essas pessoas da administração passada, não temos sociedade com Silval, e eu não tive evolução patrimonial porque minha vida é trabalhar por este Estado”, disse o governador.

A afirmação faz menção à delação premiada firmada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), em que o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) afirmou ter mantido uma sociedade com o ex-prefeito Mauro Mendes em uma área de garimpo de R$ 20 milhões e um avião de quase R$ 5 milhões, entre os anos de 2012 e 2013.

Em outro caso, o Ministério Público Federal acusa Mauro Mendes e seu sócio, o empresário Valdinei Mauro de Souza, pelos crimes de improbidade administrativa na fraude milionária do leilão judicial da Minérios Salomão, atualmente denominada Maney Mineração, realizado em 2011, pelo Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso. Segundo o MPF, o esquema pode ter desviado dos cofres da União mais de R$ 700 milhões.

Pedro Taques ainda destacou que todos os dias o esforço do governo é para cortar mais gastos na máquina pública, principalmente por conta da grave crise econômica que o país atravessou, onde o poder público precisou se adequar à nova realidade.

O governador destacou ainda que pelo Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira)  conseguiu recuperar mais R$ 1 bilhão aos cofres do Estado. “Todos os dias é possível ver nos jornais nacionais o quanto os Estados sofrem para pagar salários, muitos chegaram a atrasar em até quatro meses. Aqui em Mato Grosso, graças ao nosso empenho, à nossa coragem de enfrentar a situação, nós reduzimos o impacto dessa crise. É por isso que muitos gargalos começam a destravar, sinalizando um futuro muito mais próspero. Sou um otimista e continuarei trabalhando muito para essa nova realidade”, finalizou Taques.

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

PF prende em Portugal suspeito de invasão hacker ao TSE

Publicado

em

Operação coordenada pela Polícia Federal (PF) em parceria com a Polícia Judiciária Portuguesa prendeu neste sábado (28), em Portugal, um suspeito de envolvimento no ataque hacker ao sistema Tribunal Superior Eleitoral do (TSE), que divulgou dados do tribunal no dia do primeiro turno das eleições municipais.

Segundo a PF, o inquérito policial aponta que um grupo de hackers brasileiros e portugueses, liderados por um cidadão português, foi responsável pelos ataques criminosos aos sistemas do TSE no primeiro turno das Eleições de 2020.

Estão sendo cumpridos, no Brasil, três mandados de busca e apreensão e três medidas cautelares de proibição de contato entre investigados nos estados de SP e MG. Além da prisão, em Portugal, é cumprido um mandado de busca e apreensão. As ações se desenvolvem com por meio da Operação Exploit.

Os mandados cumpridos no Brasil foram expedidos pelo Juízo da 1ª Zona Eleitoral do Distrito Federal, após representação efetuada pela Polícia Federal e manifestação favorável da 1ª Promotoria de Justiça Eleitoral.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana