conecte-se conosco



Artigos

Gratidão, Prosperidade e Abundância

Publicado

em

Se tem uma coisa que todo mundo deseja e busca é a prosperidade, mas você já se perguntou o que é prosperidade pra você? Uma poupança gorda? Mesa farta? Carro novo? Viagens? Casa dos sonhos? Salário alto? Relacionamentos?
Observando bem, vemos que muitas pessoas têm pelo menos parte de tudo isso e mesmo assim vivem numa constante insatisfação que os impulsiona sempre a buscar cada vez mais. É como se tivessem um buraco interno infinito que nunca é preenchido.
Imagine que o Criador, Deus, Força Superior (como queira chamar) é um oceano energético e que você está dentro dele, que é parte dele. Se assim é, você também é oceano e, como tal, co-criador da sua realidade.
Se somos co-criadores porque vivemos algo tão diferente do que gostaríamos? A resposta é uma só: porque mantemos incutidas em nossa mente crenças limitantes adquiridas desde a nossa criação e que nos impedem de nos sentirmos plenos, deixando aquela sensação de que nada basta e que sempre precisamos de mais!
Todo mundo, de uma forma ou outra, já ouviu frases como: “é mais fácil um camelo passar no buraco da agulha que um rico entrar no reino  céu”; “Deus só ajuda quem cedo madruga”; “Dinheiro é sujo”; “O rio só corre pro mar”; “A vida é dura”… Ditos populares que ficam gravados inconscientemente e que passamos a reproduzir todos os dias pautando nossas ações e pensamentos.
Trabalhamos cada vez mais porque “precisamos de muito dinheiro”, afinal de contas “ o rio só corre pro mar” e “dinheiro chama dinheiro”. Acordamos cedo demais porque “Deus só ajuda a quem cedo madruga”. Quantas vezes já ouvimos alguém dizer que “quem dorme demais é vagabundo e não consegue prosperar”? Será? Por que dizemos que “dinheiro é sujo” se sabemos que “em certo grau” precisamos dele para adquirimos coisas que nos tragam “certo grau” de felicidade e satisfação?
Viu como estas crenças nos limitam e acabam criando uma realidade diferente daquela que desejamos? Se conseguimos perceber que criamos e permitimos que todas essas dificuldades se instalem em nossas vidas poderemos reconhecer nosso potencial de criação para o bem e para o mal, para a satisfação ou para a escassez. Cabe a cada um encontrar o equilíbrio.
Identificar as crenças que nos limitam faz toda a diferença nessa jornada chamada vida.  Observe suas falas, ações, medos… Se desejas algo, pergunte: o que me impede? Por que? Quando este medo de ir em busca do novo começou? Por que não crio a minha realidade para me satisfazer e ser feliz?
Prosperidade e abundância estão intimamente ligadas ao estado de espirito de cada Ser. Reconhecer o potencial Divino individual e ser Grato por tudo que se é, por toda e qualquer experiência, é ser próspero. Prosperidade nada tem a ver com o viu metal, mas com a satisfação individual. Eu agradeço por toda prosperidade e abundância em minha vida!
Lembre-se: crenças limitantes estão no consciente coletivo e nos impedem de encontramos a felicidade que há dentro de nós. Técnicas holísticas como o Thetahealing podem ajudar na identificação e transmutação destas crenças nos fortalecendo e ajudando a encerrar de vez ciclos limitantes permitindo sermos gratos, prósperos e abundantes em tudo.
Desejo que sua vida seja abundante em saúde, sorrisos e amor. Que seus relacionamentos sejam saudáveis e prosperem e que você sinta que quanto mais compartilhamos, mais temos. Aliás, um dos segredos da prosperidade é manter a harmonia entre dar e receber. Afinal, ninguém é tão pobre que não tenha o que compartilhar, nem tão rico que não tenha o que receber.
Todos Somos Um!
*Alessañdra V´ieíra é terapeuta holística certificada nas técnicas ThetaHealing, Barras de Access, Mesa Quântica Estelar e Gendai Reiki Ho. Facebook: @AleVieiraTerapias Instagran: @alevieirario  E-mail: [email protected]  WhatsApp:  (65) 99316-2387

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Artigos

Pais presentes, e ausentes!

Publicado

em

Quem tem um filho que mora longe sabe como a saudade doí diariamente. No pensamento ficam as perguntas: “Como está? Será que comeu? Está dormindo bem? Não ficou doente? Está gostando do curso, da casa, está em boas companhias?”.

Enquanto alguns genitores vivem essa circunstância devido a distância, outros pais negligenciam a presença dos filhos na mesma residência, e esquecem de fazer perguntas simples como as do parágrafo acima.

Não raro, a solidão tem tomado conta de casas cheias, famílias se dissolvem por falta de atenção, conversas e demonstrações de afeto.

Até em locais públicos notamos a frieza nos relacionamentos, pais, mães e filhos em restaurantes totalmente voltados aos aparelhos celulares. Atitude que transforma o mundo digital mais atraente do que o real, e aí está o perigo.

Acompanhamos alguns casos de jogos suicidas, que ceifaram a vida de crianças e adolescentes. E a pornografia? Com um clique, a criança pode acessar os conteúdos mais obscenos e ter sua mente tomada por conteúdos nocivos para o seu desenvolvimento.

E de forma mais sucinta, e não menos perigosa, você pai e mãe, já reparou quem é o artista favorito do seu filho? Músicas com a apologia as drogas, ao sexo, a monogamia. É como se o ladrão estivesse entre vocês, porém a presença dele só será notada quando você prestar atenção em seu filho, observar as suas companhias, comportamento, e principalmente, lhe der todo o amor possível.

Aproveite este início de ano e estabeleça como meta ter um tempo de qualidade com a sua família, pois este é o bem mais precioso que o ser humano pode ter. E o melhor remédio para prevenir a solidão, a tristeza, separação e rebeldia.

Neuzete Gomes Freires Castilho é formada em pedagogia, pós-graduada em psicopedagogia e gestão escolar. É diretora na  Escola Adventista Centro América. E-mail: [email protected]

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana