conecte-se conosco



Cuiabá

Governo regulariza repasses do transporte escolar; secretários cobram calendário de pagamentos do segundo semestre

Publicado

em

A situação dos repasses no transporte escolar em todo Estado enfrentou atraso de dois meses .

Com a alta do combustível, proporcionada pela greve dos caminhoneiros e a políticas de preços da Petrobras, muitas prefeituras sofreram com isto, tendo que bancar as despesas.

 

O governador Pedro Taques (PSDB), em reunião intermediada por Silvio Fidelis, presidente da Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso) e secretário de Educação em Várzea Grande, assegurou a regularização dos repasses atrasados referentes aos meses de maio e junho, que foram depositados as parcelas na última quarta (18) e sexta (20).

 

Para evitar novos atrasos, os secretários dos municípios cobram um cronograma de repasses. Reuniões serão feitas esta semana na Seduc e na Secretaria Estadual de Fazenda (SEFAZ) para definir isto e atualização do preço por quilômetro rodado, de R$ 3, que acaba definindo o valor final do repasse.

 

A secretária de educação de Poconé, Ornela Falcão, disse que a greve dos caminhoneiros, junto com a alta dos combustíveis, afetou o abastecimento dos transportes escolares.

 

‘’Além dos atrasos, tivemos no período a greve dos caminhoneiros, que no final das contas, fez com que subisse mais ainda os preços dos combustíveis. Sofremos bastante, mas graças a Deus, tudo está regularizado. Só estamos exigindo um cronograma para que futuramente isto não aconteça novamente’’.

 

O pagamento anual, é feita em 10 parcelas pela Seduc, nos meses de março a dezembro, que são direcionadas para o transporte escolar dos municípios. O valor atual é de R$ 3 por quilômetro rodado.

Fonte: Gabriel Oliveira-MT de Fato

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Diego Guimarães vai concorrer à presidência da Câmara Municipal

Publicado

em

Diego Guimarães (Cidadania) que foi o vereador mais votado da Capital e principal apoiador de Abílio Júnior (Pode) e Felipe Wellaton (Cidadania) disse que vai buscar a presidência da Casa para garantir a independência do Legislativo municipal.

De acordo com ele, a renovação na Câmara e a votação expressiva de Abílio foi um recado do eleitor aos vereadores eleitos, de que a Câmara precisa ser independente e com isso mudar a imagem ruim que passa para a população.

“Antes estávamos focados na eleição do Abílio, não planejava isso, mas com a vitória do atual prefeito eu coloco meu nome na disputa porque queremos representar os mais de 129 mil votos que Abílio recebeu dos cuiabanos e cuiabanas que não concordam com uma Câmara Municipal que é submissa ao Poder Executivo”, disse o vereador.

O parlamentar explica que deve conversar com todos os colegas, até os da base do prefeito para explicar sobre a importância de um parlamento atuante e que não apenas cumpre ordens da prefeitura. Ele que já concorreu anteriormente e não obteve êxito, uma vez que a oposição era minoria dentro do parlamento, ressalta que a disputa deve ser pautada no fortalecimento e resgate da imagem do Legislativo Municipal.

“Vou procurar cada um dos 24 vereadores para falar sobre essa necessidade de mudar como a Câmara é vista e a necessidade de ter um parlamento verdadeiramente independente. As urnas mostraram que aqueles que conduziram o parlamento nos últimos quatro anos, que fizeram o legislativo submisso foram reprovados. Nossa ideia é compor uma Mesa mais representativa possível com uma proposta de fortalecimento e resgate da imagem da Câmara Municipal”, concluiu o parlamentar.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana