conecte-se conosco



Polícia

Golpistas que passavam por fiscais da Receita são presos em Várzea Grande

Publicado

em

Dois golpistas foram presos com R$ 1 milhão em espécie depois de tentarem aplicar um golpe e furtar o dinheiro de um empresário em São José do Rio Claro, a 325 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Militar, os criminosos foram abordados nessa sexta-feira (20) quando fugiam em um carro pela Rodovia dos Imigrantes, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Segundo a PM e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os suspeitos se passavam por servidores da Receita Federal e foram presos por furto e corrupção ativa.

No interior do veículo foi encontrado duas caixas, uma delas com de notas de R$ 100 e outra com notas de R$ 50.

Os suspeitos confessaram que o dinheiro era proveniente de um golpe que haviam acabado de aplicar a um empresário em São José do Rio Claro e que estariam em deslocamento para Goiânia, onde residem.

Eles contaram que tentavam negociar com a vítima a entrega de equipamentos de fibra óptica apreendidos em um suposto leilão da Receita Federal. Os suspeitos marcaram um encontro com o empresário para negociar o pagamento dos equipamentos.

Dinheiro foi apreendido em Várzea Grande — Foto: Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso

Dinheiro foi apreendido em Várzea Grande — Foto: Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso

Os golpistas também ofereceram R$ 900 mil à polícia para não serem presos. A vítima confirmou que sofreu um golpe e teve o dinheiro furtado pela dupla.

Os suspeitos foram encaminhados à Central de Flagrantes da Polícia Militar. O empresário afirmou que pode comprovar a origem do dinheiro e enviou um advogado para acompanhar os policiais na delegacia.

Da Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Operação conjunta combate poluição sonora e perturbação do sossego alheio

Publicado

em

Fortalecendo a segurança pública na região de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a oeste de Cuiabá), a Polícia Civil do município e a Polícia Militar deflagraram na madrugada de domingo (22.11) a operação Hypnos, com objetivo de coibir delitos de poluição sonora e perturbação do sossego alheio.

A ação integrada resultou na detenção de dois indivíduos, sendo um deles autuado em flagrante e outro responderá  a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Dois aparelhos de som também foram apreendidos.

Após várias denúncias sobre a prática de som em volume alto ocorrendo em pontos comerciais na cidade, os policiais civis e militares realizaram o trabalho em conjunto para fiscalizar os estabelecimentos.

Conforme o delegado de Vila Bela da Santíssima Trindade, João Paulo Berté, a ação teve como foco a repressão a contravenção penal de perturbação do sossego alheio (conforme artigo 42 da Lei de Contravenções Penais) e ao crime de poluição sonora (de acordo com artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais).

“O intuito é dar continuidade a operação Hypnos para coibir a conduta da perturbação do sossego e poluição sonora, com aplicação das medidas pertinentes em cada caso, visando a responsabilização e conscientização dos infratores e atendendo os reclames da sociedade”, destacou João Paulo Berté.

A operação contou com a participação de 20 policiais civis e militares, além do uso do equipamento decibelímetro utilizado para aferir ruídos e a intensidade de barulhos. O nome Hypnos foi escolhido em referência ao Deus do sono na mitologia grega.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana