conecte-se conosco



Cultura

Gincana Interativa possibilita troca de conhecimento entre assistidos do SFCV

Publicado

em

LUCIANA SOUZA

A diversão começou cedo no Parque Zé Bolo Flô, na região do Coxipó, nesta segunda-feira (30). Quem caminhava pelas trilhas da área de lazer já podia escutar, de longe, os risos “faceiros” dos mais de 90 menores – entre crianças e adolescentes –, assistidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) dos Cras Osmar Cabral e Getúlio Vargas. Com o tema “Resgatando brincadeiras”, a 1ª Gincana Interativa foi desenvolvida com o objetivo de promover a troca de conhecimento entre os assistidos, por meio de tradicionais brincadeiras como rouba bandeira e amarelinha.

A ação faz parte do projeto Brincar, da Secretaria Municipal de Assistência Social e Desenvolvimento Humano, e teve base mediante a proposta de integração das unidades, como apoio para os serviços ofertados pelo município, idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro – ao longo desses um ano e sete meses à frente do social da Prefeitura de Cuiabá.

“O intuito é realizar o intercâmbio entre eles, para que cada um conheça a realidade do outro. Isso traz novos conhecimentos, amplia o olhar deles em relação ao colega e também à sociedade. São atividades simples, mas que impactam positivamente na vida deles, pois é um momento de recreação que, na maioria das vezes, a família não possui condições de proporcionar. Aproveitamos esse período de férias para realizar a ação, exatamente para presenteá-los com essas manhãs de lazer”, disse a técnica da Proteção Social Básica, a pedagoga Sandra Turequi.

Todo evento foi realizado com recursos próprios da Prefeitura de Cuiabá e foi ofertado de forma gratuita aos menores, assim como vem sendo feito em todas as ações voltadas aos assistidos das unidades assistenciais do município. “Contemplar o sorriso dessas crianças e adolescentes é ter a certeza de que nosso trabalho tem valido a pena e que precisamos buscar mais parcerias, no intuito de ampliar as ações e ofertar mais acesso à educação, saúde e lazer a todos. Fico muito feliz em poder fazer parte dessa corrente do bem e ajudar os menos favorecidos, como determina o prefeito Emanuel Pinheiro e a primeira-dama”, externou a coordenadora do Cras Getúlio Vargas, Carla Braga.

Durante o evento, os participantes interagiram por meio de tradicionais brincadeiras como queimada, rouba bandeira, amarelinha, jogos de dama, dominó e roda de conversa, abordando temas sobre violência e família, para citar alguns. Outra atividade da ação foi a palestra sobre educação ambiental, ministrada pelas servidoras da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, por meio do projeto Ecobus.

Para o participante Gabriel Henrique Pereira, 12 anos, o convívio com os demais colegas traz muitos aprendizados, principalmente na conscientização do respeito, companheirismo e solidariedade. “Quando participamos dessas atividades, temos a oportunidade de conhecer melhor os demais colegas, além de entender um pouco da vida de cada um. Com essa troca, podemos ajudar mais as pessoas, pois adquirimos mais conhecimento, ficamos mais acessíveis ao novo. Melhoramos como seres humanos, ao vermos que existem muitas outras pessoas com a mesma idade que necessitam de bem mais que nós. Foi essa coincidência que aprendi nessas lições ensinadas no Cras”, relatou Gabriel, que faz parte da unidade do Osmar Cabral.

Quem também estava presente entre a garotada, curtindo os últimos dias de férias, foi a adolescente de 14 anos, Jhullye Lara. Estudante do 9º ano, a menina que sonha em ser médica contou, entre uma brincadeira e outra, que participar do Fortalecimento a fez uma pessoa mais dinâmica, descontraída e uma melhor aluna. “Eu era muito tímida, tinha dificuldade para falar em público e então sofria bastante quando ia apresentar trabalhos na escola. Hoje isso já melhorou mesmo. Sem contar o bom convívio com meus colegas e familiares, pois aprendi que precisamos respeitar para sermos respeitados. Isso me trouxe uma visão diferente e mais leve sobre a vida”, expos a adoescente do Cras Getúlio Vargas.

Na disputa de quem acertava mais sobre os temas abordados na roda de conversa, o Cras Osmar Cabral levou o troféu de 1º lugar, enquanto a unidade da Getúlio ficou em 2º. Todos os participantes ganharam medalhas. As atividades físicas foram desenvolvidas pelo facilitador, o professor Carlos Augusto, que há sete anos serve aos projetos assistenciais do município. Também foi servido um café da manhã e almoço para a garotada.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Leilão de arte beneficia animais do Pantanal

Publicado

em

Obras de arte doadas por renomados artistas mato-grossenses – e até internacionais, estão em leilão para arrecadar recursos em prol dos animais do Pantanal. A iniciativa é do Grupo de Voluntários SOS Animais do Pantanal e do Instituto Ação Verde, com apoio da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt). Ao todo, são 56 obras, incluindo pintura – em diversos e técnicas –, desenho, fotografia e escultura. O leilão é online e vai até às 18h do dia 10 de dezembro.

O lance inicial varia de obra para obra. Para participar, é necessário acessar o sistema do leilão e fazer um cadastro, que vai gerar uma senha e permitirá que sejam registrados os lances online. Clique aqui para visitar a página do leilão.

De acordo com Adilson Valera, que preside o Instituto Ação Verde, o Pantanal necessita de uma estrutura para monitoramento e atendimento clínico aos animais. E, as doações das obras dos artistas demonstra sensibilidade e um sinal que a sociedade quer e precisa ter gestão da flora e fauna do Pantanal mato-grossense. Por este motivo, o instituto está atuando como um instrumento facilitador.

“O pantanal é nossa maior riqueza de biodiversidade. A missão do Instituto Ação Verde é em defesa do meio ambiente, por isso estamos mobilizados para promover a regeneração da maior planície alagada do mundo e, claro, de toda sua fauna que precisa muito da nossa ajuda”, pontua Valera.

Todas as obras foram avaliadas por curadores do segmento, que estabeleceram o valor mínimo inicial de cada lote. A arrecadação será integralmente direcionada à campanha SOS Animais do Pantanal, cujo objetivo é dar suporte operacional à equipe da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) na assistência de alimentação e hidratação dos animais silvestres afetados pelos incêndios que destruíram grande parte do Pantanal mato-grossense. Iniciativas preventivas também serão financiadas por meio da ação solidária.

“A curadoria foi feita pelos artistas Vicente Paulo e Helena Botelho Artista. São várias obras, entre elas peças que carregam em si cinzas e carvão coletados das queimadas que destruíram e ainda destrói o Pantanal, já que focos têm ressurgidos na região. E, para que esta tragédia não aconteça mais, precisamos nos mobilizar. Este leilão é um exemplo de como nossa união pode ajudar a salvar o Pantanal”, destaca a psicóloga e defensora dos animais, Márcia Venturini, que mobilizou os artistas para participar da causa.

O pagamento das obras pode ser parcelado, dependendo do valor. Todas as informações estarão no site do leiloeiro, cuja equipe está realizando o leilão de forma gratuita, sem comissão e nenhum custo.

Para baixar o catálogo das obras em PDF, acesse aqui.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana