conecte-se conosco



Últimas Noticias

Fazendeiros pagarão R$ 150 mil por desmate de floresta nativa

Publicado

em

O Ministério Público Estadual, por meio da 1ª Promotoria de Justiça Cível de Pontes e Lacerda, firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com dois fazendeiros da região, que desmataram 242,06 hectares de floresta nativa. No termo, ficou estabelecido que eles apresentarão junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema/MT) Projeto de Recuperação de Área Degradada (PRAD), no prazo de 60 dias. Além disso, terão que pagar R$ 150 mil, a título de dano moral coletivo.

De acordo com o TAC, o valor será dividido em três partes iguais de R$ 50 mil a ser destinado a três entidades: Lar de Apoio à Criança (LAC); Conselho Comunitário de Segurança Pública de Pontes e Lacerda/MT e Centro Assistencial ao Idoso Irmã Afonsina.

A indenização será paga em cinco parcelas semestrais, iguais e consecutivas no valor de R$ 30 mil, até o dia 15 de cada mês, valor este que deverá ser revertido em proporções iguais de R$ 10 mil às três entidades.

“Os compromissários deverão iniciar os pagamentos até o dia 15 de agosto de 2018, prosseguindo com os desembolsos, até a data dos respectivos vencimentos (15/02/2019, 15/08/2019, 15/02/2020 e 15/08/2020, devendo ainda comprovar os pagamentos, semestralmente, nesta Promotoria, para juntada ao procedimento administrativo de fiscalização de TAC que será instaurado”, destaca o promotor de Justiça, Paulo Alexandre Alba Colucci.

Conforme o acordo, em caso de descumprimento injustificado do que ficou estabelecido, os fazendeiros pagarão multa no valor de R$ 500,00 por dia de atraso. “Ademais, o inadimplemento de uma das parcelas acarretará o vencimento antecipado de todas as demais”, diz o TAC.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Últimas Noticias

Correção monetária sobre salários escalonados será paga na folha de dezembro

Publicado

em

O Governo de Mato Grosso vai pagar aos servidores estaduais (ativos e inativos), no mês de dezembro, junto com a folha de pagamento, a correção monetária sobre os salários que foram pagos de forma escalonada.

O pagamento ocorrerá em dezembro devido a adequações técnicas do sistema em face do elevado fluxo de novas informações processadas, além da necessidade de apresentação dos cálculos dessa correção aos representantes das categorias dos servidores.

A correção será paga de uma só vez a todos os servidores que têm o direito. No total, 68 mil servidores receberão os valores.

Vale lembrar que apenas os servidores que tiveram os salários escalonados e que receberam após o dia 10 entre agosto de 2017 e outubro de 2019, incluindo o 13° do período, receberão a correção monetária.

A correção será feita pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana