conecte-se conosco



Esportes

Estudo revela que falta de acesso a esporte e lazer é fator de risco para atos infracionais

Publicado

em

A falta de acesso ao esporte e ao lazer é um dos fatores de risco para início dos atos infracionais cometidos por adolescentes. Conclusão da dissertação de mestrado do servidor público Ueliton Peres de Oliveira, apresentada na quinta-feira (28.05) na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O estudo abordou as condições em que um adolescente adentra a uma unidade socioeducativa.

Concursado desde 2010 no cargo de Analista do Sistema Socioeducativo, o profissional com graduação em educação física, buscou na vivência com os adolescentes em conflito com a lei basear sua pesquisa.

Outro resultado obtido por meio do estudo foi que a medida socioeducativa de internação conseguiu propiciar maior acesso às práticas de esporte e lazer aos adolescentes, se comparado com suas vivências anteriores à aplicação dessa medida. A pesquisa foi realizada a partir do Plano Individual de Atendimento dos adolescentes que passaram pelas unidades socioeducativas em 2017 e 2018.

O pesquisador ainda fez trabalho de campo em oito bairros de Cuiabá, cidade do Estado onde há maior incidência de jovens infratores, para detectar outros fatores que somam aos riscos de cometimentos de infrações às leis brasileiras. O objetivo foi identificar os espaços, equipamentos e conteúdo de esporte e lazer disponíveis a essas comunidades.

“O perfil desses adolescentes, em sua maioria, evidencia histórico de uso de drogas, significativa defasagem escolar e evasão, reincidência, falta de acesso aos meios culturais públicos, falta de cursos profissionalizantes e baixa inserção no mercado de trabalho. Além de observar que são advindos de famílias monoparentais (convívio com apenas um genitor), de baixa renda, não assistidos por Programas assistenciais do governo e histórico de envolvimento com a criminalidade”, argumenta.

Ainda segundo o servidor, a pesquisa mostrou que há opções de esporte nas unidades de ensino públicas, mas muitos dos jovens deixam de frequentar a escola e ficam sem acesso à oportunidade recreativa e de inserção.

A pesquisa

A dissertação do servidor público com o título “Medidas Socioeducativas de Internação e suas Interfaces com o Esporte e Lazer”, foi apresentado na tarde de quinta-feira (28.05), na UFMT, por videoconferência, e foi aprovado por unanimidade pele banca composta por três professores doutores. O orientador do trabalho foi o professor doutor Riller Silva Reverdito.

Ueliton começou a atividade funcional no Centro de Atendimento Socioeducativo de Cáceres (214 km a Oeste de Cuiabá). Posteriormente, compôs o quadro de profissionais da Superintendência Socioeducativa, em Cuiabá e, atualmente, trabalha no setor de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

“Esta pesquisa demonstrou que cada vez mais a inserção de políticas públicas nos vários níveis econômicos da sociedade traz bons resultados”, frisa.

Mato Grosso dispõe de sete unidades socioeducativas, masculinas e femininas, sendo duas em Cuiabá, Barra do Garças, Rondonópolis, Sinop, Cáceres e Lucas do Rio Verde.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Temporada do esportepedal em Mato Grosso 2020

Publicado

em

O esporte do pedal mato-grossense nesta temporada de 2020, volta com força total. Depois de várias articulações, contatos e negociações, Mato Grosso figura em todas as modalidades Olímpicas do Ciclismo, no atual calendário brasileiro das modalidades. O BMX Race sedia uma Copa Brasil e também uma etapa do Ranking Nacional. Na temporada passada o piloto Gustavo Passin ficou em primeiro lugar no Ranking Brasileiro do BMX Race. Na categoria Máster 35-39. Outros sete pilotos ficaram entre os seis melhores do país. Todos irão ingressar com processos Junto a Sec. De Estado de Esportes, requerendo adesão ao Programa Bolsa Atleta. Devido ao grande calote da ordem de quase 10 milhões de reais, do Programa Bolsa Atleta, dos governos Silval e Taques, muitos atletas frustraram com a não quitação do programa. Estamos incentivando os atletas, para que busquem resultados nacionais, sendo que o Programa Bolsa Atleta do Governo de Mato Grosso continua em pleno vigor. A modalidade do Cross Country Maratona sedia (05) cinco etapas válidas pelo Ranking Nacional. Em Mato Grosso, a modalidade do Mountain Bike, foi lançada no final de 1989, no mês de novembro, então pelos amantes do ciclismo e amigos Manoel Lima, Jorge Barreto, ambos mato-grossense e Weyden Galvão, mineiro de Uberaba. Naquela época, competiam os atletas do ciclismo, como forma de preparação. Hoje o Cross Country tem vida própria, relembra Manoel Lima, dirigente da FMTC. As cidades sedes do MTB serão: Sapezal, Aripuanã, Sorriso, Comodoro, Rondonópolis e Juina. As etapas do MTB Maratona terão cerca de 100 mil reais em espécie, de premiações, alem de brindes, camisetas, energéticos entre outros. Ciclismo Olímpico consta com seis etapas também valendo pontos pelo Ranking Nacional. Para Lima, o momento é excelente para todas as modalidades. Mesmo ainda sentindo os efeitos da grave crise econômica, atletas, organizadores, promotores, dirigentes desportivos e patrocinadores de eventos estão reagindo á atual situação. Nosso excelente transito junto a direção da Confederação Brasileira de Ciclismo, nos fez acreditar na recuperação das modalidades do desporto ciclístico, frisa Lima. A cidade de Tangara da Serra realizara um trabalho de renovação nas categorias de base do Ciclismo Olímpico. Novamente estaremos treinando novos jovens para o ciclismo. Mato Grosso sempre obteve excelentes resultados nas categorias Infanto-juvenil, Juvenil e Júnior, tanto nos Jogos Escolares nacional, Ranking Brasileiro e também no Campeonato Brasileiro do Ciclismo Olímpico. Essas são as categorias de iniciação da modalidade. Com veiculação em nível nacional, estaremos difundindo, divulgando e massificando as potencialidades desportivas, culturais, ecológicas, turísticas e econômicas mato-grossense. Levando em conta, que o Estado de Mato Grosso é líder brasileiro e até mundial nas produções de carnes bovinas, milhos, sojas e algodões. Com certeza, novamente, neste ano, obteremos várias conquistas em nível nacional, finaliza Lima. Maiores informações fone (65) 99254 8090 e 99284 8833 e email [email protected] 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana