conecte-se conosco



Artigos

Estamos em guerra contra o mesmo inimigo

Publicado

em

Em março deste ano Cuiabá começou uma guerra contra um inimigo invisível: o coronavírus, causador desta doença terrível que é a COVID-19. O que muita gente não sabe, é que a Prefeitura começou a se armar para este combate em janeiro, quando ainda não tínhamos nenhum caso no Brasil. Nossa valorosa equipe técnica da Saúde enxergou que teríamos dias difíceis e começamos a nos organizar em fevereiro, fazendo a aquisição de insumos, EPIs e equipamentos para nossos hospitais. Também montamos um comitê com os mais diversos especialistas, que desde então vêm fazendo estudos e norteando as ações tomadas pela gestão frente à pandemia.

Todos nós da Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o prefeito Emanuel Pinheiro estamos trabalhando muito, até bem tarde, sem direito a sábados, domingos e feriados. Se administrar uma secretaria de saúde já é um desafio imenso, com milhares de problemas, imagine o que é conduzir uma secretaria de saúde durante uma pandemia? É algo inimaginável! Os problemas, que já eram muitos, não param de se multiplicar e é preciso resolver cada um deles para a engrenagem continuar a funcionar.

Neste momento todos nós, sem exceção, temos apenas um inimigo: o coronavírus. As medidas de contenção que tomamos ainda em março foram para diminuir a velocidade de transmissão do vírus para dar tempo de organizarmos nossos hospitais, pois sabíamos que teríamos muitas pessoas doentes. E conseguimos nos organizar.

Mas, como aconteceu no resto do mundo, além da população ficar doente, nossos profissionais de saúde começaram a ficar doentes também. Esse vírus é altamente contagioso, e, mesmo com todo o cuidado, muitos profissionais da saúde adoeceram. Para esses, que estão na linha de frente, cuidando da população, salvando vidas, eu só tenho a agradecer. Vocês são verdadeiros heróis, que honram as profissões que escolheram. É preciso gostar de gente para cuidar de gente, e vocês, médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, entre vários outros profissionais que atuam na linha de frente merecem o agradecimento e a admiração de toda a população.

Quando eu falo dos profissionais que se acovardaram, em momento algum me refiro a estes que estão lutando para salvar vidas. Também não me refiro aos que estão afastados por serem do grupo de risco, seja por idade ou por comorbidade. Me refiro aos que entraram com pedido de afastamento usando atestados sem terem motivos reais para isso. Tivemos pedidos de afastamento de mais de 1500 profissionais da saúde desde que a pandemia começou e cada pedido destes foi periciado. Muitos destes pedidos foram indeferidos pelo médico que fez a perícia, pois ele constatou que não havia motivos para estes profissionais não trabalharem. São esses profissionais que eu disse que se acovardaram, pois ao invés de se juntarem às equipes que estão combatendo a pandemia, decidiram se esconder atrás de um atestado fajuto.

Peço desculpas aos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia e que se sentiram ofendidos pela colocação que eu fiz. Tenham certeza de que a minha fala não foi direcionada a vocês. Como filho de médico que sou, tenho um grande respeito por quem trabalha nesta área, de maneira séria e comprometida.

Neste momento venho a público pedir que todos nós nos unamos para ganharmos essa luta contra o coronavírus. Estamos fazendo todo o possível para continuar salvando vidas. Estamos correndo contra o tempo para abrir mais 40 leitos de UTI na próxima semana, para que mais pacientes tenham chance de sobreviver. Agora não é hora de brigas políticas, de boicotes, de acusações… Agora é hora de união contra este inimigo que já ceifou mais de 60 mil vidas no país e quase 200 só aqui em Cuiabá. Precisamos do apoio da União, do Governo, dos Conselhos de Classe, sindicatos, dos políticos, da imprensa e de toda a população para vencermos este vírus. Nós, gestores e os profissionais da saúde não somos o inimigo! Nós estamos trabalhando arduamente para salvarmos vidas! Precisamos de toda a ajuda possível para ganharmos esta guerra e voltarmos ao normal. E só vamos ganhar se estivermos unidos!

 

Luiz Antonio Pôssas de Carvalho – Secretário Municipal de Saúde

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Artigos

Levante a mão quem não tem medo da morte

Publicado

em

Acredito que não exista ninguém na face da terra que não tenha algum receio da bendita morte. Claro, esse medo pode se manifestar nas pessoas de pequena a grande intensidade. Sabemos que cada pessoa tem a forma única, mesmo assim, imagino que para a grande maioria, o medo da morte se aflora grande, chegando até a se transformar em pleno horror. Entretanto, tem aqueles que conseguem controlar esse sentimento de medo disfarçando pelos prazeres da vida. Mas só disfarçando, pois, de maneira ou outra, o danado do medo está lá, bem no fundo dos nossos corações.

Em tempos de pandemia do novo coronavírus o temor atrelado a eminente possibilidade de qualquer um de nós somarmos aos milhares de mortos pela doença no Brasil tem se transformados mudanças fóbicas em excesso. A ideia de deixarmos de existir e afastarmos de parentes e amigos em questão de dias ou horas, derrotados por um vírus quase que invisível, tem nos tornado uma intensa fonte de estresse, em especial para as pessoas mórbidas. Para os vaidosos e amantes de si mesmo isso nem se fala. Só de cogitar a ideia da deterioração do corpo no túmulo causa arrepio e repugnância. Mas, queiramos ou não, um dia a morte vai chegar.

Por isso o medo da morte nos rodeia, é natural a todos nós, até porque, não fomos feitos para morrer no primeiro plano de Deus (Jardim do Éden). Porém, através do pecado do primeiro homem (Adão) essa fase chamada primeira morte foi introduzida em nosso meio e terá que ser enfrentada por mim, por você: por todos. Não tem boca! A morte é uma realidade universal a todo ser humano.

A Bíblia menciona uma série de acontecimentos que irão acontecer após a morte e anteceder o Juízo Final que decidirá viver ou morrer eternamente. Relata sobre a primeira morte física; da separação do espírito e corpo; para onde partes dos espíritos irão (paraíso e prisão espiritual); fala daqueles que aqui viveram vida digna e também dos que não viveram e assim por diante. Exemplo claro que a vida terrena interferirá diretamente na vida ou morte eterna é dado pelo apóstolo Paulo quando discorre que aquele que nasce duas vezes aqui na terra (nascimento em si, aceita a Cristo; e renúncia ao pecado), morrerá apenas uma vez: só a morte física. Apesar disso, aquele que nasce apenas uma vez aqui na terra, a possibilidade é enorme de ter duas mortes futuras: física e eterna. Se essa escolha de vida ou morte no futuro deve ser feita agora enquanto vivemos, melhor não arriscar então. Jesus Cristo deixou inúmeros exemplos de escolhas e estão acessíveis a todos para que cheguemos a qualquer uma das conquistas. Se as escolhas forem certas: Amém. Se erradas: Nada feito!

Já imaginou naquele dia em que teremos que ficar frente a frente com o Todo-Poderoso e Ele trazer à juízo toda a obra humana, inclusive tudo que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau – Eclesiastes 12:14. Sim! Teremos que ficar frente a frente com o Criador e prestamos contas das nossas ações aqui em vida. E, se abrir o Livro da Vida e o nossos nomes não estiver registrados lá? Como será o nosso espanto? Imagino que esse acerto será amedrontador e pior poderá vir na sequência – a condenação para a segunda morte -, mas agora eterna. Se isso acontecer: sem chances de revogação. Lembrando que hoje Ele é o nosso advogado, mas nesse dia passará à Juiz, e como Ele é justo o acerto não será vantajoso para centenas de milhares.

Para não corremos esse risco da condenação eterna, que tal começarmos agora a fazer a vontade de Deus e seguirmos os ensinamentos dados pelo seu filho Jesus Cristo no Evangelho, sendo bons, caridosos, amar o próximo, entre outros. Caso contrário, se continuarmos na prática da iniquidade estaremos deixando a vida pela morte eterna e arderemos dia e noite no lago de fogo e enxofre, e seremos atormentados juntamente com Satanás, o Falso Profeta, o Anticristo, e os ímpios para todo o sempre.

Depois de tudo isso levante uma das mãos ai aquele que não tem medo da morte? Bom: eu vou levantar as duas!

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana