conecte-se conosco



Variedades

Enquete promovida por Justino confirma: população é contrária ao retorno das aulas para a educação básica

Publicado

em

O vereador Justino Malheiros (PV), voltou a afirmar que é irredutível em relação à reabertura imediata das escolas e creches municipais de Cuiabá, na sessão parlamentar desta quinta-feira (30). Malheiros utilizou seu tempo de fala para expor aos vereadores a opinião de pais, responsáveis, educadores e outros especialistas.

Segundo Justino, reabrir as escolas nesse momento é um ato de irresponsabilidade para com toda a população, não apenas as crianças. É claro: elas serão as primeiras a serem atingidas pela contaminação do vírus, mas uma vez que estiverem em família, serão poderosos vetores de transmissão dentro de casa.  Cuidar das crianças é cuidar da família toda! Por isso mesmo que devemos redobrar nossa atenção em relação às escolas e colégios e não enfraquecer o cuidado como está sendo proposto, comentou o vereador posteriormente.

Uma enquete realizada na página do Facebook de Justino Malheiros no dia anterior, quarta-feira (29), tinha recebido quase 200 votos até o início da sessão e o resultado parecia bastante definitivo: 93% das pessoas votaram contra a retomada imediata das aulas. Essa sensação de insegurança reflete um dado bastante preocupante sobre o cenário local: os casos de Covid-19 em Mato Grosso já ultrapassam os 48.000 e óbitos registrados se aproximam dos, tristes, 3.000.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Variedades

Defensoria Pública garante na Justiça direito de preso participar, por videoconferência, do velório do irmão

Publicado

em

O Núcleo da Defensoria Pública de Mato Grosso em Lucas do Rio Verde, 322 km de Cuiabá, garantiu na Justiça o direito de um preso participar, mesmo que de forma rápida e por videoconferência, do velório do irmão adolescente, morto por atropelamento na BR-163, na noite de sexta-feira (7/8).

 

A medida alternativa foi sugerida pelo defensor público na comarca, Gonçalbert de Paula e sua assessora jurídica Andressa Orth, após a unidade prisional onde o preso está, negar a saída, com base em decreto e norma impostos em decorrência da pandemia.

 

“Tivemos que agir rápido e atuar para possibilitar, ainda que por poucos minutos e por imagem, que o preso Robson da Cruz, 22 anos, pudesse guardar na lembrança a despedida do irmão mais novo, Andrey da Cruz, 15 anos, a quem ele não poderá mais encontrar pessoalmente. Garantimos algo de valor imaterial que reforça o vínculo de amor entre as pessoas, possibilitando que ele participasse da dolorosa despedida do irmão”, explica o defensor.

 

A Defensoria Pública foi procurada pela família de Cruz, no sábado (8/8), quando ela recebeu a notícia do falecimento de Andrey, morto ao ser atropelado por um carro, quando transitava de bicicleta no perímetro urbano da BR-163.

 

“Como era sabido que a chance da Justiça responder negativamente ao pedido de saída, confirmando a resposta administrativa que negou a participação presencial de Cruz no velório, fizemos pedido alternativo para que fosse providenciada uma videochamada do estabelecimento penal para a família, durante o velório ou antes do enterro, o que foi obtido, minutos antes do sepultamento”, informou o defensor.

 

A permissão foi concedida pelo juiz de Tapurah, que respondia pelo plantão regional, Bruno César França. O defensor lembra que graças ao pedido da família para que o coveiro esperasse um pouco mais e à agilidade do plantonista do Centro de Detenção Provisória (CDP), Cruz pode se despedir do irmão e consolar a família.

 

“Foi muito emocionante poder auxiliá-los, ainda mais diante da força da comoção causada pela morte do adolescente. Foi uma corrida contra o tempo, que contou com a cooperação de todos para que a videochamada desse certo”, concluiu o defensor.

 

Cruz está detido no CDP acusado de furto e tráfico de drogas. O pedido para que participasse do velório foi feito com base Lei de Execução Penal e no artigo 1º, inciso III da Constituição Federal, que garantem a dignidade da pessoa humana. E a negativa para a saída foi feita com base no Decreto 407/2020 de 16/03/2020 e na Nota Técnica Orientativa 05/2020/ da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana