conecte-se conosco



Política MT

Empresários de Várzea Grande declaram apoio a Nilson Leitão

Publicado

em

Empresários de Várzea Grande declararam apoio à candidatura de Nilson Leitão (PSDB) ao Senado Federal, nesta segunda-feira (11). A manifestação aconteceu durante encontro com mulheres revendedoras autônomas e representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial e Industrial de Várzea Grande (Assivag) e Associação Comercial e Empresarial de Várzea Grande (ACIC).

De acordo com o vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Várzea Grande, Heitor Trentin, o motivo para apoiar Nilson Leitão ao Senado se chama ‘trabalho’. “Eu sou fã de carteirinha do nosso deputado federal, que já fez muito por Mato Grosso e, tenho certeza, que fará muito mais no Senado. Por isso, meu número é o 456”, declarou.

Já o presidente da ACIC, Ettore Oliveira, lembrou dos tempos em que Nilson foi prefeito de Sinop. “Lá nós percebemos que os empresários são bastante unidos. Quero copiar este exemplo aqui para Várzea Grande. São modelos de políticas públicas que nós queremos pra nossa cidade. Nos espelhamos sim e muito em Sinop. Estamos apoiando quem tem serviço prestado e, por isso, estamos com o Nilson Leitão”, manifestou.

Durante o encontro, o presidente da (CDL) de Várzea Grande, David Pintor, falou sobre a necessidade de instalação do Parque Tecnológico, conclusão das obras do VLT e criação de um Distrito Industrial na cidade. “Sabemos que existe um compromisso do Governo do Estado para realização desta obra, mas também sabemos que ele está sem dinheiro. Precisamos de desenvolvimento, geração de emprego e renda para nossa cidade. Por isso, acreditamos que a união faz a força!”, exclamou.

Seguindo a premissa da consolidação de uma relação de parceria entre Estado e empresários, Nilson voltou a defender a realização de reformas necessárias para o enxugamento da máquina pública. Lembrou que apresentou recentemente um Projeto de Emenda à Constituição (PEC) que prevê a redução de mais de 400 cadeiras nos legislativos federal e estaduais. A medida prevê uma economia de mais de R$ 5 bilhões ao longo de quatro anos.

Além disso, Leitão falou sobre o projeto de reforma tributária que tramita no Congresso. “Tenho acompanhado de perto o trabalho da Comissão. São 36 impostos hoje sobre a mesa do empresário; queremos reduzir para quatro ou oito. Essa diminuição vai ajudar o empresário e o trabalhador a entenderem o que estão pagando, para poder cobrar depois serviços públicos de qualidade”, finalizou, ao lembrar da revisão do pacto federativo para uma distribuição mais igualitária dos recursos entre municípios, estados e União.

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política MT

Descubra quanto cada deputado federal gastou em 2020

Publicado

em

Os deputados federais de Mato Grosso utilizaram bastante dos recursos disponíveis para o mandato em 2020. Entre os 8 parlamentares, quem mais gastou foi Carlos Bezerra (MDB). Com a soma da Cota Parlamentar de R$ R$ 447,6 mil adicionada a verba de gabinete no valor de R$ 1,2 milhão, o total de gastos chegou a R$ 1,449 milhão aos cofres públicos. Confira quanto cada deputado federal gastou.

Em seguida vem Nelson Barbudo (PSL), que gastou R$ 401,9 mil com a divulgação da atividade parlamentar e R$ 943,1 mil de gabinete, o que culminou na somatória de R$ 1,3 milhão ano  passado.

Já o deputado Dr. Leonardo (SD) teve gasto de R$ 349,4 mil da cota e R$ 943,1 mil do custeio do pessoal, com o valor final em 12 meses na casa do R$ 1,292 milhões.

Na atuação como deputado, o progressista Neri Geller gastou R$ 301 mil e com verba R$ 980,6 mil, a somatória dos valores no final resultou em R$ 1,292 milhões em 2020.

O parlamentar José Medeiros (Pode) informou que suas despesas foram na casa de R$ 289 mil com demonstração do seu trabalho e R$ 972, 6 mil de gabinete. No total o custo foi de 1,267 milhões.

Já o emedebista Juarez Costa teve gastos na ordem de R$ 251,7 mil com cota e R$ 993,7 mil com gabinete, somando R$1,260 milhões.

A deputada do Partido dos Trabalhadores (PT), Rosa Neide, teve R$ 242,7 mil em cota parlamentar e R$ 996,1 mil do dinheiro direcionado ao custeio do gabinete, o que totalizou R$1,248 milhões.

Filho do atual prefeito de Cuiabá, o deputado Emanuel Pinheiro Neto, conhecido como Emanuelzinho (PTB), declarou R$ 165,5 mil em atividade parlamentar e R$ 932,7 mil de verba para o custeio do pessoal, no fim a somatória foi de R$ 1.098 milhões.

 

Fonte Gazeta

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana