conecte-se conosco



Política MT

Emanuelzinho priorizará escolas técnicas em MT

Publicado

em

O candidato a deputado federal Emanuelzinho (PTB) visitou, no último final de semana, os municípios de Barra de Bugres, Tangará da Serra e Nova Olímpia, distantes da Capital em 150, 240 e 207 quilômetros, respectivamente.
Recebido pelas lideranças locais, o principal tema do petebista foi a Educação uma das bandeiras que tem os jovens como o público alvo. Entre as proposições para área está o fortalecimento das escolas técnicas para assegurar a maior qualidade dos cursos técnicos.
“Vamos propor investimentos nos cursos técnicos, em tecnologia e infraestrutura, porque a procura tem crescido cada vez nos últimos 6 a 7 anos e será através das escolas técnicas e de acordo com a realidade socioeconômica de cada região que iremos impulsionar esse importante segmento da Educação”, afirmou Emanuelzinho.
Em Mato Grosso, as unidades de ensino mais procuradas tem sido as que ofertam cursos técnicos profissionalizantes e, segundo o candidato, fortalecer essas instituições como, por exemplo, o Instituo Federal de Mato Grosso (IFMT), qual tem sede em Tangará da Serra, é fundamental para garantir mais oportunidades aos jovens.
“Precisamos pensar nos nossos jovens. É preciso direciona-los ao mercado de trabalho e nada mais oportuno do que capacitá-los tecnicamente de acordo com aquilo que sua região lhe oferta. Nós temos essa consciência e como deputado federal essa será minha principal bandeira na educação porque sei da importância, os números tem mostrado que a empregabilidade nesse tipo de capacitação tem sido mais vantajosa”, frisou.
Essa é a terceira viagem pelo interior que o postulante a Câmara Federal percorre. Ao todo, são mais de 20 municípios com o objetivo de intensificar o corpo a corpo e conhecer a realidade do Estado.
O candidato aparece em 1ª lugar nas intenções de votos, de acordo com a última pesquisa publicada. Segundo o levantamento feito pelo Voice Pesquisas, Emanuelzinho lidera na Baixada Cuiabana com 3% seguido de outros seis candidatos com 1%, isso na modalidade espontânea.

Fonte: Assessoria

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política MT

Lúdio Cabral recomenda ao governador quarentena obrigatória em todo o estado

Publicado

em

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) enviou, na quinta-feira (21), um ofício ao governador Mauro Mendes (DEM) requerendo que sejam decretadas as medidas de restrição de circulação de pessoas e aglomerações previstas na classificação de risco muito alto do Decreto Governamental 522/2020, com quarentena em todo o território estadual e fechamento de atividades não essenciais.

“Se não forem adotadas quarentena rigorosa por no mínimo duas semanas, o que está acontecendo hoje no Amazonas pode acontecer em Mato Grosso em poucas semanas”, alertou Lúdio. Ele destacou que o número de casos novos e de óbitos por Covid-19 em Mato Grosso está em crescimento acelerado e chegou a uma média móvel (de 7 dias) de 1.374 casos novos e 21 óbitos na quarta-feira (20). A taxa de contágio também está em crescimento e alcançou o índice de 1,25, o que significa que cada 100 pessoas transmitem a doença para outras 125.

No documento, Lúdio apresentou a projeção de que o sistema de saúde de Mato Grosso entrará em colapso no início de fevereiro. “O crescimento observado na taxa de ocupação de leitos de UTI adultos nos últimos 14 dias, de 56,1% no dia 06/01/2021 para 73,2% no dia 20/01/2021 (crescimento de 29,2% em 14 dias), o que aponta para ocupação total desses leitos até o dia 07/02/2021”, disse.

Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica já estão esgotados. “Considerando o crescimento observado na taxa de ocupação de leitos de UTI pediátricos nos últimos 14 dias, de 46,7% no dia 06/01/2021 para 100,0% no dia 20/01/2021 (crescimento de 114,1% em 14 dias); ou seja, já não há mais leitos de UTI disponíveis no SUS para crianças com covid-19 grave em Mato Grosso”, observou.

Lúdio citou também a existência no Brasil de variantes do vírus mais contagiosas, que podem já estar circulando em Mato Grosso, e a “impossibilidade atual de implementação adequada do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, que decorre da insuficiência de imunobiológicos (vacinas) sequer para alcançar cobertura efetiva nos grupos prioritários da fase 1, e a absoluta ausência de perspectivas para acesso a um quantitativo adequado de imunizantes”.

Desde março de 2020, Lúdio Cabral vem monitorando a evolução da pandemia em Mato Grosso e fazendo projeções da tendência da curva epidêmica. Para garantir a adesão da população à quarentena, ele recomendou que o governo promova campanha de divulgação para orientar a população sobre a necessidade dessas medidas e de restringir a circulação.

O deputado recomendou ainda que o governo mude a forma de calcular a Taxa de Crescimento da Contaminação, passando a calcular a média móvel de 14 dias do número de casos novos notificados no dia da divulgação do boletim epidemiológico e a mesma média móvel de 14 dias antes. Esse é o conceito adotado pelas autoridades sanitárias e pelo consórcio dos veículos de imprensa que monitoram a pandemia e traz um panorama mais fiel da realidade.

“O indicador adotado pelo governo estadual, ao considerar a evolução do número de casos acumulados, não consegue expressar de forma adequada a velocidade de crescimento no número de casos de covid-19 e de expansão da epidemia”, explicou Lúdio.

 

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana