conecte-se conosco



Cuiabá

Emanuel Pinheiro entrega 25 obras da Atenção Básica que estavam paralisadas

Publicado

em

Em apenas dois anos, 25 unidades da Atenção Básica de Saúde em Cuiabá, incluindo diversos esqueletos de obras inacabadas e paralisadas em gestões anteriores e ainda unidades básicas de saúde que estavam com suas estruturas físicas extremamente precárias há décadas, foram entregues pela gestão Emanuel Pinheiro à população, totalmente concluídas, revitalizadas, equipadas, climatizadas. Algumas até dobraram o número de equipes odontológicas.

Dentre elas estão os Centros de Saúde (CS) Tijucal, São Gonçalo Beira Rio, Parque Cuiabá e Dom Aquino, Programas de Saúde da Família (PSFs) Jardim Fortaleza, Jardim Vitória, Novo Millenium/São João Del Rey, Altos da Serra I e II, Renascer, Dr. Fábio I e II, Jardim Araçá, Santa Amália, Jardim Florianópolis, Jardim União, Bela Vista/Carumbé, Pedra 90 I e II, e ainda os Centros Odontológicos (CEO) Osmar Cabral, Verdão, Jardim Leblon, Tijucal e Pascoal Ramos.

De acordo com o diretor de obras da Secretaria Municipal de Saúde, Wellington Simões, as frentes de trabalho entregues e outras 32 que estão em etapa de finalização devendo ser concluídas nos próximos meses, fazem parte do pacote de 67 obras que estavam paralisadas e ou não iniciadas há muitas gestões e em vias de perderem os recursos.

“Tratam-se de obras que possuíam aportes paralisados em caixa há muito tempo e, por essa razão, seriam devolvidos às fontes oficiais. Nos primeiros dias de gestão, o prefeito Emanuel determinou uma força-tarefa para recuperá-los e graças a Deus estamos conseguindo vencer os entraves. Concluímos as 25 e estamos finalizando outras 32 obras nas quais se incluem às Unidades Básicas de Saúde (USB) porte III – que comportam até três Equipes de Saúde da Família (ESF), São João Del Rey, Nico Baracat e Santa Terezinha/Itapajé e a de porte II – até duas ESF, Parque Ohara”, explicou Simões.

Para se ter dimensão dos avanços conferidos à Atenção Básica, o secretário de Saúde, Luiz Antônio Possas de Carvalho elucida que apenas com as USBs porte III e II que serão inauguradas no próximo semestre, aliadas às que já foram entregues em aproximadamente 11 bairros das adjacências do Coxipó, a SMS alcançará 82% de cobertura populacional na Regional Sul.

“Com estes investimentos, a exemplo do que está sendo feito na Região Sul, o prefeito Emanuel Pinheiro está cumprindo a promessa de promover a humanização dos serviços e fortalecer a promoção e prevenção em Saúde nas bases. Além de desafogar as unidades secundárias e terciárias, a iniciativa da gestão contempla 100% da população cuiabana que depende exclusivamente do Sistema Único de Saúde da Capital”, finalizou.

 

Por Oziane Rodrigues

Fonte: Prefeitura de Cuiabá

Cuiabá

Pinheiro suspende aumento na tarifa de água e esgoto e proíbe corte no abastecimento

Publicado

em

O prefeito Emanuel Pinheiro assinou nesta sexta-feira (22) o Decreto nº 8.313 suspendendo, pelo prazo de 90 dias, o reajuste anual das tarifas de água e esgoto em Cuiabá, referente ao exercício 2021/2022. A medida também foi adotada pelo chefe do Executivo municipal em 2020, em decorrência dos impactos financeiros ocasionados pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Além disso, pelo mesmo período, a concessionária Águas Cuiabá continua proibida de realizar o corte no abastecimento de água para consumidores inadimplentes, mesmo daqueles que já receberam o aviso prévio do procedimento.

O documento deve circular na edição da Gazeta Municipal da próxima segunda-feira (25) e entra em vigor a partir de sua publicação, com efeitos retroativos a 1º de janeiro de 2021. No decreto, o prefeito justifica que a adoção das medidas leva em consideração o cenário de pandemia do novo coronavírus (Covd-19) ainda enfrentado na Capital, no qual o fornecimento de água é considerado primordial para a higienização e combate ao contágio do vírus.

Em caso de descumprimento, a concessionária tem o prazo de 24 horas para reestabelecer o fornecimento de água ao consumidor inadimplente. Caberá a Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) realizar os estudos necessários para a recomposição do equilíbrio econômico-financeiro do contrato, caso se mostre necessário e mediante pedido fundamentado da Concessionária.

O ato tem como base legal as leis nº 9.987/95 e nº 11.445/07, que autorizam a adoção de medidas pelo Poder Concedente que repactuem condições do contrato de concessão, a bem do interesse público. “Desde março de 2020 estamos suspensão do reajuste e também a proibição do corte. A água é um bem essência nesse momento e vamos continuar adotando essas medidas enquanto for necessário”, pontua o prefeito.

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana