conecte-se conosco



Política MT

Em Convenção, PV lança Faissal Calil a Deputado Estadual

Publicado

em

Faissal Calil foi aprovado por unanimidade para disputar ao cargo de deputado estadual pelo Partido Verde. A decisão foi tomada na presença de centenas de pessoas que lotaram o auditório da Escola Estadual Presidente Médici, em Cuiabá, na tarde deste sábado (4), na Convenção da sigla.

Este é o terceiro pleito eleitoral disputado por Calil, em 2010 aos 30 anos ele tentou pela primeira vez uma cadeira no Legislativo Estadual.

Em 2012 foi o sétimo vereador mais votado em Cuiabá e exerceu o mandato entre 2013 a 2016. Durante sua gestão chegou a ser presidente da Comissão de Constituição e Justiça e vice-presidente da Casa de Leis.

Calil também foi o parlamentar mais atuante, com diversos projetos de leis apresentados e aprovados, entre eles o que estabelece a parceria pública e privada para instalações de pontos de ônibus, que resultou na primeira unidade implantada em frente ao Shopping Pantanal. O IPTU Verde onde o cidadão que realizar construções sustentáveis pode ter descontos no imposto, e o que multa quem jogar lixo no chão.

“Mais uma vez buscamos a realização do nosso sonho. Aquele desejo que surgiu em 2010, hoje em 2018 ainda existe no coração das pessoas que me colocaram aqui. Porque este sonho de trabalhar por Mato Grosso não é só meu, é nosso! Estou aqui representando a Associação Política Jovem, representando os jovens de Mato Grosso e representando todos aqueles que buscam uma sociedade mais justa e igualitária pra se viver! Estou aqui por vocês! Coloco o meu nome mais uma vez à disposição da sociedade, do Partido Verde”, disse Calil.

O candidato, antes do PSB, escolheu a nova sigla por se identificar com a missão do PV. “Eu decidi mudar de partido porque compreendi que era meu dever buscar uma ferramenta política moderna, que tem a preocupação de pensar com competência sobre o futuro do País. É impossível encontrar legenda que tenha bandeiras tão importantes para a gente brasileira quanto tem o PV, um partido que tem essa preocupação com as causas da sustentabilidade, mas que avança contra a corrupção e a impunidade”, finaliza.

 

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

PLOA 2021 será discutido em duas audiências públicas

Publicado

em

A Assembleia Legislativa realizará duas audiências públicas nesta semana para discutir com a equipe econômica do governo e a sociedade civil organizada o Projeto de Lei de Orçamentária Anual – mais conhecida como PLOA 2021. O orçamento previsto, entre receitas e despesas, é de R$ 22,144 bilhões.

A primeira audiência pública será realizada amanhã (24), às 10 horas. A outra, na quinta-feira (26), às 9 horas. Ambas serão feitas por plataforma digital. A de terça-feira será conduzida pela Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR) e o outro debate, pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária.

A discussão em torno do PLOA 2021 será feita de forma virtual. As duas audiências públicas serão transmitidas pela TVAL – canal 30.1. Elas podem ser acompanhadas pelo site da Assembleia Legislativa: www.al.mt.gov.br.

Em tramitação na Assembleia Legislativa desde o último dia 20/10, o Projeto de Lei 913/2020 – que estima receita e despesa do estado de Mato Grosso para o exercício de 2021 – prevê um orçamento de R$ 22,144 bilhões. Até o fechamento desta edição (segunda-feira, 23), a peça orçamentária havia recebido apenas uma emenda. Ela é de autoria do deputado Silvio Fávaro (PSL), autorizando o Executivo a abrir créditos suplementares até o limite de 10% da despesa total fixada. No texto original, enviado pelo Executivo, o percentual é de até 20%.

O PLOA foi entregue ao Parlamento estadual no dia 30 de setembro pelo secretário estadual de Fazenda (Sefaz), Rogério Gallo, ao vice-presidente João Batista do Sindspen (Pros). De acordo com Gallo, o estado vai destinar 12% da receita (cerca de R$ 2,144 bilhões) para serem investimentos em diversos setores – saúde, infraestrutura, segurança pública, educação e na construção de hospitais regionais.

Em 2021, o PLOA projeta uma despesa corrente da ordem de R$ 19,383 bilhões. Desse total, cerca de R$ 14,686 bilhões ficam reservados para pagamento de salários dos servidores públicos e encargos sociais. O dispêndio com juros e encargos da dívida pública soma a quantia de R$ 343 milhões, e para a amortização da divida o montante é de R$ 444 milhões.

A tramitação e o conteúdo do PLOA 2021 podem ser conferidos aqui.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana