conecte-se conosco



Sem categoria

Eleição para nova diretoria do TJ será em outubro

Publicado

em

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, determinou a divulgação do Edital nº 6/2018 do Tribunal Pleno, que convoca a eleição para os cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso para o biênio 2019/2020. O documento também convoca os membros do Pleno para a sessão ordinária a ser realizada em 11 de outubro, às 8h30, para a eleição dos cargos que, igualmente, constituirão o Conselho da Magistratura do TJMT.
O edital foi disponibilizado nesta quinta-feira (6 de setembro) no Diário da Justiça Eletrônico (DJe), edição nº 10333.
Para os cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça podem concorrer todos os desembargadores do Tribunal em atividade. Os desembargadores que desejarem concorrer aos cargos deverão realizar o registro da candidatura ao cargo de seu interesse, mediante requerimento a ser protocolizado no gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça, na sede do Palácio da Justiça, sendo vedado o requerimento via e-mail ou qualquer meio digital. O prazo das inscrições será de 11 a 17 de setembro.
Fica vedada a formação de chapa e a participação de desembargadores afastados por decisão judicial ou administrativa, em decorrência de processo instaurado. É proibida a reeleição ou a recondução. Quem tiver exercido qualquer cargo de direção por quatro anos, ou o de presidente, não mais figurará entre os elegíveis até que se esgotem todos os nomes na ordem de antiguidade.
A eleição será feita em escrutínios distintos e secretos, sendo a primeira votação para escolha do presidente, a segunda para escolha do vice-presidente e a terceira para escolha do corregedor-geral da Justiça. Será considerado eleito o desembargador que obtiver a maioria dos votos dos membros do Tribunal e, em caso de empate, o desembargador mais antigo e, se iguais em antiguidade, o de mais idade.
Decorrido o prazo para registro das candidaturas, estas serão imediatamente publicadas no Diário da Justiça Eletrônico. Devidamente publicado o registro das candidaturas, os desembargadores que compõem o Pleno serão informados, por ofício e por meio eletrônico, dos nomes dos candidatos inscritos, para eventual impugnação, que deverá ser apresentada no prazo de 48 horas, a contar da publicação no DJE.
Os escrutínios ocorrerão em sessão ordinária administrativa do Pleno, em 11 de outubro, a partir das 8h30, no Plenário 1 do TJMT.
Aos desembargadores em exercício, ausentes por motivo justificado na sessão de escolha dos dirigentes, é facultado votar por carta, em envelope lacrado, entregue à Presidência do Sodalício até o início da sessão, resguardando-se o sigilo.
A sessão de posse da nova diretoria eleita será realizada no dia 19 de dezembro e a entrada em exercício nos respectivos cargos de direção se dará em 1º de janeiro de 2017.
Confira AQUI o Edital nº 6/2018.
Fonte: TJ-MT

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Sem categoria

Consumidores inadimplentes podem renegociar dívidas na 7ª Semana Nacional de Educação Financeira

Publicado

em

Os consumidores que possuem pendências com instituições financeiras e de telecomunicações podem renegociar suas dívidas até o dia 29 de novembro pela plataforma de reclamação online consumidor.gov.br. A iniciativa da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon/MJSP) integra a programação da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira (ENEF), promovida pelo Fórum Brasileiro de Educação Financeira (FBEF).

Neste ano, o tema do evento é Resiliência Financeira: Como atravessar a crise? e a Senacon reforça a importância de os consumidores terem uma vida financeira saudável nesse período atípico, com a pandemia de Covid-19. O prazo médio de respostas na plataforma consumidor.gov.br é de sete dias, com 80% das demandas resolvidas. Participam da ação as empresas Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil, BMG, Banco PAN, Oi Vivo, Claro e Tim.

Como renegociar

Para renegociar suas dívidas, os consumidores devem acessar a plataforma www.consumidor.gov.br, realizar um cadastro (caso ainda não o tenha), selecionar a instituição financeira ou de telecomunicação com a qual deseja negociar e formalizar sua solicitação de renegociação de débitos na plataforma. Seguindo o procedimento padrão de abertura de reclamação na plataforma. Depois de preencher a solicitação, o consumidor deve selecionar no campo “Problema” a opção “Renegociação/parcelamento de dívida”. Já no campo “Descrição da Reclamação”, o consumidor deve informar que deseja participar da ação da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira de renegociação de dívidas.

Online

consumidor.gov.br é a plataforma de registro de reclamações online que atua como uma alternativa para a solução do problema diretamente com as empresas cadastradas. Os procedimentos da plataforma não substituem os procedimentos administrativos, tal como processos, executados pelos Órgãos de Defesa do Consumidor e Procons, que permanecem à disposição para orientar e auxiliar o cidadão em seus pedidos de renegociação de dívidas.

As empresas registradas na plataforma têm o prazo de até dez dias para apresentar uma resposta. O consumidor, por sua vez, terá até 20 dias para avaliar se o atendimento prestado foi satisfatório ou não. Durante esse prazo, a pessoa poderá interagir com a empresa, para anexar documentos, tirar dúvidas ou complementar sua reclamação, caso necessário.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana