conecte-se conosco



Variedades

Edital Circula MT abre consulta pública até segunda-feira (23)

Publicado

em

O Edital de Seleção de Projetos Culturais “Circula MT 2018” estará disponível para consulta pública até a segunda-feira (23.07). Artistas e produtores culturais podem acessar o documento no site dedicado à transparência e colaboração pública, o “Participação Social”.

O edital, que chega à terceira edição, foi idealizado para apoiar propostas nos segmentos de música, teatro, dança, circo e artes visuais. A divulgação do documento e o convite à colaboração para seu aprimoramento visam fortalecer e ampliar os mecanismos de financiamentos públicos da cultura no Estado, fortalecer e descentralizar as políticas públicas de cultura.

 “Pedimos a colaboração dos agentes da cadeia produtiva da cultura para que encaminhem suas sugestões para que o novo edital atenda todas as demandas e anseios da classe”, ressalta o secretário de Estado de Cultura, Gilberto Nasser.

A novidade deste ano é a inclusão de mostras audiovisuais à programação do Circula MT. Ao todo, seis projetos seriam aprovados. Todos os segmentos serão contemplados com R$ 60 mil.

Para avaliar o edital e fazer sugestões, basta acessar: http://www.participacaosocial.mt.gov.br/login.php

Circulação Nº de projetos selecionados Nº de municípios circulação
Música 10 03
Teatro 07 03
Dança 06 03
Circo 03 03
Mostra Audiovisual 06 03
Exposição de Artes Visuais 06 03

 

Secretaria de Estado de Cultura
Assessoria de Comunicação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Variedades

Namorada da cantora Joanna agride a mãe, de 66 anos, por causa de dinheiro

Publicado

em

Karen Keldani, namorada da cantora Joanna, agrediu a própria mãe, Nely Keldani, por causa de uma discussão envolvendo dinheiro. A agressão foi gravada pelas câmeras de segurança do prédio onde dona Nely mora, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro. Nas imagens, Karen aparece empurrando a senhora de 66 anos contra uma pilastra.

Muito machucada, Dona Nely foi socorrida pelo filho Fábio Keldani, que a levou para a clínica São José, onde foi constatado traumatismo craniano e sangramento interno.

Em entrevista para a coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Fábio afirmou que Karen “quase matou” sua mãe. A motivação, de acordo com ele, é um de dinheiro, descoberto pela Nely.

 

“Nós temos uma tia avó que mora comigo e com a minha mãe há quase cinco anos. A minha mãe confiava na minha irmã Karen e deixava ela cuidando do dinheiro da minha tia. De dois anos pra cá, começou a dizer que minha tia – que tem aposentadoria do Ministério da Fazenda – estava ficando dura e a vida dela [Karen] só crescendo. Ela começou a fazer plásticas, a bancar os próprios shows, porque ela é cantora católica. E a cada dia dizia que a minha tia estava sem dinheiro”, contou ele.

“Um dia a minha mãe pediu pra ver as contas da minha tia, porque a minha mãe é sobrinha de direta dela. E a minha irmã ficou muito nervosa e disse que não mostraria nada, que não tinha obrigação e que se a gente quisesse ver que a obrigasse a mostrar em juízo. Minha mãe achou muito estranho e pediu pra eu achar um advogado pra pedir a curatela da minha tia. Ganhamos a curatela e dali vimos que ela estava desviando o dinheiro da tia. Tudo que sobrava nas contas da minha tia ela transferia pra conta dela. Chegou a transferir mais de R$ 30 mil no mesmo mês”.

Fábio ainda afirmou que a irmã não prestou socorro à mãe. Ele narrou o episódio de agressão com riqueza de detalhes.

“Veio aqui no nosso prédio, chamou a minha mãe pra descer com o filho dela. Quando minha mãe desceu, ela tomou o celular da minha mãe para pegar as informações confidenciais do processo. E a minha mãe pede o celular de volta e tenta pegar”, disse ele à Fábia Oliveira.

“A minha irmã empurra minha mãe de 66 anos contra uma pilastra de mármore aqui do prédio. Minha mãe bate com a cabeça, cai, minha irmã não presta socorro, continua com o celular da minha mãe e sai correndo. Quando eu desci e vi minha mãe caída, ela estava com a nuca sangrando e me pediu pra levá-la até a clínica São José, pois ela não estava nem conseguindo levantar direito. Chegando na clínica ela teve convulsão, traumatismo craniano e sangramento interno. A pancada atrás foi tão forte que ainda quebrou a órbita ocular dela na frente”, concluiu.

 

Por Metropolis

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana