conecte-se conosco



Interior

Dono de algodoeira é preso por furtar energia suficiente para alimentar cidade por dois meses

Publicado

em

Operação conjunta realizada pela Energisa Mato Grosso, Politec e Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso resultou na autuação e prisão do proprietário da Star Cotton Algodoeira e Armazens Gerais Ldta em Primavera do Leste por furto qualificado de energia elétrica. A empresa estava com a rede elétrica ligada diretamente na rede de distribuição e furtando aproximadamente 720 MWh de energia, total suficiente para abastecer uma cidade no porte de São Pedro da Cipa por dois meses.

O gerente também foi conduzido pela Polícia Civil para esclarecimentos. Pelos cálculos da Energisa, o total furtado representa uma fatura em torno de R$ 430 mil, sendo que R$ 117 mil seria de arrecadação de ICMS ao Estado. A operação aconteceu na manhã de hoje (02). Além da responder criminalmente, o responsável terá que pagar todo o consumo desviado desde a data em que fez a ligação direta.

Sidney Tavares, gerente de Combate à Perdas da Energisa Mato Grosso, conta que a distribuidora já estava monitorando a algodoeira por meio de um trabalho prévio de inteligência. “No local, confirmamos que a unidade consumidora da algodoeira estava desligada no sistema da Energisa desde novembro de 2017, porém, estava consumindo energia normalmente, sem que fosse registrado ou faturado corretamente”, relata Sidney.

O delegado Regional de Primavera do Leste, Rafael Fossari, pontua que o furto de energia é crime e que dependendo do caso, ainda pode ser considerado qualificado, que é inafiançável. “É importante que as pessoas tenha clareza de que esse tipo furto não ficará impune. A Polícia Civil, em parceria com a Energisa e Politec tem feito um trabalho rigoroso para combater estes crimes”.

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Interior

Carreta carregada com madeira tomba na MT-320

Publicado

em

A Central de Bombeiros de Alta Floresta registrou solicitação para atendimento de ocorrência na MT 320, há cerca de 10 KM do Trevo Piovesan. As informações são a de que houve o tombamento de uma carreta, em que o motorista ficou impossibilitado de sair do veículo, estando consciente.

A GUBM saiu para o local há cerca de 10 minutos com equipamentos de desencarceramento para emprego em caso de ser necessário. Mais informações posteriormente.

A GUBM informou que antes da chegada no local, a ambulância da Via Brasil já estava encaminhando o motorista para atendimento. Segundo informações de populares repassada à GUBM, a vítima estava com fratura em um dos membros inferiores, o que terá que ser confirmado no Hospital ou com a equipe de intervenção de APH da Via Brasil.

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana