conecte-se conosco



Política MT

Diretores de escolas estaduais decidem paralisar atividades a partir de terça

Publicado

em

Durante audiência pública requerida pelo professor e deputado Allan Kardec (PDT), diretores da rede estadual de ensino decidiram paralisar as atividades por tempo indeterminado a partir de terça-feira (07). A paralisação se deve à falta de repasse financeiro para custeio das 774 escolas de Mato Grosso.

A paralisação foi anunciada durante audiência realizada na tarde dessa sexta-feira (03) na Escola Estadual Liceu Cuiabano. Os diretores recusaram proposta da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) para que as unidades continuassem abertas mesmo sem repasse até o dia 13 de agosto.

Presidente do Colegiado de Diretores de Cuiabá e do Vale do Rio Cuiabá, Dimas Antônio Silva afirma que a paralisação é necessária porque o governo só fez um dos quatro repasses previstos para 2018. Cada escola recebe R$ 68,00 por aluno ao longo do ano para despesas de custeio, como gás de cozinha para a cantina, papel higiênico, entre outros.

Dimas explica ainda que apenas o primeiro repasse de março foi pago e 30% da parcela prevista inicialmente para maio. “O governo também alterou a data do segundo pagamento para junho e, mesmo assim, não pagou o restante de 70%. Agora, temos o repasse de setembro e dezembro que ninguém sabe como ocorrerá. Em 2016 e 2017, recebemos apenas nos últimos dias do ano, o que fez com que os diretores comprassem fiado e ficassem inadimplentes ao praticar esse algo ilegal”.

O deputado e professor Allan sugeriu, durante a audiência, que a Secretaria de Educação apresentasse uma nova data de pagamento dos 70% pendentes (cerca de R$ 7 milhões), o que foi prontamente recusado pelo secretário-adjunto de Políticas Educacionais, Edinho Gomes. Ele representou o governo no evento e alegou falta de orçamento para os repasses.

A partir de uma sugestão de Allan, na segunda-feira deve ser discutida uma reunião com representantes do governo, Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Seduc e Ministério Público Estadual (MPE) para tentar evitar a paralisação. “O governo também deve apresentar um cronograma com data confiável para os demais pagamentos, pois cerca de 450 mil alunos estão sendo prejudicados, além de professores, diretores e toda a sociedade em geral”, completa o deputado.

Representante do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), além de subsedes municipais também compareceram, assim como o promotor de Justiça Miguel Slhessarenko e alunos de diversas cidades do Estado.

Diretor da Escola Estadual Liceu Cuiabano, Alceu Trentin afirma que o fornecedor de botijão de gás já avisou que não atenderá mais fiado a unidade. “Sem pagamento, como abrir as portas para receber aluno sem merenda, sem papel higiênico nos banheiros, sem nada. É melhor fechar mesmo, pois não agüento mais ver os diretores usando o próprio nome para comprar fiado coisas que são obrigação do governo”.

Mais informações:

Téo Meneses 65 3313 6400 e 99604 2953

2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Delcy Deize GoulartANDRÉA BALBINO DA SILVA Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
ANDRÉA BALBINO DA SILVA
Visitante
ANDRÉA BALBINO DA SILVA

A situaçaõ é crítica como os colegas gestores irão fazer? Sem recursos financeiros às escolas param.O comércio não pode esperar o prejuízo é para todos. Os mais prejudicados são os nossosalunos que necessitam da escola para sua formação e muitos precisam do alimento oferecido pela escola .

Delcy Deize Goulart
Visitante
Delcy Deize Goulart

E ainda Taques é candidato a reeleição. Não cumpre as obrigações, será que os servidores da Educação e da Saúde aceitam o mesmo governo?

Polícia

ALMT vai comprar mil pistolas para a PM de Mato Grosso

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), anunciou durante solenidade de entrega da honraria “Homens do Mato” pela Polícia Militar de Mato Grosso à autoridades estaduais, na segunda-feira (30), que o Parlamento está adquirindo mil pistolas para entregar ao comando da Corporação.

O parlamentar também citou o empenho da Assembleia Legislativa para garantir recursos para a construção de um Batalhão de Trânsito da PMMT, de policiamento urbano e rodoviário, na MT-040, rodovia que faz a ligação de Cuiabá com o município de Santo Antônio do Leverger e região. O anúncio ocorreu durante a solenidade na sede do Comando Geral da PM. Na ocasião, o deputado Eduardo Botelho foi um dos homenageados com a Medalha “Homens do Mato”, de reconhecimento do trabalho prestado junto à corporação.

“Temos muitos trabalhos para fazer com a Polícia Militar. Fizemos a compra de cem viaturas, ano passado, agora vamos entregar mil pistolas para a PM, que também já nos apresentou o projeto de construção de um batalhão de trânsito indo para Santo Antonio. Ali vai ser um corredor de muito movimento, especialmente turístico”, destacou o presidente.

“Esse projeto é muito importante porque temos muitos investimentos naquela região. Temos uma ligação Rondonópolis-Mimoso-Santo Antonio-Cuiabá, sendo construída, um corredor turístico, temos investimentos previstos para fazer a Orla de Santo Antonio do Leverger, de Barão de Melgaço, uma navegação saindo de Santo Antonio, passando pela Usina de Itaici, pelas baias de San Mariana e Chacororé. Essa ideia é muito boa, eles estão se antecipando e vão ter todo apoio da Assembleia Legislativa”, garantiu o deputado.

O tenente-coronel PM, Adão César, comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito Urbano e Rodoviário, fez questão de destacar, durante o evento, que o projeto para a Rodovia MT-040 é muito importante para Santo Antonio do Leverger. “O batalhão na MT-040 vai garantir mais segurança para a população de Santo Antonio e região, são mais policiais que poderão, inclusive, dar maior segurança também nas comunidades rurais”, disse.

 

FLÁVIO GARCIA / Secretaria de Comunicação Social

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana