conecte-se conosco



Variedades

Diego Guimarães homenageia 76 anos do Hospital Geral

Publicado

em

Os 76 anos de existência do Hospital Geral e Maternidade de Cuiabá foram homenageados nesta terça-feira (23) pelo vereador Diego Guimarães (Progressistas). Como forma de agradecimento, 33 servidores com mais de 30 anos de serviços prestados ao hospital receberam uma Moções de Aplausos indicada pelo parlamentar. O evento contou com a presença do deputado federal Adilton Sachetti (PRB), também homenageado, do deputado estadual Ondanir Borttolini, o Nininho (PSD), do vereador Abílio Junior (PSC) e familiares e convidados dos homenageados.
Diego Guimarães destacou a importância dos serviços realizados pela unidade de saúde que atende pacientes de todo o Estado. “É uma instituição que preza pela segurança do paciente e a qualidade do atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS). É um trabalho que vem fazendo a diferença na vida de milhares de pacientes atendidos ano a ano”, pontuou.
A presidente do Hospital Geral, Flávia Silvestre, afirma que essa homenagem é resultado de dedicação dos funcionários da unidade de saúde. “Tudo sempre começa com um sonho e o sonho de uma mulher visionária completa 76 anos de existência. Sabemos que tudo isso só é possível com ajuda dos diferentes profissionais que se dedicam diariamente no nosso hospital. É por isso que cada funcionário merece ser homenageado”.
O deputado Nininho falou sobre a criação de um fundo especial destinado para financiar a reestruturação da saúde, se sancionado, o Fundo Emergencial de Estabilidade Fiscal. “Esse recurso será estendido aos hospitais filantrópicos, até porque entendemos a necessidade, especialmente de hospitais como o HGU, que atende 95% das demandas do Sistema Único de Saúde (SUS)”, explicou Nininho.
Histórico
A entidade Sociedade de Proteção a Maternidade e a Infância de Cuiabá, entidade civil de fins filantrópicos e humanitários foi fundada em Cuiabá aos 23 dias do mês de outubro do ano de 1942. Os pilares da fundação foram a inspiradora D. Maria de Arruda Muller, o amparo econômico e financeiro da entidade veio do Bel. Julio Muller e o estruturador da entidade foi Dr. Helio Ponce de Arruda. Em 1945 foi então inaugurada a 1ª Maternidade de Cuiabá, com 7 leitos e após investimentos de recursos obtidos junto ao Governo Federal e a bancada de Mato Grosso, iniciou-se a obra efetiva da construção do Hospital Geral no terreno do entidade (anexo ao velho prédio da Maternidade), aumentando o número de leitos para 30.
Os números de atendimento mensal são mais de 3.600 consultas especializadas, 15.200 procedimentos de média complexidade ambulatorial e hospitalar e 778 procedimentos de alta complexidade, além de 1.750 procedimentos do Fundo de Ações Estratégicas (FAEC). Além disso, o hospital é o único a realizar cirurgias cardíacas e neurocirurgias de alta complexidade e cerca de 280 partos⁄mês realizados.
É maternidade com porta aberta 24 horas para atendimento a gestantes, sendo referencia em Gestão de Alto Risco (GAR) com suporte de UTI Neonatal para atender as necessidades do neonato. Para garantia de um excelente atendimento participa do Projeto Rede Cegonha, firmado com a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, nos termos preconizados pelo Ministério da Saúde.
Ainda dentro da ótica de proporcionar um atendimento humanizado e completo para as gestantes e puérperas o HG possui também um Banco de Leite Humano (BLH), o primeiro do Estado de Mato Grosso, implantado em setembro de 2001. Certificado com o conceito Excelência em Bancos de Leite Humano, Categoria Ouro pelo Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano da Fundação Oswaldo Cruz.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Variedades

Bolsonaro pede que população economize energia elétrica

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro fez um apelo, nesta quinta-feira (3), para que a população economize energia elétrica. Em sua live semanal, transmitida pelas redes sociais, Bolsonaro alertou sobre o baixo nível de água nos reservatórios de usinas hidrelétricas, que respondem pela maior parte da geração elétrica do país.

“Já estamos numa campanha para economizar energia. Tenho certeza que você, que está em casa agora, pode apagar uma luz, evitar o desperdício. Tome um banho um pouquinho mais rápido, que ajuda a manter os reservatórios um pouco mais altos”, afirmou, ao lado dos ministros de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e de Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Bento Albuquerque relatou que o país vive a maior seca dos últimos anos e o nível dos reservatórios das usinas estão em uma situação preocupante. “Os reservatórios estão muito baixos, presidente. Dentro dos registros que temos no Ministério de Minas e Energia, desde 2000, não se tem uma seca tão grande nos nossos reservatórios do Sul, e desde 2015, nos [reservatórios] do Centro-Oeste e Sudeste do país. E isso nos levou a adotar medidas, como colocar nossas usinas termelétricas gerando energia. 65% da nossa energia é gerada por hidrelétricas, e com os reservatórios de água estando baixos, temos que utilizar as usinas termelétricas para suprir essa energia, gerar segurança de abastecimento e preservar aquilo que temos de água nos reservatórios”, explicou.

Nesta semana, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeiras tarifárias. A bandeira definida foi a vermelha patamar 2 para o mês de dezembro, a mais alta, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. A medida é adotada sempre que há queda no nível dos reservatórios e o custo da geração de energia aumenta no país.

“Não é maldade da gente, não é pra arrecadar mais. É porque estamos usando energia de fonte mais cara, como termoelétrica, e daí fica bem mais caro pra pagar essa diferença. Por isso que se bota a bandeira a bandeira vermelha a R$ 6 [a cada 100 quilowatts de energia consumida]”, enfatizou Bolsonaro.

Nos próximos dias, de acordo com o ministro de Minas e Energia, o governo vai apresentar uma atualização do Plano Nacional de Energia, que prevê ações no setor até 2050. Um dos objetivos, disse ele, é ampliar a capacidade de geração de energia nuclear para 10 gigawatts. “Vamos triplicar a geração de energia nuclear, que é fundamental para a manutenção dos nossos reservatórios, porque elas geram 365 dias por ano, e os nossos reservatórios de água poderão ser mantidos na época de escassez de chuva”, destacou.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana