conecte-se conosco



Polícia

Derrame de notas falsas coloca empresários em alerta

Publicado

em

O derrames de notas falsas de R$ 20 reais na Vila Roda D’água em Nobres, durante o período de carnaval causou prejuízo aos empresários e deixou preocupado comércio de maneira geral.
O sistema bancário no município de Nobres, sentirá os efeitos negativos.
O aumento no número de cédulas falsas foi denunciado para Rádio Rural FM através de comerciantes que estão recebendo sem perceber as notas e contabilizando prejuízos.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Turistas são detidos em Poconé

Publicado

em

A Prefeitura de Poconé com apoio dos órgãos de segurança pública, fecharam o cerco nas rodovias turísticas da cidade.

Vários turistas foram detidos na manhã desta sexta-feira (27) por não respeitar o decreto municipal onde realiza o controle epidemiológico contra a evolução do COVID-19.

A entrada de turistas no Município de Poconé, bem como a circulação de ônibus de turismo/excursão, microônibus, vans e similares inclusive para as modalidades day use e city tour, estão proibidas no período de 21/03/2020 até 21/04/2020, podendo esse período ser estendido de acordo com os agravos epidemiológicos do Município

Os turistas detidos, todos naturais do estado de São Paulo estariam em um barco hotel na região do Porto Cercado. Todos foram encaminhados para Delegacia de Policia Civil para prestar esclarecimentos e logo em seguida foram liberados.

Barco Hotel na mira do MPE:

Um empresário de Poconé, a 104 km de Cuiabá, está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pela Polícia Civil por ameaçar o secretário municipal de Turismo e Cultura, Manoel Pereira Leite, conhecido como Dodô.

Em um áudio enviado pelo Whatsapp ao secretário, Luiz Augusto Moreira Amaral, conhecido como Luizinho do Barco, dono de um barco-hotel no município, diz que se a prefeitura insistir em manter o decreto municipal que dispõe sobre o fechamento do comércio por causa da pandemia de coronavírus, vai declarar guerra.

No áudio, ele cita o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, que afirmou que o país deveria voltar à normalidade, deixando de cumprir a quarentena antes determinada.

Conforme o promotor de Justiça de Poconé Alexandre Balas, o empresário passou a disseminar em grupos de Whatsapp locais, mensagens contrárias ao cumprimento das medidas sanitárias impostas, bem como remeteu áudio agressivo e ameaçador ao secretário.

O promotor determinou na ultima quarta-feira (25) a autuação da notícia de fato e que a Polícia Civil abra investigação sobre o caso.

 

Por Poconet

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana