conecte-se conosco



Política MT

Deputado Fabio Garcia vai coordenar campanha de Alckmin em Mato Grosso

Publicado

em

O deputado federal Fabio Garcia (DEM) foi escolhido para coordenar a campanha à Presidência da República de Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e da senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) em Mato Grosso.

O parlamentar, que preside o Democratas em Mato Grosso, foi indicado para o cargo pela direção nacional do seu partido durante reunião da coordenação nacional da campanha de Alckmin nesta quarta-feira (22), em São Paulo.

Respaldado pelo presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador (BA) ACM Neto, Fabio Garcia vai organizar a campanha de Alckmin em todo o estado com apoio de lideranças políticas que defendem a candidatura do ex-governador de São Paulo ao Palácio do Planalto.

“Fui indicado pelo prefeito ACM Neto, que é um dos coordenadores nacionais da campanha de Geraldo Alckmin e Ana Amélia, para ajudar com o projeto em Mato Grosso. Estamos em uma aliança nacional com o objetivo de eleger o ex-governador presidente do Brasil”, disse Garcia, que na eleição deste ano disputa o cargo de primeiro suplente na chapa do candidato ao Senado Jayme Campos (DEM).

Além coordenar a campanha de Alckmin, o deputado democrata está contribuindo com o projeto de eleger Mauro Mendes e Otaviano Pivetta (PDT) a governador e vice, respectivamente, e Jayme Campos e Carlos Fávaro (PSD) senadores. “Os partidos que compõem a coligação Pra Mudar Mato Grosso tem um projeto de mudança para o estado. Estamos apresentando nomes com experiência e capacidade de gestão para desenvolver o estado e cuidar de fato das pessoas que aqui vivem”, destacou presidente do DEM.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

PF prende em Portugal suspeito de invasão hacker ao TSE

Publicado

em

Operação coordenada pela Polícia Federal (PF) em parceria com a Polícia Judiciária Portuguesa prendeu neste sábado (28), em Portugal, um suspeito de envolvimento no ataque hacker ao sistema Tribunal Superior Eleitoral do (TSE), que divulgou dados do tribunal no dia do primeiro turno das eleições municipais.

Segundo a PF, o inquérito policial aponta que um grupo de hackers brasileiros e portugueses, liderados por um cidadão português, foi responsável pelos ataques criminosos aos sistemas do TSE no primeiro turno das Eleições de 2020.

Estão sendo cumpridos, no Brasil, três mandados de busca e apreensão e três medidas cautelares de proibição de contato entre investigados nos estados de SP e MG. Além da prisão, em Portugal, é cumprido um mandado de busca e apreensão. As ações se desenvolvem com por meio da Operação Exploit.

Os mandados cumpridos no Brasil foram expedidos pelo Juízo da 1ª Zona Eleitoral do Distrito Federal, após representação efetuada pela Polícia Federal e manifestação favorável da 1ª Promotoria de Justiça Eleitoral.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana