conecte-se conosco



Cuiabá

Cuiabá está entre capitais que não sofrerão reajuste na tarifa do transporte coletivo

Publicado

em

Cuiabá está entre as capitais brasileiras que não passarão por reajuste na tarifa do transporte público coletivo em 2020.  Cidades como Boa Vista (RR), Brasília (DF), Macapá (AP), Recife (PE), São Paulo (SP) e Vitória (ES) já sofreram reajuste neste mês. Em Maceió (AL) também há sinalização para alteração no valor da passagem.

Segundo o prefeito Emanuel Pinheiro, a decisão está relacionada ao resultado da licitação do transporte, concluída em 23 de dezembro de 2019. A partir da data, as vencedoras têm até 180 dias para assumir a operação do sistema na cidade. Até lá as atuais empresas continuam prestando o serviço, garantido por contrato emergencial.

“Não seria justo com o trabalhador aumentar o preço de um serviço que ainda não começou a ser prestado. Portanto, em respeito ao cidadão, entramos em acordo com as vencedoras que assumirão a concessão e garantirmos que neste ano não haverá aumento”, explica.

O reajuste na tarifa de ônibus está previsto em contrato com as empresas e é feito anualmente pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec). Enquanto membro do Conselho Participativo do órgão, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) tem acompanhando as análises de viabilidade.

As alterações levam em consideração os gastos com insumos, a inflação e os subsídios nas passagens concedidos a diversos segmentos, autorizados por lei, como no caso dos estudantes, idosos e pessoas com deficiência.

Em 2017, Pinheiro chegou a “congelar” o aumento, por constatar a falta de melhorias no transporte coletivo. “Sabemos que os desafios para melhorar o transporte público são grandes, por isso trabalhamos tanto na nova licitação, que irá mudar uma realidade nossa gente enfrenta há décadas.”

O trâmite, lançado após 20 anos, garantirá à população ônibus climatizados, atendimento à zona rural e obras estruturantes. Além disso, o certame prevê redução na idade média dos veículos de 5.5 para 4.5 anos.

“Pedi às empresas que já entrassem com 50% da frota com idade reduzida e ar-condicionado. Nossa meta é de que em até três anos 70% dos coletivos em circulação sejam climatizados, e que, no máximo em cinco anos, estejamos operando com a totalidade da frota climatizada”, finaliza.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Fortes chuvas prejudicam Policlínica do Coxipó e antigo Pronto Socorro

Publicado

em

As fortes pancadas de chuvas que acometeram Cuiabá na tarde deste sábado (22) ocasionaram danos ao telhado, rompimento de forro da farmácia e posto de medicação da Policlínica do Coxipó e alagamentos no subsolo do antigo Pronto Socorro.

Apesar dos transtornos aos profissionais que estão nos plantão das referidas unidades, os atendimentos em ambas não foram interrompidos.

O secretário de Saúde, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho comunicou que equipes já foram encaminhadas aos locais para auxiliarem na limpeza e solução dos danos. Ele orientou que a população que precisar de atendimento busque outras unidades de urgência e emergência.

“Infelizmente, as chuvas fortes que caíram nesta tarde alagaram o estacionamento das ambulâncias e a parte subsolo da antigo PS e também causaram problemas na Policlínica do Coxipó. Não temos como prever um fenômeno natural desses, mas graças a Deus os atendimentos sçao realizados. Já encaminhei uma equipe para auxiliar no que for preciso para sanar os problemas o quanto antes evitando assim, prejuízos aos pacientes. Mas peço à população que busque outros locais caso precisem de atendimento para evitar transtornos até que tudo esteja normalizado”, frisou Pôssas.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana