conecte-se conosco



Eventos

Coordenadores do Ribeirinho fazem convite oficial a governador

Publicado

em

O juiz José Antônio Bezerra Filho, coordenador do projeto Ribeirinho Cidadão no âmbito do Poder Judiciário de Mato Grosso, se reuniu na manhã desta sexta-feira (18 de janeiro) com o governador Mauro Mendes para convidá-lo formalmente a prestigiar a iniciativa. Acompanhado dos defensores públicos Air Praeiro e Munir Arfox, que este ano é o responsável pelo projeto pela Defensoria Pública, o magistrado afirmou que a participação do Governo do Estado é fundamental em razão dos serviços que serão ofertados à população ribeirinha.
“Viemos fazer formalmente o convite e conclamar a parceria. Evidentemente que o brilho do Ribeirinho Cidadão depende de todos e a participação do governo é primordial, visto que os serviços a serem oferecidos através das respectivas secretarias nos dão a credibilidade do êxito, do sucesso”, ressaltou José Antonio.
Segundo explicou, o governador ficou bastante sensível à causa, pois já conhecia o Ribeirinho Cidadão e, inclusive, já havia apoiado a iniciativa quando foi prefeito de Cuiabá. “Ele já participou conosco e agora, como governador, embora o Estado esteja passando por essa dificuldade, como foi colocado muito bem claro, há um compromisso sim de efetivamente o Governo do Estado participar e somar esforços, principalmente nos ‘dias D’, que serão realizados em Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço e Poconé, nos dias 4, 5 e 13 de fevereiro. Isso já é uma satisfação, embora estejamos aguardando o retorno de cada secretaria, de cada ente estadual, a confirmar os serviços nos próximos dias, para que possamos alinhar com os municípios e as comunidades, rio abaixo”, complementou.
Dentre os serviços a serem ofertados pelo Poder Executivo estão o contrato de parceria com a Casa Civil para as embarcações, fornecimento de medicamentos via Secretaria de Saúde, identificação via Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec – Secretaria de Segurança Pública), parceria com Secretaria de Cultura, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, entre outros. “Todos os serviços que o governo possa trazer para o dia D serão de fundamental importância. Identificação, questão previdenciária, parte lúdica de todas as formas… É importante porque têm uma estrutura muito maior que a nossa. Isso abrilhanta, fortalece o nosso propósito do Ribeirinho Cidadão, que é fazer o bem, não interessa a quem”, enfatizou José Antonio.
Já o defensor Munir Arfox assinalou que quanto mais parceiros o Ribeirinho Cidadão angariar, melhor. “São mais anseios que vão ser atendidas nas comunidades ribeirinhas. Essa é a busca que sempre temos em mente. O Ribeirinho está na 12ª edição, não participei apenas da primeira, as demais, com a graça de Deus, tenho participado, e é com grande satisfação que a gente se faz presente. Quando nos deparamos com um sorriso no rosto de um ribeirinho que tem os anseios atendidos, o valor é incalculável”.
A 12ª edição do projeto Ribeirinho Cidadão ocorrerá durante o mês de fevereiro. De 4 a 14 será realizada a etapa fluvial e, no período de 17 a 25, a fase terrestre. A ação é uma iniciativa do Poder Judiciário de Mato Grosso em parceria com a Defensoria Pública e vários outros órgãos e instituições. O objetivo de levar diversos tipos de serviços assistenciais às comunidades ribeirinhas carentes dos municípios de Barão de Melgaço, Santo Antônio de Leverger, Poconé e Juscimeira.
Leia matérias já publicadas sobre o assunto:
Por Lígia Saito
Fonte: Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Eventos

População aprova instalação de Escola Militar Tiradentes em Várzea Grande

Publicado

em

Em audiência pública realizada na noite desta quinta-feira (21.01) pais, alunos, comunitárias e moradores aprovaram a transformação da Escola Estadual Nadir de Oliveira, localizada no Bairro Jardim Glória, em Várzea Grande, em Escola Estadual Militar Tiradentes.

Reunidos na quadra esportiva da unidade escolar por mais de três horas, a comunidade conheceu e debateu sobre o modelo de ensino, regulamento, resultados, entre outros detalhamentos do ensino militar, um modelo que já é aplicado em outras sete cidades mato-grossenses. Também foi apresentado e detalhado o ensino e as atividades atuais desenvolvidas na Escola Nadir de Oliveira.

A população compareceu, se cadastrou para votar e teve direito a voz. Dois representantes de cada segmento, professores, pais, alunos, comunidade, lideranças, entre outros tiveram espaço para se posicionarem contra e a favor. Ao final ocorreu votação que aprovou a mudança.

Essa será a primeira escola militar de Várzea Grande e a segunda da região metropolitana. Em Cuiabá está instalada a mais antiga unidade de ensino público militar. A Escola Tiradentes cuiabana existe há 35 anos e atualmente tem cerca de 1.200 alunos matriculados.

O coordenador de ensino na Diretoria de Ensino, Instrução e Pesquisa (Deip) da Polícia Militar, tenente-coronel André William Dorileo, que fez a apresentação da escola militar, explicou que na nova escola será ofertado ensino a partir do 5º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio.

Dorileo também disse que, assim como as demais unidades militares, essa será uma escola pública da rede estadual de acesso gratuito e administração em parceria com a Secretaria Estadual de Educação. O tenente-coronel Dorileo também assegurou que os alunos que estão matriculados na escola terão garantia de vaga, exceto os que recusarem o ensino militar.

Também presente na audiência pública, o diretor da Deip-PMMT, coronel André Avelino Neto, avaliou a aprovação como uma grande vitória e oportunidade para comunidade várzea-grandense.

A partir de agora, informou Cel Neto, a Polícia Militar, por meio de sua Diretoria de Ensino e em parceria com a Seduc, dará início ao processo de transição para o ensino militar.

Atualmente, o Estado conta com sete unidades de Escolas Tiradentes que atendem cerca de 3.500 estudantes. Estão sediadas nas cidades de Cuiabá, Confresa, Rondonópolis, Juara, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum e Sorriso.

As escolas militares mato-grossenses são destaque nos exames do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). As notas referentes a 2019, apresentadas em 2020, superam a média da rede estadual.

Os alunos da Escola Tiradentes Cabo PM Israel Wesley Prado de Almeida, da cidade de Juara e a Escola Tiradentes Soldado PM Adriano Moraes Ramos, em Lucas do Rio Verde conquistaram as notas mais altas (7,1) das séries finais do ensino fundamental na avaliação do Ideb. Em Cuiabá, a Escola Tiradentes obteve o índice do Ideb de 6,4, o maior das escolas estaduais da baixada cuiabana.

 

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana