conecte-se conosco



Política MT

Conselho recebe candidatos para debater a saúde no Estado

Publicado

em

O Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso (Cosems/MT) recebeu neste dia 29 de agosto os candidatos a governo do estado para discutir temas da saúde como: organização das regiões de saúde a nível macro e micro, tecnologia da informação em saúde, atenção básica, hospitais e outros assuntos. Estiveram presentes os candidatos Mauro Mendes (DEM), Arthur Nogueira (Rede Sustentabilidade), Pedro Taques (PSDB), Wellington Fagundes (PR) e Moisés Franz (PSOL).

O evento foi realizado no Hotel Fazenda Mato Grosso e possibilitou aos candidatos e profissionais de saúde discutirem sobre a saúde e também responderem a perguntas sobre o tema. Mauro Mendes enfatizou a importância dos repasses aos municípios em dia. Arthur Nogueira levantou a questão fundamental da tecnologia e capacitação da área. O atual governador Pedro Taques destacou o indispensável investimento na saúde e a importância dos filantrópicos. O Wellington Fagundes defendeu o municipalismo da saúde e a conclusão de obras. Já Moisés Franz discutiu sobre a interiorização da saúde e a importância do atendimento no interior do estado.

Na ocasião, o Cosems/MT entregou aos candidatos a governo do Estado uma carta com demandas recolhidas nas 16 regiões de saúde. “A carta é uma contribuição do Cosems para os governáveis do Estado, para auxiliá-los em seus planos de saúde. Nesta carta temos anseios, angústias e até propostas das Secretarias Municipais de Saúde”, afirma a presidente do Cosems/MT Silvia Regina Cremonez Sirena.

A carta abrange temas como Organização Institucional, Tecnologia da Informatização e Comunicação em Saúde, Atenção Básica Resolutiva, Média e Alta Complexidade, Assistência Farmacêutica, Saúde Indígena, Saúde Mental, Transporte Sanitário, Consórcios Intermunicipais de Saúde, Vigilância em Saúde, Financiamento da Saúde, Judicialização, Programação Pactuada e Integrada – PPI e Controle Social.

O evento contou com a participação de autoridades em saúde como a Diretoria do Cosems, a Secretária Executiva de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde (SES/MT) Fátima Ticianel, a Secretária Adjunta da SES/MT Maria José Vieira da Silva, Secretária Adjunta de Unidades Especializadas da SES/MT Siriana Maria da Silva, o Secretário Adjunto da SES de Políticas e Regionalização Cassiano Malheiros, o Prefeito de Guarantã do Norte Érico Stevan, o Prefeito de Juína Altir Peruzzo, o Prefeito de Porto Alegre do Norte Daniel da Itaquerê, o Prefeito de Juara Carlos Sirena, a vice-prefeita de Porto Estrela Vanda Santin Vagguin,  o Vereador de Porto dos Gaúchos Celso Ortega, Secretários de Saúde, Conselhos Municipais de Saúde, Conselho de Gestores do Município de Cuiabá, Vereadores, representantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e colaboradores da saúde de várias regiões de Mato Grosso.

Segundo a Presidente do Cosems a ocasião foi oportuna para a discussão do panorama da saúde em Mato Grosso. “Esta reunião possibilita aos profissionais de saúde entenderem o que os governáveis estão pensando para a área. Uma oportunidade única para o debate  sobre esse tema tão importante para a sociedade mato-grossense”, aponta.

Ainda no evento foram entregues as premiações dos trabalhos premiados na Mostra Aqui tem SUS do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) para os municípios de Mirassol D’Oeste, Porto dos Gaúchos, Sinop, Apiacás e Cuiabá. Para ter acesso a carta entregue aos governáveis acesse http://www.cosemsmt.org.br/app/uploads/2018/08/Carta-da-saúde-aos-candidatos.pdf. Mais informações com o Cosems/MT pelos telefones (65) 3644-2406 // (65) 3644-3914.

Mais fotos do dia no link: http://www.cosemsmt.org.br/servicos/encontro-com-os-governaveis-e-entrega-da-carta-da-saude-290818/.

Fonte: Adriele Rodrigues-Assessoria

Clique para comentar
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Política MT

Justiça cassa diploma do PP e declara vereador eleito inelegível

Publicado

em

por MP-MT

 

A Justiça julgou procedente ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral, no município de Sorriso, e cassou o diploma obtido pelo Partido Progressista (PP), declarando nulos todos os votos atribuídos ao referido partido. O presidente da sigla e vereador eleito, Wanderley Paulo da Silva, foi declarado inelegível. A Justiça determinou ainda que o mandato conquistado pelo PP deverá ser distribuído aos demais partidos que alcançaram o quociente partidário. A sentença ainda é passível de recurso.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral por Abuso de Poder foi proposta após o Ministério Público Eleitoral verificar a ocorrência de fraudes em relação à quota de gênero. Consta na inicial que o Partido Progressista registrou a candidatura da senhora Maria de Fátima França Cabezas, conhecida como “Maria Pipoca”, apenas para cumprir a exigência de pelo menos 30% de mulheres na formação da sua lista de candidatos ao Legislativo.

Segundo o MPE, no decorrer da investigação ficou comprovado que a suposta candidata era analfabeta e foi “usada” com a promessa de que, caso eleita, ganharia o suficiente para reformar a sua casa. Conforme a ação, a candidata chegou a receber algumas aulas para aprender a fazer uma ‘carta de próprio punho” solicitando o registro, mas como não obteve êxito, o documento acabou sendo assinado por sua filha especial que frequenta a APE local.

O MPE relata que após a obtenção do Protocolo do Requerimento de Registro de Candidatura o partido apresentou o pedido de cancelamento da candidatura perante o Cartório Notarial e Registral – 2º Ofício de Sorriso. “Tais elementos são firmes em demonstrar a ocorrência da fraude eleitoral para cumprimento da cota de gênero, sendo certo que a baixa de qualquer das mulheres no Partido poderia implicar no indeferimento do Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP), uma vez que operaram com o percentual de candidaturas femininas no limite”, destacou a promotora de Justiça Eleitoral, Maisa Fidelis Gonçalves Pyrâmides.

Segundo ela, com a “manobra” partidária, o DRAP do partido político requerido foi deferido, o qual posteriormente veio em Juízo apresentando o “Ato de Renúncia de Candidatura”. Além do presidente do PP, também foram acionados pelo Ministério Público Eleitoral o vice-presidente da sigla, Antonio Jocemar Pedroso da Silva; a secretária-geral do partido, Andreia Bezerra Ribeiro; a primeira-secretária, Claudia Aparecida Sarubo; o tesoureiro-geral, Márcio Marques Timóteo; o primeiro-tesoureiro, Cícero Emídio Macedo e o suplente Carlos Pio dos Santos.

A sentença foi proferida pela juíza da 43ª Zonal Eleitoral, Paula Saide Biagi Messen Mussi Casagrande, na sexta-feira (22). O MPE tomou ciência da decisão nesta segunda-feira (25).

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana