conecte-se conosco



Política MT

Confira cronograma do Ribeirinho Cidadão 2019

Publicado

em

A coordenação do projeto Ribeirinho Cidadão divulgou o cronograma da 12ª edição da ação, que terá a fase fluvial de 4 a 14 de fevereiro e a etapa terrestre de 17 a 25. Esse é uma das grandes iniciativas do Poder Judiciário de Mato Grosso, que leva diversos serviços jurídicos, médicos e de cidadania às comunidades carentes mais afastadas da região pantaneira (áreas urbanas e rurais) de Barão de Melgaço, Poconé, Santo Antonio do Leverger e Juscimeira. Ao todo, 46 comunidades serão atendidas durante as duas fases do projeto.

A solenidade de abertura da etapa fluvial será realizada no dia 4 de fevereiro, das 8h às 10h, no município de Santo Antonio do Leverger. Com a presença de diversas autoridades, haverá apresentação de atividades folclóricas e das 13h às 18h os atendimentos na cidade se darão com mutirão e casamento social. No mesmo horário as equipes do Ribeirinho Cidadão farão deslocamento e atendimento na comunidade de Barranco Alto, abrangendo também as comunidades de São José da Boa Vista, Engenho Velho e Valo Verde.

Na terça-feira (05 de fevereiro), das 8h às 12h ocorrerão os atendimentos em Barão de Melgaço, compreendendo as comunidades de Recreio, Barranqueira, Rancharia, Piúva, Varador, Capão, Acorizal e Buritizal. Das 14h às 18h serão feitos os atendimentos em Barão de Melgaço, seguidos do Casamento Social.

No dia 6/2 (quarta-feira) o atendimento será em Barão de Melgaço, das 8h às 12h. Das 14h às 18h o atendimento será em Estirão Cumprido.

Os atendimentos do dia 7 de fevereiro (quinta-feira) ocorrerão em Porto Brandão (8h às 12h), em seguida haverá o deslocamento para a comunidade Cuiabá Mirim, com atendimento das 14h às 18h, seguido de pernoite.

Na sexta-feira (8 de fevereiro) os atendimentos terão início às 8h e seguem até às 12h na comunidade de Cuiabá Mirim. Das 14h às 18h os atendimentos ocorrerão em Conchas e às 18h deslocamento para a comunidade de Limoeiro.

A comunidade de São Pedro de Joselândia receberá os atendimentos no sábado (09 de fevereiro), das 14h às 18h e no domingo (10/02), das 8h às 16h, abrangendo as comunidades de Pimenteira, Retiro e São Bento e comunidade urbana de São Pedro e também no domingo (10/02), das 8h às 16h.

Durante toda a segunda-feira (11 de fevereiro) as comunidades de Dona Rica, Engesa, Capivara, Treze, Arara Azul, Liberdade, Triunfo, Barreirinho e Perigara receberão os atendimentos na Fazenda São João, das 8h às 18h.

No dia 12 de fevereiro ocorre o deslocamento e pernoite em Porto Cercado. Na quarta-feira (13/02), das 8h às 18h, atendimento e casamento social em Poconé. No último dia da etapa (14/02) fluvial os atendimentos ainda serão em Poconé, das 8h às 12h.

A etapa terrestre terá início no dia 17 de fevereiro (domingo), com saída às 6h do Sinuelo, em Várzea Grande. Os primeiros atendimentos serão das 7h às 12h, na comunidade Olho D’Água e das 14h às 18h na comunidade Córrego D’Ouro.

Na segunda-feira (18/02) o distrito de São Lourenço de Fátima receberá os atendimentos durante todo o dia, das 8h às 18h.

Das 8h às 12h de terça-feira (19 de fevereiro) os atendimentos vão ser realizados na aldeia Gomes Carneiro e das 14h às 18h na comunidade Lambari.

Na quarta e quinta-feira (20 e 21 de fevereiro), das 14h às 18h e das 8h às 12h, respectivamente, os atendimentos serão no distrito de Mimoso. Ainda na quinta-feira, das 14h às 18h será a vez da comunidade de Mocambo receber os atendimentos da equipe do Ribeirinho Cidadão.

A Agrovila de Palmeiras receberá os serviços no sábado (23/02), das 8h às 18h, na Escola Nagib Saad.

No domingo (24 de fevereiro), das 9h às 18h, o atendimento ocorrerá na comunidade Vale Abençoado e encerrando o projeto, no último dia, segunda-feira (25) os atendimentos serão em porto de Fora.

O projeto – Fruto da união de diversos parceiros, o Ribeirinho Cidadão é realizado pelo Poder Judiciário, Defensoria Pública e diversos órgãos e instituições.

O juiz coordenador do projeto neste biênio (2019/2020) é o juiz José Antonio Bezerra Filho, que volta a coordenar os trabalhos com os atendimentos voltados aos ribeirinhos que não possuem assistência dos serviços ofertados.

Matéria: Dani Cunha

Fonte: Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Política MT

Lúdio Cabral recomenda ao governador quarentena obrigatória em todo o estado

Publicado

em

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) enviou, na quinta-feira (21), um ofício ao governador Mauro Mendes (DEM) requerendo que sejam decretadas as medidas de restrição de circulação de pessoas e aglomerações previstas na classificação de risco muito alto do Decreto Governamental 522/2020, com quarentena em todo o território estadual e fechamento de atividades não essenciais.

“Se não forem adotadas quarentena rigorosa por no mínimo duas semanas, o que está acontecendo hoje no Amazonas pode acontecer em Mato Grosso em poucas semanas”, alertou Lúdio. Ele destacou que o número de casos novos e de óbitos por Covid-19 em Mato Grosso está em crescimento acelerado e chegou a uma média móvel (de 7 dias) de 1.374 casos novos e 21 óbitos na quarta-feira (20). A taxa de contágio também está em crescimento e alcançou o índice de 1,25, o que significa que cada 100 pessoas transmitem a doença para outras 125.

No documento, Lúdio apresentou a projeção de que o sistema de saúde de Mato Grosso entrará em colapso no início de fevereiro. “O crescimento observado na taxa de ocupação de leitos de UTI adultos nos últimos 14 dias, de 56,1% no dia 06/01/2021 para 73,2% no dia 20/01/2021 (crescimento de 29,2% em 14 dias), o que aponta para ocupação total desses leitos até o dia 07/02/2021”, disse.

Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica já estão esgotados. “Considerando o crescimento observado na taxa de ocupação de leitos de UTI pediátricos nos últimos 14 dias, de 46,7% no dia 06/01/2021 para 100,0% no dia 20/01/2021 (crescimento de 114,1% em 14 dias); ou seja, já não há mais leitos de UTI disponíveis no SUS para crianças com covid-19 grave em Mato Grosso”, observou.

Lúdio citou também a existência no Brasil de variantes do vírus mais contagiosas, que podem já estar circulando em Mato Grosso, e a “impossibilidade atual de implementação adequada do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, que decorre da insuficiência de imunobiológicos (vacinas) sequer para alcançar cobertura efetiva nos grupos prioritários da fase 1, e a absoluta ausência de perspectivas para acesso a um quantitativo adequado de imunizantes”.

Desde março de 2020, Lúdio Cabral vem monitorando a evolução da pandemia em Mato Grosso e fazendo projeções da tendência da curva epidêmica. Para garantir a adesão da população à quarentena, ele recomendou que o governo promova campanha de divulgação para orientar a população sobre a necessidade dessas medidas e de restringir a circulação.

O deputado recomendou ainda que o governo mude a forma de calcular a Taxa de Crescimento da Contaminação, passando a calcular a média móvel de 14 dias do número de casos novos notificados no dia da divulgação do boletim epidemiológico e a mesma média móvel de 14 dias antes. Esse é o conceito adotado pelas autoridades sanitárias e pelo consórcio dos veículos de imprensa que monitoram a pandemia e traz um panorama mais fiel da realidade.

“O indicador adotado pelo governo estadual, ao considerar a evolução do número de casos acumulados, não consegue expressar de forma adequada a velocidade de crescimento no número de casos de covid-19 e de expansão da epidemia”, explicou Lúdio.

 

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana