conecte-se conosco



Política MT

Câmara de VG aprova resolução que regulamenta faltas e desconto no salário dos vereadores

Publicado

em

José Wallison/Assessoria

Após determinação do TCE, a Câmara de Várzea Grande incluiu no Regimento Interno, dispositivo que regulamenta desconto no subsídio dos vereadores na hipótese de faltas às sessões sem a justificação. A resolução já está em vigor.

O legislativo aprovou a Resolução 011\2019, que regulamenta as faltas e o desconto no subsídio dos vereadores e dá nova redação aos seguintes dispositivos: § 49 do artigo 135; artigo 258 e § 4o do artigo 258; cria o artigo 258-a e suprime o $ 19 e $ 20 do artigo 253, todos do regimento interno desta casa de leis.”

 

Com a nova redação o § 4o do artigo 135 do Regimento Interno da Câmara Municipal de rzea Grande, fica alterado nos seguintes termos:

 

  • 49 As sessões extraordinárias não são remuneradas, e a falta do vereador não implicará em desconto no subsídio.” 

 

Art. 2o – Fica alterado o artigo 258 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Várzea Grande, bem como o seu § 40:

“Art. 258. Será considerada justificada a falta do vereador que não comparecer às sessões plenárias quando licenciar-se: 

 

  • 4o A justificativa das faltas far-se-á em requerimento endereçado ao Presidente da Câmara, no prazo de 5 (cinco) dias a contar da sessão em que esteve ausente, instruído dos respectivos documentos comprobatórios.” 

Art. 3o – Fica criado o artigo 258-A, que terá a seguinte redação:

“Art. 258-A. O subsídio dos vereadores sofrerá desconto proporcional ao número de falta injustificada às sessões ordinárias ocorridas no respectivo mês, observado o disposto no artigo anterior.” 

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Reforma previdenciária municipal passará pela Comissão de Previdência Social antes de ir a plenário

Publicado

em

O projeto de lei de autoria do Executivo Municipal que trata sobre a reforma da previdência passará pela Comissão pela Comissão de Saúde e Previdência Social antes de ser remetido ao crivo do plenário.
A matéria será analisada pela Comissão durante reunião ordinária a ser realizada na tarde desta quinta-feira, dia 28. Com isso, a tendência e que a mensagem seja incluída na pauta de votação da sessão da próxima semana.
Na prática, a mensagem prevê apenas aumento na alíquota de contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais.
A medida é necessária para adequação ao sistema previdenciário brasileiro, que sofreu alteração no ano passado por meio da implementação da Emenda Constitucional nº103/2019.
Desta forma, a alteração será de 11% para 14%, sendo esse o teto mínimo estipulado pela União. Na Capital, são 11 mil servidores ativos e pouco mais de 4 mil inativos. Essa segunda classe representaria 20% daquilo que é arrecadado para a Previdência. O déficit mensal seria de R$ 10 milhões.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana