conecte-se conosco



Várzea Grande

Câmara aprova projeto de lei para incentivar Dia da Coletiva em VG

Publicado

em

 

A Câmara de Vereadores de Várzea Grande, aprovou a criação de duas datas especiais nesta terça (21). O primeiro foi a criação do Dia do Maçom, que já existe em âmbito estadual no dia 20 de agosto, mas foi oficializado no âmbito municipal.

O segundo, foi o Dia da Reciclagem, no dia 18 de maio, que dará início a um projeto de reciclagem dentro do aterro sanitário em Várzea Grande. O projeto foi aprovado por 18 votos a favor e 3 abstenções. Os dois projetos são de autoria do vereador Rogério França Martins, o Rogerinho da Dakar (PV).

 

Como já existem deliberações em relação a este assunto, o vereador decidiu criar o Dia da Reciclagem, para não ter vício de origem e estabelecer mudanças em relação a coleta seletiva. Na maioria dos bairros, a coleta é feita três vezes por semana. Uma dessas coletas, seria destinada a coleta seletiva dos lixos recicláveis.

 

‘’Estou estudando um projeto para que a gente possa realmente fazer uma reciclagem e uma conscientização da população. O intuito é que essa reciclagem seja feita uma vez por semana. Nós temos na maioria dos bairros, o caminhão de lixo passando três vezes por semana. Se eu não me engano, só 2 ou 3 bairros, passam duas vezes.

 

O intuito desse projeto é que uma vez por semana, esse caminhão passe para recolher apenas produtos reciclados. Eu estive in loco, lá no lixão. É muito triste, é desumano, a gente ver, aqueles catadores, quando chega o caminhão, o caminhão abre a tampa, desce aquele líquido e eles já estão pegando o lixo. O objetivo desse projeto, é que nesse dia, o caminhão cate este material reciclado e deposite, no próprio lixão, mas em um lugar separado’’.

 

O vereador Cleyton Nassarden Guerra, o Sardinha (PTB), elogiou o projeto e criticou a destinação dos descartes de alimentos por parte dos grandes mercados e comércios. Este tipo de lixo costuma ser o mais procurados nos lixões e aterros sanitários, por possuírem verduras, legumes e alimentos que podem ajudar no sustento das famílias.

 

Ele classificou a atual situação da coleta seletiva, como ‘’máfia do lixo’’.

 

‘’Aquelas pessoas que hoje habitam o aterro sanitário de Várzea Grande, já estão no fundo do poço. Pois, existe uma máfia dentro do lixo. Para aquelas pessoas que estão pegando lixo nosso, que é a sobrevivência deles, não passam pelo ‘’filão do ouro’’. Eu pergunto aos senhores, para onde vai o lixo dos grandes mercados? Esse lixo que é o ouro e o diamante para quem trabalha no lixão, não chega lá. Porque esse filão é vendido dentro dos próprios comércios. Temos que conversar com o Grupo Locar, que é o grupo que rege hoje o lixo de Várzea Grande, porque é que não deixam entrar esses alimentos dentro do lixão. Iria enriquecer muito as mesas dessas pessoas’’.

 

Dia Municipal do Maçom é aprovado por 15 votos a favor e 6 abstenções

A Câmara de Vereadores de Várzea Grande, aprovou a criação do Dia Municipal do Maçom por 15 votos a favor e 6 abstenções nessa terça (21).

 

Rogerinho da Dakar (PV), que foi o autor do projeto, lembrou que a Maçonaria faz diversos trabalhos filantrópicos, ajuda as pessoas, mas que não divulga por princípios próprios. Apesar da comemoração estadual já existir no dia 20 de agosto, a ideia foi criar uma comemoração municipal, que não existia até então.

 

‘’Estou fazendo esta homenagem aos homens de bons costumes. Ontem (segunda, dia 20) foi o Dia Nacional do Maçon. No Governo, já deram esta homenagem ao nosso Estado. Então eu vi, o porquê não, da gente pode fazer esta homenagem aqui na nossa cidade, pois é uma instituição milenar, que faz trabalho filantrópico, ajuda muitas pessoas, – apesar de não divulgar’’.

 

O próprio vereador lembrou, que a comemoração já existe em Mato Grosso, desde 04 de novembro de 1991, quando o então governador Jayme Campos, sancionou a lei nº 5.855, que criou o Dia do Maçom, juntando a comemoração com o Dia Nacional do Maçom, que é comemorado anualmente todo dia 20 de agosto. Outros 11 estados comemoram a data.

Fonte: Gabriel Olivera-MT de Fato

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Dakar pede vista de projeto para discutir novos prazos e parcelamento de débitos

Publicado

em

O vereador por Várzea Grande, Rogério de França Martins – Rogerinho da Dakar (PSDB), pediu vista do Projeto de Lei 110/2020, que dispõe sobre lançamento de imposto predial e territorial urbano, IPTU, taxa de limpeza urbana e da taxa de licença para localização de estabelecimentos de produção, comércio, indústria e prestação de serviços, alvará, referente ao exercicio de 2021, fixando o prazo de vencimento, forma de pagamento. além de manter o programa de recuperação fiscal.
Dakar alegou que pretende discutir com o Poder Executivo o aumento de desconto e novos prazos, para que empresários e comerciantes possam quitar os débitos vencidos e a vencer.
Para o parlamentar, a crise provocada pela pandemia do covid-19 em 2020, impactou todos os setores que foram afetados, com a diminuição de receita. Conforme o tucano, o fechamento de grandes e pequenos comércios, o endividamento do empresário, fugiu do controle e isto precisa ser avaliado minuciosamente pela prefeitura em conjunto com a Câmara Municipal.
“Temos que avaliar, a arrecadação destes empresários caiu muito, este ano passamos por um período complicado, não só para quem paga a vista, mas para quem paga parcelado, eu vejo que temos que fazer políticas públicas, para a população várzea-grandense”, concluiu.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana