conecte-se conosco



Várzea Grande

Cabos de iluminação pública são furtados em Várzea Grande

Publicado

em

Mais furtos de cabos de fios de cobre foram registrados pelas equipes da secretaria municipal de Serviços Públicos e Mobilidade Urbana neste mês de janeiro. Foi detectado que a fiação foi levada dos bairros Cohab Tarumã na rua Chile, próximo ao posto de combustíveis Papito, no Mapim na rua DNER, nas ruas do entorno do Mini Estádio do Ipase e nos viadutos da Avenida da Feb, além de várias ruas do bairro da Manga.

Ainda não é possível precisar quantos metros foram furtados neste mês, no entanto é mais um prejuízo para os cofres públicos, que vêm sofrendo com o roubo constante de cabos de fios de cobre e outros equipamentos de iluminação pública, em Várzea Grande. O secretário da Pasta Breno Gomes informou que pretende tomar outras medidas para combater os roubos, e junto com a Guarda Municipal e Polícia Militar traçar estratégia de atuação.

“Estamos deixando de realizar melhorias na cidade, para substituir cabos furtados, equipamentos danificados. No ano de 2018 os furtos registrados causaram prejuízos que ultrapassaram R$ 300 mil reais. Neste ano ainda não computamos os prejuízos mas identificamos que a cada dia mais roubos são registrados. “Vamos intensificar junto as Forças de Segurança que atuam na cidade nas áreas onde existem um maior número de roubos. “Já registramos boletins de ocorrências, mas precisamos de uma medida urgente, a população é quem mais sofre com isso”, afirmou Breno Gomes.

O secretário pede à população que denuncie situações como furto de cabos e outras demandas de iluminação pública através dos dois canais de atendimento da Prefeitura: o Disque Iluminação Pública (0800 779 2000), ou pelo site da Prefeitura  de Várzea Grande por meio da Ouvidoria Cidadã (www.varzeagrande.mt.gov.br- 0800 647 4142). Os moradores também devem acionar a Polícia Militar para denunciar estas ações criminosas pelo número 190.

Breno Gomes explica ainda que para melhorar ainda mais a prestação de serviços de Iluminação Pública na cidade a Prefeitura de Várzea Grande, disponibilizou um canal  de comunicação entre a prefeitura e o cidadão, para dar mais agilidade no atendimento que é o disque Iluminação Pública. Por este canal, é a população quem informa problemas de iluminação pública das comunidades. Esse serviço tem como objetivo receber demandas de troca de lâmpadas queimadas ou danificadas, garantindo a reposição. São 4 equipes no sistema 24 horas para atendimento e mais uma equipe para obras, como troca de braços ou postes.

“Para facilitar a manutenção da iluminação pública da cidade, o serviço de atendimento funcionará 24horas por dia. Por meio da ligação gratuita, que também pode ser feita por telefone celular. As demandas de iluminação pública podem ser informadas durante todos os dias da semana, com um prazo de resposta de até 72horas. Utilize este serviço com consciência e juntos podemos fazer o melhor pela nossa cidade. Vamos junto combater o crime de roubos denunciando”, disse Breno.

 

Fonte: Secom/VG

Várzea Grande

Decreto estabelece retomada de aulas nas unidades de ensino públicas e privadas em Várzea Grande

Publicado

em

A Prefeitura de Várzea Grande estuda a adoção de medidas mais endurecidas para conter o avanço dos casos da COVID 19, já que por estar localizada na região metropolitana, a cidade é constantemente procurada para atendimentos médicos e de exames especializados de pacientes de outras cidades, Estados e até mesmo países que fazem fronteira com o Brasil.  A cidade ultrapassou nos últimos meses o percentual de 50% dos atendimentos na Rede Pública Municipal de pacientes de outras localidades.

“Não precisamos de novas medidas burocráticas e sim fazer cumprir com aquelas que constam do último decreto publicado em 19 de janeiro. Estamos atrás de resultados, de efetividade e de conscientização de todos, população e governantes de que a COVID 19 está aí e temos que manter a mesma sob controle para podermos levar a vida dentro de uma nova realidade, uma nova normalidade”, disse o prefeito Kalil Baracat.

De acordo com o último decreto n° 06, de 19 de janeiro, a Prefeitura de Várzea Grande, por meio do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus – Covid-19, definiu novas estratégias de enfrentamento e prevenção à Covid-19 para o município e teve o cuidado de atender as demandas pela Educação Privada e Pública.

O novo  Decreto  permite à retomada das atividades presenciais nas unidades de ensino privadas do município, no que se refere à educação infantil, observada 50% da capacidade máxima das salas de aula e respeitado o limite de até 15 alunos por turma. Nas demais modalidades de ensino privado: fundamental, médio e superior, fica autorizada a retomada, a partir de 01 de fevereiro, de forma remota, sendo que o ensino híbrido, deverá ser implantado a partir de 01 de março no ensino superior e demais modalidades a partir de 05 de abril. O ensino híbrido é composto por parte dos alunos presencialmente, parte acompanhado de forma virtual, em casa.

No que tange ao ensino nas unidades da Rede Pública Municipal, as aulas deverão ser iniciadas em 1 de março de forma remota e híbrida a partir de 5 de abril, respeitando os limites de alunos por sala de aula. “Após meses de paralisação por causa da pandemia de Covid-19, as escolas da rede privada de ensino estão autorizadas a retomarem as aulas e demais atividades presenciais do número de alunos matriculados. A autorização é válida para unidades educacionais de educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e superior”, destaca o secretário de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, Silvio Fidelis.

O texto do decreto estabelece que todas as instituições de ensino que retomarem as atividades presenciais terão como obrigação adotar os protocolos sanitários específicos para o setor de educação, aprovados pelo Ministério da Saúde.“Quando o município passar para a fase amarela, o limite de alunos nas salas de aula será ampliado para 70% do número de matriculados. O índice de 100% só será aceito com o município na fase verde”, explica Fidelis.

Os cursos de idiomas, oficinas, cursos de pós-graduação e aulas práticas de ensino superior e técnico, aulas nos cursos ou “cursinhos” preparatórios, estes só podem atuar com turmas de, no máximo, 50% da capacidade de alunos por sala de aula.

Conforme o secretário, ensino público municipal, será retomado, de forma remota, a partir de 01 de março, sendo que o ensino híbrido deverá ser implantado a partir de 05 de abril.  As datas, poderão ser reanalisadas de acordo com o controle ou a evolução do combate ao Covid-19.

“Depois de todo esse período atípico, a volta às aulas presenciais também representará outra grande mudança na vida das crianças e jovens. Portanto, uma readaptação à realidade com distanciamento social e outras orientações sanitárias será necessária para o convívio da comunidade escolar”, frisa o secretário.

O Ministério da Educação (MEC) elaborou protocolo de biossegurança que traz orientações sobre medidas de prevenção individual e coletiva, como aferição de temperatura, limpeza e ventilação de ambientes, uso de máscara, disponibilização de álcool gel 70% e respeito às regras de etiqueta respiratória e de distanciamento social. Também deve ser feito o escalonamento do acesso de estudantes a refeitórios e praças de alimentação.

Todas as novas diretrizes a serem seguidas no município estão disponíveis na íntegra no Boletim Oficial do Município – COVID – 19 -, publicado no site oficial da Prefeitura de Várzea Grande.

 

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana