conecte-se conosco



Interior

Cabeleireiro é encontrado morto em quitinete em Sinop; polícia investiga se foi latrocínio

Publicado

em

Thiago dos Santos Porfírio Ribeiro, de 31 anos, foi encontrado morto, esta tarde, em uma quitinete localizada na rua dos Angicos, no Jardim Imperial. Segundo um tenente da Polícia Militar, ele estava caído próximo ao banheiro todo ensanguentado. No local funcionava o salão de beleza da vítima. Ainda não há informações de como ocorreu o crime.

O perito Marcos Waechter informou que, “inicialmente, foi constatada uma perfuração de arma branca. Tinha bastante sangue e será analisado se a vítima se arrastou para tentar socorro, se houve luta corporal ou se o corpo foi arrastado”.

Segundo a polícia, uma testemunha relatou que a porta da quitinete estava trancada e como fazia mais de um dia sem notícias da vítima acionou a PM. Ela foi orientada a chamar um chaveiro e quando abriu encontrou Thiago. Segundo o boletim de ocorrência, ele estava com uma facada no tórax e havia várias manchas de sangue pela casa, principalmente no quarto e corredor da sala aparentando que antes de morrer havia andado pela casa, pois havia muitas toalhas com sangue.

A testemunha disse ainda que ontem, por volta das 7h, ouviu gritos e pedidos de socorro, mas muito baixo e acreditou que era fora do condomínio. Disse ainda que na segunda-feira, durante o dia todo notou a presença da vítima em casa com sua motocicleta. Aos policiais foi informado que Thiago era homossexual e mantinha relações íntimas com algumas pessoas, mas a testemunha disse não ter nenhuma informação a respeito de suspeito, mas acredita se tratar de alguém casado, por isso Thiago não dava muitas informações a respeito do relacionamento.

A polícia teve acesso à câmeras de segurança de um escritório que fica nas proximidades e foi possível visualizar um rapaz com capacete, camisa azul e calça clara saindo da quitinete, possivelmente com a moto da vítima. No local do crime foram apreendidos um celular quebrado que foi encontrado dentro de uma sacola no guarda-roupa e um notebook.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para exame de necropsia, depois liberado para uma funerária de Cláudia. Os horários de velório e sepultamento não foram divulgados.

 

Fonte: Só Notícias

Interior

Farra com erário público:Prefeito , vice, secretários e vereadores tem salários reajustados

Publicado

em

A prefeitura de Figueirópolis D’Oeste publicou na edição do Diário Oficial de Contas desta quinta-feira (21) o reajuste dos salários do prefeito municipal, Eduardo Vilela (PSDB), do vice-prefeito, dos secretários municipais e vereadores. O aumento foi de 4,52%, segundo a publicação.

Chama a atenção, no entanto, a disparidade de salários entre o prefeito e os demais gestores públicos com os vereadores da Câmara Municipal da pequena Figueirópolis D’Oeste, cidade que possui menos de 3.500 habitantes, e que fica a 391 quilômetros de Cuiabá.

Com o reajuste, Eduardo Vilela passa a ganhar R$ 17,9 mil – 8 vezes mais do que os vereadores, que recebem apenas R$ 2,2 mil de salário por mês. Até os secretários municipais ganham mais do que os membros da Câmara, com subsídio mensal de R$ 3,7 mil.

Para efeitos de comparação, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro MDB), ganha R$ 27,5 mil para administrar a Capital com quase 700 mil habitantes.

O vice-prefeito passa a ganhar R$ 5,2 mil após o reajuste.

SALÁRIO EM ALTA, SERVIDORES EM BAIXA

Se por um lado a prefeitura “abre a mão” para pagar quase R$ 18 mil a um prefeito para administrar um município com menos de 3.500 habitantes, por outro “fecha a torneira” quando o assunto é a expansão dos serviços públicos.

Outra lei, também publicada pela prefeitura, estabeleceu o corte de uma série de cargos públicos. O dispositivo legal extinguiu dois cargos de técnico em radiologia, dois de técnico esportivo, dois de agente de construção, uma vaga de jardineiro, uma de técnico agrícola, três de agente de saneamento, dez de serviços gerais, treze de agente de manutenção urbana e rural e trinta e três vagas de agente de limpeza pública.

 

Da Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana