conecte-se conosco



Interior

Batalhão descobre extração ilegal de madeira

Publicado

em

Em uma fazenda no município Guiratinga(328 km de Cuiabá), precisamente no distrito de Paraíso do Leste, policiais da 2ª Companhia de Polícia Militar de Proteção Ambiental apreenderam três armas longas, sendo duas carabinas e uma espingarda de pressão, e dezenas de munições.

Além do armamento, a equipe de PM Ambiental localizou 180 lascas de madeira beneficiadas e árvores da espécie aroeira supostamente oriundas da extração ilegalmente. Em um depósito próximo a sede da fazenda havia 60 lascas.

 

Dentro da mata outras 120 lascas, dezenas de árvores inteiras e vestígios de derrubadas recentes. Também havia um barraco improvisado onde estavam armazenadas ferramentas como motosserras, machados, facões entre outras. Próximo estava um trator usado nas atividades de propriedade rural.

O homem que se identificou como funcionário, tratorista da fazenda, foi conduzido para a sede do Pelotão de Polícia Militar da cidade de Poxoréo para confecção do Boletim e Ocorrência(BO) e lavraturas dos autos de infração. O funcionário, as armas e os autos lavrados foram entregues na Delegacia de Polícia de Poxoréo.

A aroeira é uma espécie de madeira que tem o corte proibido em floresta primária desde 1991, conforme portaria 83-N do Ibama. A extração está restrita às áreas de cultivo e manejo florestal.

O proprietária da fazenda deverá responder por porte ilegal de armas de fogo (lei 10.826/03)) e crimes ambiental com base na lei 9.605/98.

Essa ação é parte da Operação Centurião, desencadeada mês passado em Cuiabá e interior. Esse reforço ao policiamento de rotina ocorre em áreas urbanas e rurais e emprega centenas de policiais dos batalhões especializados(Bope Rotam, Cavalaria, Meio Ambiente e Trânsito).

 

Da Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Interior

Polícia Civil prende traficantes e fecha ponto de venda de drogas

Publicado

em

Assessoria/Polícia Civil-MT

Cinco pessoas envolvidas com o comércio de entorpecentes em Barra do Bugres (168 km a médio norte de Cuiabá) foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na tarde de terça-feira (24.11), durante verificação de denúncias sobre um ponto de venda de drogas no município. A ação resultou na apreensão de várias porções de entorpecentes, drogas sintéticas, dinheiro, plantas de maconha e objetos relacionados ao tráfico de drogas.

As diligências iniciaram após os policiais da Delegacia de Barra do Bugres receberem várias denúncias de que em uma residência, no bairro Belo Horizonte, uma mulher mantinha um ponto de venda de drogas conhecido como “Boca da Duda”.

Com base nas informações, os investigadores passaram a monitorar o local, flagrando o momento em que dois suspeitos passaram na residência para buscar entorpecentes. Assim que eles saíram do local, os policiais realizaram a abordagem dos suspeitos, sendo encontrado com eles porções de pasta base de cocaína, as quais eles confessaram ter adquirido com a traficante.

Em continuidade as diligências, os policiais retornaram a residência onde em buscas foram apreendidas três porções de cocaína, uma porção média de pasta base, 23 porções de pasta base já embaladas para venda, além de aproximadamente R$ 2,5 mil em dinheiro encontrado no quarto da traficante.

Os policiais também realizaram buscas nas residências dos outros suspeitos, sendo apreendido na casa de um deles, uma balança de precisão, porção de pasta base e selos de LSD, oito plantas de maconha e a quantia de R$ 100 em dinheiro. Na casa do outro detido, foi apreendida balança de precisão, uma planta de maconha, e material utilizado para embalo da droga.

Diante da situação, os três suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Barra do Bugres, onde após serem interrogados pelo delegado Rodolpho Garcia Guimarães Bandeira, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana