conecte-se conosco



Esportes

Atletismo: Torneio virtual reúne elite paralímpica do Brasil

Publicado

em

Um exemplo de união e superação no período de isolamento social forçado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) vem de Santos (SP). No próximo domingo (31), a partir das 11 horas, mais de 40 corredores brasileiros e de outros nove países participam do 1º Troféu Virtual FW Correndo Sobre Rodas, realizado para comemorar os 15 anos da equipe Fast Wheels, uma das mais vitoriosas do paradesporto nacional. As categorias serão elite (cadeiras de corrida), Handbike (bicicleta de mão) e cadeira de rodas de atividade da vida diária (AVD). Totalmente virtual, a competição será disputada pela plataforma de videoconferência Zoom com transmissão pelo perfil do Facebook da própria Fast Wheels.

Segundos os organizadores, com os atletas em locais diferentes, as cadeiras serão colocadas em esteiras adaptadas, nas quais as rodas giram sobre um rolo simulando a rodagem no solo. O evento será participativo, ou seja, sem a definição de campeões, pois não é possível aferir os sensores e rolos. A distância percorrida será de 10 km.

As duas melhores paratletas brasileiras da modalidade estão garantidas. Uma delas é a santista Vanessa Cristina, recordista brasileira na maratona (com a marca de 1h39min46s, obtida em fevereiro em Sevilha, Espanha). “A Fast Wheels é minha equipe. E fazer parte dessa história é algo especial. Estou fazendo o trabalho físico em casa. E, quando fiquei sabendo dessa prova, não perdi tempo. Já corri outras provas virtuais nesse período. A experiência é boa”, declarou a atleta da classe T54, para cadeirantes. A outra é a catarinense Aline Rocha, também da classe T54. “Estamos conseguindo fazer um excelente trabalho nessa pandemia. Mesmo estando dentro de casa estamos bem organizados. Essa prova vai ser boa para termos um parâmetro daquilo que estamos fazendo”, comentou a atleta, que esteve nos Jogos Rio 2016 em três provas.

Outro destaque brasileiro é Ariosvaldo Silva, conhecido como Parré. “Faço o trabalho de pista no CIEF [Centro Integrado de Educação Física] em Brasília. E, como lá é uma escola, está tudo fechado. Venho tentando fazer alguma coisa de esteira em casa. E um pouco de academia aqui em Planaltina [DF], onde moro. Mas está difícil. Sempre que tem alguma chance de estar se movimentando, temos que aproveitar”, disse o tetracampeão parapan-americano da classe T53.

Entre os estrangeiros, o destaque é o americano Daniel Romanchuk, campeão e recordista mundial nas prova dos 5 mil metros em pista, além de vencedor das Maratonas de Boston, Nova York , Chicago e Londres.

Edição: Fábio Lisboa

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Temporada do esportepedal em Mato Grosso 2020

Publicado

em

O esporte do pedal mato-grossense nesta temporada de 2020, volta com força total. Depois de várias articulações, contatos e negociações, Mato Grosso figura em todas as modalidades Olímpicas do Ciclismo, no atual calendário brasileiro das modalidades. O BMX Race sedia uma Copa Brasil e também uma etapa do Ranking Nacional. Na temporada passada o piloto Gustavo Passin ficou em primeiro lugar no Ranking Brasileiro do BMX Race. Na categoria Máster 35-39. Outros sete pilotos ficaram entre os seis melhores do país. Todos irão ingressar com processos Junto a Sec. De Estado de Esportes, requerendo adesão ao Programa Bolsa Atleta. Devido ao grande calote da ordem de quase 10 milhões de reais, do Programa Bolsa Atleta, dos governos Silval e Taques, muitos atletas frustraram com a não quitação do programa. Estamos incentivando os atletas, para que busquem resultados nacionais, sendo que o Programa Bolsa Atleta do Governo de Mato Grosso continua em pleno vigor. A modalidade do Cross Country Maratona sedia (05) cinco etapas válidas pelo Ranking Nacional. Em Mato Grosso, a modalidade do Mountain Bike, foi lançada no final de 1989, no mês de novembro, então pelos amantes do ciclismo e amigos Manoel Lima, Jorge Barreto, ambos mato-grossense e Weyden Galvão, mineiro de Uberaba. Naquela época, competiam os atletas do ciclismo, como forma de preparação. Hoje o Cross Country tem vida própria, relembra Manoel Lima, dirigente da FMTC. As cidades sedes do MTB serão: Sapezal, Aripuanã, Sorriso, Comodoro, Rondonópolis e Juina. As etapas do MTB Maratona terão cerca de 100 mil reais em espécie, de premiações, alem de brindes, camisetas, energéticos entre outros. Ciclismo Olímpico consta com seis etapas também valendo pontos pelo Ranking Nacional. Para Lima, o momento é excelente para todas as modalidades. Mesmo ainda sentindo os efeitos da grave crise econômica, atletas, organizadores, promotores, dirigentes desportivos e patrocinadores de eventos estão reagindo á atual situação. Nosso excelente transito junto a direção da Confederação Brasileira de Ciclismo, nos fez acreditar na recuperação das modalidades do desporto ciclístico, frisa Lima. A cidade de Tangara da Serra realizara um trabalho de renovação nas categorias de base do Ciclismo Olímpico. Novamente estaremos treinando novos jovens para o ciclismo. Mato Grosso sempre obteve excelentes resultados nas categorias Infanto-juvenil, Juvenil e Júnior, tanto nos Jogos Escolares nacional, Ranking Brasileiro e também no Campeonato Brasileiro do Ciclismo Olímpico. Essas são as categorias de iniciação da modalidade. Com veiculação em nível nacional, estaremos difundindo, divulgando e massificando as potencialidades desportivas, culturais, ecológicas, turísticas e econômicas mato-grossense. Levando em conta, que o Estado de Mato Grosso é líder brasileiro e até mundial nas produções de carnes bovinas, milhos, sojas e algodões. Com certeza, novamente, neste ano, obteremos várias conquistas em nível nacional, finaliza Lima. Maiores informações fone (65) 99254 8090 e 99284 8833 e email [email protected] 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana