conecte-se conosco



Esportes

Atletas do Quênia e da Etiópia são campeões da Corrida de Reis 2019

Publicado

em

Paul Kipkorir Kipkemoi, de 37 anos, do Quênia, e Mestawut Fikir Truneh, da Etiópia, venceram a 35ª edição da Corrida de Reis, neste domingo (6), em Cuiabá, nas categorias masculino e feminino. Ele a completou os 10 km de prova em 30 minutos e 6 segundos e ela, em 36 minutos e 5 segundos. Os vencedores ganharam um carro zero quilômetro.

Em 2018, Paul ficou em 3º lugar na Corrida de Reis e em 6º na Corrida de São Silvestre.

Paul Kipkorir Kipkemoi, campeão da Corrida de Reis 2019 — Foto: André Souza/ TVCA

Paul Kipkorir Kipkemoi, campeão da Corrida de Reis 2019 — Foto: André Souza/ TVCA

Junto com Paul, subiram ao pódio a categoria masculino vai subir ao pódio Emanuel Gisamoda, da Tanzânia, em 2º; e Nicolas Kiptoo Kosegi, também do Quênia, em 3º. Emanuel concluiu o trajeto em 30 minutos e 34 segundos, enquanto Nicolas, em 30 minutos e 35 segundos.

Gilmar Silvestre Lopes, de 27 anos, foi o brasileiro melhor colocado na Corrida de Reis — Foto: André Souza/ G1Gilmar Silvestre Lopes, de 27 anos, foi o brasileiro melhor colocado na Corrida de Reis — Foto: André Souza/ G1

Gilmar Silvestre Lopes, de 27 anos, foi o brasileiro melhor colocado na Corrida de Reis — Foto: André Souza/ G1

O brasileiro melhor colocado na prova foi Gilmar Silvestre Lopes. O mineiro de 29 anos fez a prova aos 30 minutos e 53 segundos.

“Foi um resultado bom, mas vou trabalhar para ganhar essa prova, que é o meu sonho”, declarou.

Segundo ele, o calor e a umidade atrapalharam.

Pódio da categoria feminino da Corrida de Reis em MT — Foto: André Souza/ G1Pódio da categoria feminino da Corrida de Reis em MT — Foto: André Souza/ G1

Pódio da categoria feminino da Corrida de Reis em MT — Foto: André Souza/ G1

Categoria feminino

Atrás da 1ª colocada na categoria feminino, Mestawut Fikir Truneh, da Etiópia, estão Esther Chesang Kakuri, do Quênia, em 2º lugar, e a também queniana Janet Cheruto Masai, em 3º lugar.

Mestawut Fikir Truneh chegou em 1º lugar — Foto: André Souza/ G1Mestawut Fikir Truneh chegou em 1º lugar — Foto: André Souza/ G1

Mestawut Fikir Truneh chegou em 1º lugar — Foto: André Souza/ G1

Esther Kakuri completou o percurso aos 36 minutos e 9 segundos de prova e a 3ª colocada, um segundo depois, aos 36 minutos e 10 segundos.

Manoel Leite, campeão da Corrida de Reis, na categoria PcD (Pessoas com Deficiência)  — Foto: André Souza/ G1Manoel Leite, campeão da Corrida de Reis, na categoria PcD (Pessoas com Deficiência)  — Foto: André Souza/ G1

Manoel Leite, campeão da Corrida de Reis, na categoria PcD (Pessoas com Deficiência) — Foto: André Souza/ G1

Manoel Alves Leite, 42 anos, de Alto Paraguai (MT), cruzou a linha de chegada aos 38 minutos e 55 segundos de prova e venceu na categoria PcD (Pessoas com Deficiência). Ele possui deficiência visual.

A corrida

Quinze mil pessoas ocuparam as ruas de Cuiabá e Várzea Grande neste domingo para a Corrida de Reis. A prova reuniu atletas profissionais, amadores e participantes.

A Corrida de Reis é uma prova de rua organizada pela TV Centro América e Centro América FM e vai premiar com carros zero quilômetro os primeiros colocados nas categorias feminino e masculino.

Mais de R$ 25 mil são distribuídos entre ganhadores da categoria especial, faixa etária e atletas que ficaram de 2ª a 5ª colocação na categoria geral.

Por Pollyana Araújo e André Souza, Globo Esporte.com

Esportes

Campeonato Mato-grossense Martinello Sicredi 2021: FMF anuncia patrocinadores masters da competição

Publicado

em

A Federação Matogrossense de Futebol anunciou a renovação do patrocínio master da Martinello e Sicredi em 2021, o que permitirá que a entidade custeie novamente toda a logística da competição neste ano em jogos fora de casa (incluindo hotelaria, alimentação, transporte, arbitragem e delegados). A competição será chamada, mais uma vez, de Campeonato Mato-grossense Martinello Sicredi 2021.

Para se ter uma ideia da importância do apoio da FMF aos clubes mato-grossenses, nem a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) costuma pagar a arbitragem em competições nacionais. Este custo sempre foi adquirido pelos clubes.

Este ano também já foram confirmados os patrocínios da Puríssima, Mika, XBRI Pneus, Eucatur, Unimed, Topper e LuckSports.

“Nós, da Federação trabalhamos muito para resgatar a credibilidade, o profissionalismo e a organização do futebol mato-grossense. Estamos crescendo dentro de campo com títulos e boas campanhas, e queremos que nossa federação cresça junto. Queremos trabalhar incessantemente para que nossos times voltem a fazer acessos e busquem títulos nacionais, por isso temos melhorado a estrutura ofertada a eles”, declarou o presidente da instituição, Aron Dresch.

REALIZAÇÕES EM 2020

Na temporada 2020 a FMF, assim como em todo o país, paralisou o futebol na segunda fase da competição devido ao covid-19.

“Quando a competição foi paralisada, fomos a única Federação do país, a repassar para as equipes o valor de R$ 120 mil para que pudessem finalizar com suas obrigações trabalhistas com os atletas. Depois, esperamos o momento certo de recomeçar e além de pagar os custeios de logística, liberamos quase R$ 150 mil para os clubes contratarem jogadores para a reta final”, lembrou o presidente.

CAMPEONATO MATO-GROSSENSE 2021

O Campeonato Mato-grossense Martinello Sicredi 2021 inicia no dia 28 de fevereiro. Dez equipes disputarão a competição: Ação, Cuiabá, Dom Bosco, Luverdense, Grêmio Sorriso, Nova Mutum, Operário Várzea-grandense, Poconé, Sinop e União.

 

 

Da redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana