conecte-se conosco



Política MT

Anestesistas ameaçam parar atendimento a pacientes do SUS em Cuiabá

Publicado

em

A primeira Tribuna Livre de 2020 deu voz ao Presidente da Anesclin, o médico José Pinheiro Coelho Filho, que falou sobre a defasagem da complementação aos valores da tabela SUS para média complexidade paga aos médicos de sua especialidade.
O médico esclareceu que os valores dessa tabela não são reajustados há mais de quinze anos e para agravar o quadro, o atual Secretário Municipal de Saúde, Antônio Possas de Carvalho, além de não repassar os valores da complementação, “não abre espaço para negociação”. Em razão disso a categoria anuncia que pleiteia entrar em greve a partir do próximo dia 10 de março, caso não seja atendida em suas reivindicações.
Como exemplo da situação delicada que vivem, o médico fez uma comparação com os valores recebidos pelos anestesistas do Santa Helena e os do Novo Pronto Socorro.
Segundo afirmou, para o Santa Helena foram pagos, referentes aos trabalhos realizados em novembro de 2019, pouco mais de 17 mil reais por 317 cirurgias realizadas, representando cerca de 53 reais por cirurgia, em valores brutos, descontando os impostos, esse total cai para cerca de 14 mil, que divididos pela equipe de onze profissionais, chega a pouco mais de mil reais para cada médico. “Será que esse trabalho complexo e de alta responsabilidade vale só mil reais”, questiona o médico.
Para o PS, entretanto, foram destinados, ao mês, 66.000 mil reais, o que significa 2.200 reais por dia trabalhado, em plantão de 12 horas. Dr. Pinheiro salienta que essa é a tabela real. “Não são os profissionais do PS que ganham muito, nós do Santa Helena que estamos ganhando muito pouco”, disparou.
O vereador Ricardo Saad (PSDB), autor do convite, criticou a postura do Secretário Possas, para Saad, o Secretário “não tem visão de gestor”, porque parece não perceber a injustiça que comete contra os anestesistas.

Etevaldo de Almeida | Câmara Municipal de Cuiabá

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Deputado pede que ALMT ajude na contratação de caminhões pipa para atender animais no Pantanal

Publicado

em

O deputado estadual Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão plenária de quarta-feira (30), requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), para contratação de 10 (dez) caminhões pipa, em caráter de urgência, a serem utilizados pelo período de 30 (trinta) dias, em conjunto com o Instituto Ação Verde, no abastecimento de água aos animais em regiões atingidas pelos incêndios no pantanal.

Segundo a justificativa do parlamentar, até a semana passada o fogo havia atingido mais de 2,9 milhões de hectares do pantanal, segundo o Centro nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo). O número representa cerca de 19% do bioma no Brasil, conforme o Instituto SOS Pantanal.

“É necessário obter esses caminhões pipa com muita urgência, diante da vegetação tomada pelo fogo e com a pior seca histórica recente, muitas espécies têm dificuldades para encontrar alimentos e água, o que justifica meu requerimento a essa Casa de leis”, explicou Faissal.

De acordo com o legislador, desde o início deste mês, grupos de voluntários de todo o país, entre eles biólogos e médicos veterinários, se uniram no pantanal para ajudar os animais atingidos pelo fogo. “Além de resgatar bichos feridos, eles também distribuem frutas e água para espécies em risco”, destacou.

O Instituto Ação Verde é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), que busca promover o equilíbrio entre o meio ambiente, o bem-estar social e a atividade produtiva primária de Mato Grosso, atuando no fomento, implementação e certificação de ações do setor produtivo.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana