conecte-se conosco



Polícia

Ação conjunta realiza fiscalização em creches para evitar aglomeração de crianças

Publicado

em

Sete creches que estariam atuando de forma clandestina foram alvos de fiscalização em uma ação integrada deflagrada pela Polícia Civil, Conselho Tutelar, Procon, Vigilãncia Sanitária e Núcleo Integrado de Fiscalização (NIF), na manhã desta quinta-feira (26.03), em Sorriso (442 Km ao Norte de Cuiabá).

A ação de fiscalização visava evitar a aglomeração de pessoas nas creches que continuavam recebendo crianças mesmo diante das exigencias do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o delegado, Nilso André Faria de Oliveira, o dono do estabelcimento que descumprir a ordem poderá  reponder pelo artigo 268 do Código Penal de Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, com  detenção, de um mês a um ano, e multa.

Os alvos fiscalizados foram identificados através de denúncias recebidas na ouvidoria da Prefeitura sobre estabelecimentos que cuidavam de crianças sem a devida autorização do poder público para funcionamento.

No total, foram sete pontos fiscalizados porém em nenhum dos locais foram encontradas crianças, uma vez que todos os estabelecimentos estavam fechados.  Durante os trabalhos, os  responsáveis pelas creches receberam orientações sobre a importancia de não receber crianças durante o período.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Polícia Civil prende dois empresários por suspeita de uso de documento falso

Publicado

em

Duas pessoas foram presas pela equipe da Polícia Civil de Água Boa (730 km ao Leste) na tarde de quinta-feira (03.04) por suspeita de uso de documento falso. Os suspeitos são proprietários de uma empresa de consórcio na cidade e eram investigados pela Polícia Civil há algum tempo pela prática de crimes de estelionato e falsificação de documentos.

Segundo o delegado, Gutemberg de Lucena Almeida, no decorrer do inquérito foram apuradas diversas fraudes cometidas pelos suspeitos, sendo identificadas e ouvidas aproximadamente 20 vítimas que tiveram prejuízos financeiros pela atuação da empresa.

A situação de flagrante aconteceu quando os responsáveis pela empresa, através do contador, apresentaram a uma cliente um decore falsificado declarando renda superior à realmente auferida pela cliente. “Como essa pessoa já havia sido lesada pela empresa com prejuízo de aproximadamente R$ 14 mil, procurou a Polícia Civil e apresentou o documento falsificado”, disse o delegado.

Uma adolescente que trabalha como vendedora de consórcio na empresa também foi conduzida e liberada após ser ouvida. As investigações seguem para apurar outras fraudes e condutas relacionadas aos suspeitos.

O flagrante foi comunicado ao juízo da Comarca de Água Boa e os presos encaminhados à Penitenciária local onde aguardam decisão judicial.

 

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana