conecte-se conosco



Cultura

ABIH-MT comemora tendência de recuperação e se prepara para temporada de final de ano

Publicado

em

Da Assessoria
A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Mato Grosso (ABIH-MT) comemorou o ‘Dia do Hoteleiro’, nesta segunda-feira (09), com a apresentação de dados que sinalizam a consolidação de tendência de recuperação do movimento no setor. Ainda longe de se comparar com os anos anteriores, o atípico 2020 cristaliza-se como um marco na história do mercado; em especial pela inovação. Quem apostou no conceito, saiu na frente e espera fechar o ano com boas expectativas para 2021.
Dados da Associação indicam que a taxa de ocupação média ficou em 39,8%, de janeiro a outubro deste ano. O indicador está bem abaixo de 2019, que foi de 57,5% nesse mesmo período. No entanto, o pior já ficou para trás. Em que pese o mês de abril, quando a taxa de ocupação se restringiu a 5%. À época, alguns hotéis chegaram inclusive a fechar as portas. Uns definitivamente. Outros, temporariamente, como é o caso do Hotel Intercity que ficou seis meses de portas cerradas e só decidiu retomar as atividades no início do mês passado.
“Vivemos um período de grandes desafios. Afinal, tivemos que manter toda a estrutura, enquanto monitorávamos o melhor momento para a retomada das atividades. Assim que identificamos do aumento da demanda de clientes do corporativo e de pessoas em busca de lazer, decidimos retornar as atividades. Hoje estamos com uma taxa de ocupação média de 40%. É ainda a metade do que tínhamos antes da pandemia. Mas estamos bastante animados com esses números”, analisou a gerente geral do Intercity, Liliane Alcântara.
E nesta reta final de 2020, o setor projeta uma temporada diferente dos anos anteriores. A aposta está nos atrativos locais, embora o final de ano seja considerado alta temporada principalmente para os destinos de praia. O presidente da ABIH, Jack Abboudi, revela que esse perfil de consumo de produtos turísticos está se adequando a nova realidade imposta pela pandemia. Para ele, quem apostou na inovação se deu bem. E vai além. Ele ainda acredita que vem mais novidades do setor para este final de ano.
“Após passar uma longa temporada em casa por conta do isolamento social, as famílias começaram a buscar momentos de relaxamento. E uma opção segura e confortável são os hotéis que possuem uma boa área de lazer. Diante dessa oportunidade perante a crise, alguns empresários apostaram na elaboração de eventos em datas comemorativas como no Dia dos Namorados, Dia das Crianças e Hallowen, por exemplo”, observou Abboudi.
O presidente considera, todavia, que o cenário controlado de pandemia – porém não resolvido – fará com que muitas famílias optem por destinos de viagens de lazer próximas de suas origens. “Com recursos mais escassos, muitas famílias darão preferência a destinos mais econômicos. Outro aspecto é o medo de encarar o avião, por conta do ambiente fechado. Muita gente vai dar preferência para viagens mais curtas e de carro”, analisou o presidente.
Protocolos de segurança – desde o início da pandemia, a ABIH-MT e a Associação Brasileira das Governantas (ABG) estabeleceram protocolos com recomendações, visando garantir a segurança de hóspedes e funcionários, que vão desde o uso indiscriminado de álcool gel e máscaras, até protetores faciais. Também foram recomendados cuidados específicos na troca e higienização de toalhas e roupas de cama, além da limpeza frequente dos filtros dos condicionadores de ar, entre outras medidas. Tudo para proporcionar aos hóspedes a tranquilidade, conforto e segurança.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

O Sagrado Feminino é tema de grupo com mais de 150 mulheres

Publicado

em

Qual a chave para o autoconhecimento? Nesta quarta-feira (25.11), às 19h30, pela plataforma virtual Google Meets, estudantes de psicologia e a psicóloga Adhriana Pontes, trazem a roda de conversa “O Sagrado Feminino” para mais de 150 mulheres do grupo.

 

Para ter o autoconhecimento é necessário se auto observar. Uma prática que deve ser realizada diariamente, sem julgamentos. Para isso é preciso se reconhecer e ressaltar o seu poder feminino, tendo consciência sobre seus próprios pontos fortes, para utilizar a seu favor, conhecendo suas limitações, tendo a chance de modificá-las.

 

Ou seja, quando se estabelece prioridades, é possível agir de forma equilibrada, com maior controle das suas emoções e, assim, consegue enxergar mais soluções quando os outros só vêem o caos.

 

Na noite de hoje (25), será debatido o tema “O Sagrado Feminino”, que vai falar do encontro da mulher consigo mesma, um resgate da essência feminina, indo para uma filosofia de vida que objetiva o despertar dessa mulher com uma consciência e insights de si.

 

E isso envolve a mulher enquanto mãe, avó, filha, empoderada, empreendedora; também a autoestima, a aceitação e a reconstrução do eu. Todos esses fatores contribuem para a construção e constituição do Sagrado Feminino, que vem dos primórdios na Literatura enquanto “ser sagrado”.

 

Descrição: D:\Desktop\LUIS CLAUDIO\MULHERES DA GRANDE FAMILIA\FOTOS\psicóloga Adhriana Pontes.jpg

A psicóloga Adhriana Pontes é a convidada que vai falar sobre o “O Sagrado Feminino”

 

Participam do debate as estudantes do oitavo ano de psicologia da UNIC, do Estágio Específico I, Estefani Varella, Kamilla Alves, Marcia de Oliveira e Yasmim Amorim, com supervisão de Carla Queiroz, e a psicóloga Adhriana Pontes, como convidada.

 

O Projeto

 

O grupo Mulheres da Grande Família, comandado pela empresária e dona de casa, Leonora Sodré, é um projeto que nasceu há pelo menos um ano, e que durante a pandemia se sustentou com reuniões virtuais, oportunizando mulheres a se empoderar, trazendo conhecimento de forma multidisciplinar e profissional.

 

No dia 24 de novembro aconteceu o primeiro encontro presencial, em um café da manhã com workshop “Dicas de Mesa Posta- Café da manhã na prática”, com a especialista em Etiqueta Social, Renata Corrêa, integrante do Grupo Mulheres da Grande Família.

 

As lives são realizadas toda quarta-feira, sempre às 19h, em forma de bate-papo ou mini palestra. Já foram abordados os temas “Saúde Mental”, com foco em depressão, com a psicóloga Thais Dias Vidotti, “Mulheres em situação de risco”, com a advogada e presidente da Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim), Michelle Marie de Souza, “Automaquiagem”, com a maquiadora profissional Mayara Strobel, “Empoderamento prático através de ferramentas e furadeiras” com a engenheira Civil, Daniela Argenta, o tema “Receber Bem e Mesa Posta”, com a fonoaudióloga e especialista em Etiqueta Social, Renata Corrêa.

 

Também contamos com a palestra sobre fisioterapia pélvica, com a fisioterapeuta pélvica especialista em uroginecologia, coloproctologia, sexualidade e uropediatria, Fernanda Massaro, com o tema “Vulnerabilidade também é um valor psicológico”, e a “Política – Empatia, Tolerância e Empoderamento Feminino”, com a colaboradora Emanuelle Menezes, que é historiadora, formada pela Universidade Federal de Mato Grosso, e especialista em ensino de História.

 

Por Beatriz Saturnino – Da Assessoria de Imprensa

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana