conecte-se conosco



Várzea Grande

A pedido do MPF, pronto-socorro de Várzea Grande (MT) receberá mais de R$ 2 milhões para combate ao coronavírus

Publicado

em

O Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (HPSMVG) e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), localizados na cidade vizinha à Cuiabá, capital de Mato Grosso, receberão mais de R$ 2 milhões para a aquisição de equipamentos e insumos. O objetivo é a manutenção do atendimento nas unidades hospitalares e a tomada de medidas urgentes de prevenção, controle e contenção de riscos e danos à saúde pública, de forma preventiva e estratégica aos empregados e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O pedido de destinação do recurso foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) à Justiça Federal em Mato Grosso.

No total, serão destinados R$ 2.231.722,27 referentes a um acordo de colaboração premiada celebrado no bojo da Operação Ararath. Nesse mesmo acordo, homologado em juízo, ficou definido que o Ministério Público Federal, mediante requerimento, definiria a destinação dos recursos. No referido caso, o Ministério Público Federal se manifestou para que o montante fosse encaminhado para o atendimento das demandas de prevenção e tratamento da pandemia causada pelo coronavírus (covid-19) em Várzea Grande.

“A aquisição dos equipamentos pretendidos resultará em proveito não só para os pacientes que se valem dos serviços oferecidos pelo município de Várzea Grande, mas para também toda a população desta capital e do estado, haja vista a possibilidade real de um colapso do sistema de saúde no momento em que se atingir o pico de infectados que necessitem de atendimento médico-hospitalar, experiência vivenciada por alguns países que enfrentaram, antes do Brasil, a disseminação desse novo vírus em sua população, notadamente pela Itália e, mais recentemente, Espanha. Assim, não há dúvidas de que a destinação de parcela dos recursos depositados em juízo, em razão do acordo de colaboração premiada, para a aquisição de itens necessários ao enfrentamento da pandemia, atende aos fins públicos definidos pela Constituição da República e pela legislação de regência”, ressaltou o juiz federal da 7ª Vara em Mato Grosso, Paulo Cézar Alves Sodré.

Com a decisão, será aberta uma conta judicial na qual será depositado o valor para que a Secretaria de Saúde de Várzea Grande inicie o processo de aquisição dos equipamentos e medicamentos solicitados. A partir dai, a secretaria deverá prestar contas dos gastos, apresentando nota fiscal dos produtos adquiridos, recebimento e atesto de entrega do produto/material, imagem do produto recebido, registro de tombo do produto (inserção no patrimônio da unidade hospitalar) e indicação da conta bancária do fornecedor do produto para que seja realizada a transferência judicial.

Além disso, a cada 30 dias, durante o prazo de seis meses, a Secretaria de Saúde de Várzea Grande deverá apresentar ao MPF informações quanto ao número de atendimentos realizados no escopo do projeto apresentado (prevenção e combate à pandemia da covid-19 em Mato Grosso).

Continuamos trabalhando – O Ministério Público Federal continua trabalhando normalmente na fiscalização das leis, no combate à corrupção e na defesa dos seus direitos, apesar das limitações impostas pela crise do coronavírus. Se você precisar fazer denúncias ou reclamações, protocolar documentos, solicitar informações ou consultar processos, acesse o MPF Serviços.

Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal

1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Elias Alves cuiaba Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Elias Alves cuiaba
Visitante
Elias Alves cuiaba

Infelizmente deve ser usado desse montante de verba ums..vinte por cento o restante vai pro famoso ralo pro bolso só da bandidagem

Várzea Grande

Várzea Grande regsitra 14 mortes pela covid-19; MT tem 8 óbitos em 24 horas

Publicado

em

O Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus (COVID 19) e a Secretaria de Saúde, ambos de Várzea Grande, lamentam informar o 13º e
14º, óbitos de novos pacientes internados com COVID 19.
* A paciente M. A. S, 84 anos, foi internada no dia 14 de maio, na UPA Dr. Farid Seror (Grande Cristo Rei) com tosse seca, fraqueza e
fadiga, quadro de uma semana antes da internação. Hipertensa e com quadro evoluindo para gravíssimos, confirmando COVID 19 em teste rápido,
foi transferida para o Hospital Estadual Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá evoluindo a óbito;
* O paciente A. A. S, 88 anos, portador de Alzheimer e Hipertensão, acamado e deficiente visual, foi atendido no Hospital Pronto Socorro de Várzea Grande no dia 23/05 trazido pelo SAMU, devido queixa de dispneia importante, rebaixamento do nível de consciência. Febre constante e tosse seca há pelo menos 13 dias.  Quadro evoluiu para parada cardiorrespiratória e após reanimação cardiopulmonar, recebeu
diagnóstico de COVID-19, por teste rápido e encaminhado para o Hospital Metropolitano, no mesmo dia, permanecendo internado até a data de hoje
em que foi a óbito.
* O paciente O M. S, 57 anos, com diagnóstico de insuficiência cardíaca, insuficiência renal, obesidade, hipertensão e diabetes,
procurou o Hospital Amecor, no dia 17/05, tendo ficado internado até a data 23/05 para tratamento de miocardiopatia. No dia 25/05, apresentou
sintomas de febre, tosse e vômito tendo procurado o hospital somente no dia 29/05, por volta das 16h já com quadro de insuficiência respiratória
aguda grave e que evoluiu para o óbito no mesmo dia (29/05) às 23:50h.
Foi realizado o teste rápido no dia do atendimento (29/05) em que o resultado foi negativo e também a coleta de material para exame RT-PCR
saindo o resultado de exame laboratorial somente hoje 02/06, positivo confirmando a causa básica do óbito para COVID-19.
O Comitê de Enfrentamento e a Secretaria Municipal de Saúde reforçam novamente a importância das pessoas se resguardarem, e resguardarem as de mais pessoas do seu próprio convívio, promovendo o isolamento social e o Home Office quando possível e meios de segurança quando necessário sair para trabalhar, como distância de 1,5 metros entre as pessoas, uso contínuo de máscaras e quando necessário luvas, água e sabão constantemente e álcool gel.
As autoridades lembram que cabe a cada cidadão adotar as medidas para ajudar no combate a pandemia da COVID 19.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana