Jovem cai em poço de 25 metros e fica 4 dias desaparecido

Metrópoles

A mãe do jovem de 19 anos que caiu em um poço de aproximadamente 25 metros de profundidade e ficou quatro dias desaparecido em Santo André, na região do ABC, afirma que ele passou quatro dias gritando de dor, em razão das fraturas no joelho e no tornozelo. Maria Helena Cordeiro da Silva afirma que o filho ficou sem voz de tanto gritar por socorro.

Jeferson Gabriel Gomes está internado no Hospital Central de Santo André, onde deve passar por duas cirurgias.

“Ele está muito assustado, com os olhos vermelhos. Ele gritou tanto. Ele falou que gritou tanto que ficou sem voz. Foram quatro dias sem comer, sem beber água e todo quebrado”, afirma Maria Helena ao Metrópoles.

“A gente sempre pensa no pior. Eu achei que ele estivesse morto. Ele não é de rua, não é de festa, nunca foi de balada”, complementa.

Segundo a mulher, o jovem caiu no buraco enquanto fazia uma trilha pelo Parque Guaraciaba. “Ele saiu no sábado para caminhar no parque. Ele gostava muito de fazer isso, ele gostava de ver os animais. Inclusive no próximo domingo (9/6) ele ia prestar um vestibulinho da Etec. Ele vai perder porque vai fazer a cirurgia, né?”, diz a mulher.

Maria Helena afirma que começou a desconfiar que algo teria acontecido com Jeferson à medida que foi anoitecendo. Causou estranhamento o fato de que o sistema de geolocalização do celular do jovem indicava que o último lugar em que ele estivera foi o parque.

“Quando deu de noite, ele ainda não tinha chegado. Mandei mensagem e nada. Fomos na Santa Casa, na UBS, na UPA e nada. O meu menino rastreou o celular e descobriu que o último lugar em que ele tinha estado foi dentro do parque. Aí a aflição aumentou”, afirma.

“A gente queria ver as câmeras. No domingo, disseram que a administração não trabalha. Eu falei: ‘Gente, é uma vida!’. Aí o tempo foi passando. A polícia disse que tinha que pegar com o delegado a ordem para pedir as câmeras para a prefeitura. Aí demorou muito. Ele só foi achado pela GCM porque ficou gritando.”

A mulher cobra explicações: “Agora eles vão ter que me explicar, né?. Porque tinha um poçoo daquele tamanho no meio de uma trilha?”. A estimativa de que o poço teria 25 metros de profundidade foi feita pela Guarda Civil Municipal.

Metrópoles questionou a Prefeitura de Santo André e aguarda retorno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *