Câmara cassa o mandato de Edna Sampaio pela 2ª vez

Por 19 votos a 1 e 5 ausências, a vereadora Edna Sampaio (PT) teve, pela 2ª vez, o mandato cassado na Câmara de Cuiabá, por apropriação da verba indenizatória (VI) da sua ex-chefe de gabinete Laura Abreu. A votação foi realizada na manhã desta quinta-feira (6). Logo após a votação, o presidente da Câmara Chico 2000 (PL) declarou a perda do mandato e a comunicação à Justiça Eleitoral.

Edna não compareceu à sessão nem solicitou a presença de seu advogado de defesa. Durante a sessão, a petista fez uma live nas redes sociais, onde classificou o processo como ilegal e afirmou que sua defesa foi cerceada.

A Comissão Processante que investigava a vereadora era formada pelos vereadores Sargento Vidal (MDB) como presidente, Eduardo Magalhães (Republicanos) relator e Cezinha Nascimento (União Brasil) como membro.

Cassação anterior

Essa foi a segunda Comissão Processante da qual Edna Sampaio foi alvo na Câmara Municipal por apropriação da VI. Aina em novembro de 2023, a vereadora teve o mandato cassado por decisão parlamentar, que foi derrubada dias depois após a defesa alegar que o processo excedeu o prazo e foi concluída após 90 dias.

Votação

Vereadores que votaram favoráveis à cassação:

Adevair Cabral (SD)

Cezinha Nascimento (União)

Chico 2000 (PL)

Demilson Nogueira (PP) 

Dilemario Alencar (União)

Luiz Fernando (União) 

Eduardo Magalhães (Republicanos)

Fellipe Corrêa (PL)

Jeferson Siqueira (PSD)

Kassio Coelho (Podemos)

Lilo Pinheiro (PP)

Marcus Brito Júnior (PV)

Maysa Leão (Republicanos)

Michelly Alencar (União)

Rodrigo Arruda e Sá (PSDB)

Rogério Varanda (PSDB) 

Sargento Joelson (PSB)

Sargento Vidal (MDB)

Wilson Kero kero (PMB)

Voto contrário:

Renivaldo Nascimento (PSDB) 

Ausentes:

Edna Sampaio (PT)

Didímio Vovô (PSB)

Marcrean Santos (MDB)

Paulo Henrique (MDB)

Professor Mário Nadaf (PV)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *