Botelho cobra urgência com relação ao caos na saúde de Cuiabá

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (União), destacou que a resolução dos problemas na saúde de Cuiabá é uma questão de urgência e não se pode mais esperar. Questionado sobre a falta de médicos e remédios, ele ressalta ainda que é preciso um debate sério sobre o assunto e lembra também que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) está tomando o caminho de buscar o diálogo.

“A saúde não pode esperar, precisamos fazer um debate sério e o TCE tem procurado este caminho do diálogo. Precisamos achar uma alternativa que visa melhorar a saúde”, comentou o parlamentar, que, como pré-candidato a prefeito, também vem estudando sobre o assunto para elaboração do plano de governo à Prefeitura de Cuiabá e buscando medidas que melhorem as condições de atendimento à população.

Botelho demonstra preocupação com algumas promessas que são faladas no aumento do Teto MAC (Média e Alta Complexidade) para Cuiabá, o que resultaria em mais R$ 60 milhões. Este recurso é o valor destinado ao custeio de ações e serviços de saúde do Bloco de Financiamento da Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar, transferidos pelo Ministério da Saúde aos estados e municípios, de forma automática fundo a fundo.

Há ainda a expectativa de aumento das equipes de Saúde da Família, no entanto, até o momento nada foi efetivo e Botelho reforça que esta é uma área que precisa ser priorizada. Porém, o deputado se preocupa com quando este recurso chegará à capital, além da aplicação do recurso e quando de fato as ações serão realizadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *