Max diz que mesa diretora cabe ao parlamento e não ao governador

O deputado estadual Max Russi (PSB) afirmou que não irá contar com a interferência do Governador Mauro Mendes (União) nas eleições para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (ALMT). O parlamentar deixou mais vez claro o seu interesse na disputa pela presidência da Casa de Leis, mas afirmou que ainda não há nenhuma definição quanto aos outros integrantes de sua chapa no pleito interno. As declarações foram feitas em coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (22).

Max, Mauro e demais autoridades mato-grossenses formaram uma comitiva que embarcou rumo aos Estados Unidos, para cumprirem agendas em Nova York, entre os dias 12 e 17 de maio. Nesse período mais próximo ao governador, o deputado foi questionado se apesar das agendas agitadas, teve um tempinho para debater a mesa diretora com o mandatário. Ao que Russi negou e destacou a necessidade de que o “Paiaguás” não interfira na eleição para o biênio 2025/2026 na ALMT.

“Não acredito em interferência do governador na Assembleia, até porque o parlamento é independente. (…) Eu não vou conversar mesa diretora com o governador Mauro Mendes, ele está fazendo uma grande gestão no Executivo, tem apoio da maioria dos deputados no parlamento, mas quem vai decidir mesa diretora serão os deputados e não o governador”, declarou o parlamentar que atualmente ocupa o cargo de 1º secretário.

Após ter assumido a presidência da Casa na ausência de Eduardo Botelho (União) que enfrentava entrave na justiça para se manter presidente, ainda em 2021, Max parece ter ficado com a sensação de “quero-mais” e por isso afirma estar focado em sua candidatura à presidência da mesa para o próximo biênio. Segundo ele, ainda não houve tempo ainda para debater os demais cargos da chapa, como o da vice-presidência, que poderá ser ocupado pelo experiente deputado estadual Júlio Campos (União).

“Eu não estou tratando de outros cargos da mesa, eu estou cuidando da presidência. Tenho encontrado muito apoio da maioria dos deputados até o momento. O Júlio, a gente conversou da possibilidade e ele pretende pleitear o cargo de vice-presidente da Assembleia. É um cargo importante, ele tem capacidade e condição disso, foi governador, senador, foi tudo né? Agora, não é o deputado Max que vai decidir isso. Quem vai decidir isso é o colegiado”, ponderou Russi.

Quanto à primeira secretaria, cargo sondado por Janaina Riva (MDB), Max afirma que também não há nada definido por enquanto. “Não tem nada fechado ainda. A gente está conversando ainda, fechando chapa, ainda. Não está nem no prazo disso. As conversas estão sendo feitas. Eu, particularmente, não pedi voto para ninguém e não vou pedir para nenhum outro cargo na mesa. Quero ser presidente e aqueles que quiserem fazer parte dessa chapa, conversando com os demais parlamentares terá o meu apoio”.

As eleições para a Mesa Diretora na Assembleia Legislativa deverão ocorrer no mês de setembro, o que irá representar grande agitação política, às vésperas do pleito municipal 2024.

3 thoughts on “Max diz que mesa diretora cabe ao parlamento e não ao governador

  • Karla Silva

    Meu futuro presidente, pra cima deles o senhor vai o vitorioso

    Resposta
  • José Linhares

    O melhor Max tem que ser o proximo presidente

    Resposta
  • Nathan Oliveira

    O mais preparado de todos, Janaina tem que ficar de boa e cuidar de outras coisas a presidência é sua Max

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *