Política

Vereadores de oposição protestam contra decisão que suspendeu comissão processante

Vereadores da oposição em Cuiabá realizaram um protesto inusitado na sessão desta quinta-feira (16) contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) que recebeu uma decisão favorável da justiça suspendendo a comissão processante que poderia levar à cassação do gestor. Os parlamentares compareceram à Câmara Municipal da capital usando nariz de palhaço.

A comissão investigava o prefeito Emanuel Pinheiro, suspeito de chefiar um grupo envolvido em desvios de recursos da Secretaria Municipal de Saúde.


Na decisão, o magistrado argumentou que a comissão processante descumpriu regras e prazos legais. Entre as irregularidades, foi destacado que o prefeito Emanuel Pinheiro não foi devidamente notificado sobre a instalação da comissão, que poderia resultar na sua cassação.


Entre os vereadores que participaram do protesto usando nariz de palhaço, estavam Eduardo Magalhães (Republicanos), Dilemário Alencar (União Brasil), Felipe Correa (PL), Demilson Nogueira (PP).


Os vereadores de oposição utilizaram a alegoria para expressar seu descontentamento com a decisão judicial e para chamar a atenção para o que consideram uma tentativa de obstruir a investigação contra o prefeito.

3 thoughts on “Vereadores de oposição protestam contra decisão que suspendeu comissão processante

  • JOSIANE BELARMINA ROSA ARAUJO

    Parabéns aos que protestaram contra . Parabéns .

    Resposta
  • Aparecida ribeiro

    Correto…parabéns juiz…dilemario demilson Edna…Eduardo Magalhães…não adianta vcs tentarem derrubar prefeito….ele está blindado pelo espírito santo…do jeito q vem volta…Emanuel fez e vai fazer muito mais em vez d tentar prejudicar ele…vão trabalhar seus cu d galinha….

    Resposta
  • Aparecida ribeiro

    Parabéns juiz…o vereadores q estão fazendo protesto aí..vai trabalhar d palhaço quem sabe vai dar certo…não adianta vcs não vai conseguir derrubar o prefeito…ele é blindado pelo espírito. Santo…vai trabalhar seus cu d galinha…

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *