Polícia

Irmãos separados há 45 anos se reencontram com ajuda da polícia

Dois irmãos separados há mais de 45 anos tiveram oportunidade de se reencontrar nesta quinta-feira (09), em Barra do Garças (509 km a leste de Cuiabá), após atuação da Polícia Civil do município.

O momento tão esperando por quatro décadas, aconteceu na Central de Flagrantes de Barra do Garças, quando Ari Elias Barbosa, de 81 anos, reencontrou e abraçou o seu irmão Rubens Elias Barbosa, de 71 anos.

As diligências iniciaram quando o senhor Ari Elias, residente em Cuiabá, foi até Barra do Garças e procurou a Polícia Civil solicitando ajuda para encontrar seu irmão.

Ari Elias contou que havia perdido contato com a caçula há mais de 45 anos, e a busca por ele se tornou uma jornada que atravessou décadas, repleta de saudade e confiança que alcançaria um desfecho feliz.

Durante esses longos anos e sempre com esperança de localizar o tio, a filha de Ari descobriu que Rubens Elias poderia estar morando na cidade de Barra do Garças.

Com base nas informações repassadas pela família, os policiais civis coordenados pelo delegado Adriano Marcos Alencar, passaram a diligenciar com intuito de localizar o paradeiro do idoso de 71 anos.

Após minucioso trabalho investigativo de rastreamento de registros e entrevistas com moradores locais, a equipe conseguiu encontrar o endereço de Rubens Elias no bairro São José.

Diante da notícia tão esperada, foi preparado o encontro entre Ari Elias e Rubens Elias, que emocionaram todos as pessoas que presenciaram o abraço caloroso, repleto de lágrimas e palavras fraternas não ditas por 45 anos.

Para o senhor Ari Elias, a busca pelo irmão foi uma missão impulsionada pelas memórias carinhosas da mãe, que antes de falecer, sempre perguntava pelo filho ausente. O peso desses anos de separação tornou o reencontro ainda mais significativo para ambos os irmãos.

Após o abraço emocionante na delegacia, Rubens Elias convidou Ari Elias para ir até sua casa, reunir com os outros parentes e assim celebrar.

Conforme o delegado Adriano Marcos Alencar, ao saírem juntos da delegacia os irmãos exibiram sorrisos radiantes, carregando consigo não apenas a alegria do momento, mas também a certeza de que, após tanto tempo, a família estava unida novamente.

“Esse reencontro não apenas aqueceu os corações daqueles que testemunharam o momento especial, mas também serviu como um lembrete poderoso do poder do amor fraternal e da perseverança humana. Em um mundo muitas vezes marcado por separações e distâncias, essa história lembra da importância de nunca desistir daqueles que amamos. A sociedade pode sempre contar apoio da Polícia Civil”, destacou o delegado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *