CidadesSaúde

Ortopedista orienta sobre cuidados com a coluna durante a gestação

A gravidez é um período marcado por diversas mudanças e alterações no corpo, e com a coluna vertebral não é diferente. Os cuidados devem ser redobrados desde o início para que as futuras mamães consigam amenizar as dores que possam surgir, tanto na coluna quanto na região dorsal, conforme explicou o médico ortopedista Fábio Mendonça, cirurgião de coluna vertebral no Hospital HBento.

Segundo ele, é comum queixas de dores na lombar e na região próxima ao pescoço durante a segunda metade da gravidez, devido às interferências na postura. O aumento de peso durante o processo de gestação também contribui para essas dores.

“Durante a gravidez, à medida que o útero cresce, isso causa um desequilíbrio na postura. Há um aumento da lordose, cifose torácica e mudança no tamanho da região pélvica. Por volta da 30ª semana, a bacia está se ajustando para o parto, e os hormônios femininos sofrem grandes mudanças, deixando as articulações mais frágeis e flexíveis, o que pode ocasionar dor.”

Na reta final da gestação, as posições para dormir tornam-se mais desconfortáveis e o incômodo é mais frequente. O uso de medicamentos para aliviar as dores não é muito indicado, a fim de evitar riscos ao bebê, porém, o especialista ressalta que atividades simples podem auxiliar no alívio da dor.

“Para evitar ou amenizar essas dores, é necessário realizar alongamentos, fortalecimento muscular, hidroginástica e hidroterapia. Atualmente, há grupos de gestantes que praticam atividades em conjunto ao ar livre e em academias. É muito importante evitar permanecer sentada por longos períodos”, explicou o médico.

O tratamento é prolongado e inclui o alongamento de todos os grupos musculares envolvidos na marcha, bem como atividades aquáticas sem carga e caminhadas. No entanto, é importante lembrar que qualquer atividade física, por mais leve que seja, só deve ser iniciada após avaliação do obstetra.

O uso de calçados confortáveis também é muito útil para controlar a dor. “Em caso de dor persistente na região da coluna, a gestante deve procurar um especialista para descartar outras condições que não estejam relacionadas à gravidez”, concluiu Fábio Mendonça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *