Política

Mauro instiga Botelho a ignorar Emanuel Pinheiro

Mauro Mendes, chefe do Executivo estadual, desafia Eduardo Botelho a focar em soluções para a Capital, deixando de lado ataques políticos ao prefeito Emanuel Pinheiro.

Em uma declaração pública instigante, o governador Mauro Mendes, do União, incentivou abertamente o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, pré-candidato a prefeito pelo União Brasil, a deixar de lado embates políticos com o atual prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, do MDB. Mendes destacou que, na sua avaliação, o emedebista não tem mais relevância no cenário político da cidade.

“É isso que o Botelho tem que discutir. Cuiabá e seus problemas. Não é ficar falando mal do prefeito aí, ele já morreu. Isso é bananeira que já deu cacho. Ele não tem mais importância no cenário político. É entender o que aconteceu e como resolver isso”, ponderou Mauro Mendes.

O governador prontificou-se a colaborar com Botelho na elaboração de um projeto voltado para apresentar soluções aos desafios da Capital. “Como que nós temos que montar um plano estratégico para tirar, literalmente, Cuiabá do buraco e tirar Cuiabá do caos financeiro e aí devolver bons serviços para a população?”, questionou.

Mendes enfatizou a necessidade de um debate sério e aprofundado sobre os últimos sete anos de gestão municipal. “Eu disse ao Botelho, ele está aqui ao meu lado. Eu já disse isso pessoalmente a ele: ‘Botelho, é momento de focar num projeto de discutir a cidade. Com seriedade, sem papagaiada, sem ficar com politicagem. Mas entender com profundidade o que aconteceu nesses últimos 7 anos que Cuiabá mergulhou nessa depressão'”, completou o governador.

Além disso, Mauro Mendes revelou que a discussão sobre a escolha do vice na chapa de Botelho será retomada a partir de julho. No entanto, ressaltou que o foco atual é a construção de um projeto consistente e de propostas que atendam às necessidades da população cuiabana.

“Candidato não tem que se preocupar agora em formar a chapa. A chapa vai ser formada faltam 15 ou 20 dias [para as convenções]. E até lá vamos discutir Cuiabá, os seus problemas e principalmente as soluções para tirar Cuiabá do caos que ela se encontra”, analisou o governador.

Apesar do discurso, há indícios de que Mendes e Botelho já estejam considerando nomes para a vice na chapa. Entre os mencionados até o momento, destaca-se o da secretária de Estado de Assistência Social, Coronel Gisele Bugalho, que conta com a simpatia da primeira-dama Virgínia Mendes. O PP tem participado das articulações para que Bugalho se filie à legenda e se torne a vice de Botelho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *