Artigos

Mães de crianças com deficiência denunciam descaso na saúde e negação de direitos

Associação de Apoio a Mães e Pessoas Especiais promete levar casos à justiça após relatos de mães sobre falta de atendimento adequado.

No dia 16 de abril, a Presidente da Associação de Apoio a Mães e Pessoas Especiais (AAMPE), Tatiane Queiroz, e a Diretora Ana Laura Assis ouviram uma série de denúncias preocupantes durante um encontro com mães assistidas pela ONG. Em áudios compartilhados no grupo da AAMPE, as mães relataram diversas situações de descaso por parte dos serviços de saúde e da falta de respeito aos direitos das pessoas com deficiências.

Entre as denúncias, as mães afirmaram que tiveram a conta de luz cortada, mesmo tendo direito ao benefício da tarifa baixa renda devido à condição de seus filhos autistas. Além disso, destacaram a carência extrema de profissionais especializados, como neurologistas, psicopedagogos, fonoaudiólogos, nutricionistas e terapeutas ocupacionais, disponíveis pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Algumas crianças especiais relataram não passar por consulta com neurologista há muitos anos.

Diante desses relatos alarmantes, a Presidente e a Diretora da AAMPE expressaram seu repúdio ao descaso por parte das autoridades responsáveis pela saúde e bem-estar das pessoas com deficiência. Comprometidas com a defesa dos direitos dessas famílias, anunciaram que levarão todos os casos à justiça, buscando responsabilizar os órgãos competentes e garantir o acesso adequado aos serviços de saúde e às políticas públicas necessárias para o atendimento das crianças com deficiência e suas famílias.

Esses áudios revelam a urgência de uma ação efetiva por parte das autoridades para corrigir as falhas no sistema de saúde e assegurar que todos, independente de suas condições, tenham acesso a um atendimento digno e de qualidade. A luta da AAMPE é um exemplo inspirador de mobilização em prol da garantia dos direitos das pessoas com deficiência e suas famílias.

2 thoughts on “Mães de crianças com deficiência denunciam descaso na saúde e negação de direitos

  • IVANIZE MERCES DA SILVA

    Meu filho tem 6 meses aguardando ser chamado na univag pra terapias e psicólogo até hoje nada de ser chamado

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *