Detonando

Guarda Municipal é acusado de matar cachorro a tiros em Cuiabá

Morador denuncia ação de agente da Guarda Municipal de Várzea Grande, que alega necessidade de interromper briga entre animais.

Um morador de Cuiabá denunciou Gustavo Tertuliano, agente da Guarda Municipal de Várzea Grande, por matar um de seus cachorros da raça pit bull com um tiro na cabeça. O incidente ocorreu na noite de terça-feira (2), no bairro Alvorada. O tutor dos animais, Luciano Dias, relatou que estava trabalhando no momento do ocorrido e recebeu uma ligação do servidor, justificando a necessidade do disparo para separar uma briga entre os cães.

Ao retornar para casa, Luciano encontrou seu cachorro morto no quintal e foi orientado a acionar a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (DEMA). Ele afirma que os cães costumavam brigar entre si, mas nunca houve incidentes graves. Todos os animais passeavam diariamente com focinheira.

Por outro lado, Tertuliano alegou que foi chamado por barulhos de briga entre os animais e pessoas correndo ao redor da residência. Ele afirmou ter visto dois cães brigando e tentativas de interromper a disputa jogando água e comida nos animais. Uma moradora de rua teria até mesmo colocado os braços entre as grades do portão, agravando a situação.

Diante da aparente impossibilidade de controlar a situação de outra forma, Tertuliano disparou contra o cachorro, que morreu no local. O guarda estava fora do expediente e a arma utilizada era de uso pessoal, não funcional.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (DEMA), que recolheu a arma para perícia. A alegação do servidor da Guarda Municipal gerou indignação por parte do tutor do cachorro, que contesta a necessidade do disparo e lamenta a perda de seu animal de estimação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *